sábado, 23 de junho de 2007

As distorções escatológicas

Os pentecostais sempre pregaram a mensagem da Vinda de Cristo. O movimento pentecostal nasceu logo após o despertamanto escatológico do século XIX. A escatologia é o estudo sobre as últimas coisas, doutrina de grande importância na mensagem evangélica.
No meio das mensagens escatológicas, há dois extremos que os pentecostais devem evitar:

A) Escatofobia.¹
A escatofobia tem início em uma mensagem distorcida das doutrinas bíblicas. Em muitas pregações a enfâse está em cada detalhe dos sofrimentos da grande tribulação.
Esses pregadoram se esquecem de ensinar que a vinda de Jesus é "a bem-aventurada esperança" do crente.
É claro que se deve pregar sobre a grande tribulação, mas não com o intúito de converter alguém pelo medo. O medo não produz genuínas converções. Somente o convecimento do pecado, da justiça e do juízo; efetuado pelo Espírito Santo, é que leva o pecador se tornar uma nova criatura.
Jesus quer que o seu povo viva em paz (Jo 14.27) Disse Jesus: "não se turbe o vosso coração"(Jo 14.1a). A mensagem de Cristo é que Ele voltará para buscar um povo que habitará nas moradas celestiais. Os discípulos de Cristo não eram para viver pertubados, mas deveriam crer naquele que é fiel. A Vinda De Cristo é uma mensagem confortadora para todo aquele que nEle crer.
Quando Paulo descreve o arrebatamento da igreja, ele conclui: "portanto, consolai-vos uns aos outros com essas palavras"(1Ts 4.18). O verbo consolar é um imperativo, que pode ser traduzido por encorajar e confortar.² A pregação escatológica deve produzir conforto no coração do crente, pois é uma mensagem de esperança. O crente deve aguardar a Vinda de Cristo com vigilância e na plenitude do Espírito.

B) Escatomania
A escatomania se manifestou, na igreja de Tessalônica, de maneira muito forte. Os membros da igreja Tessalônica, por meio de falsos ensinos, acreditavam que a Vinda de Jesus já havia começado. Alguns se entregaram a ociosidade, pois a vinda de Cristo era iminente. Hoje, há aqueles que "vivem pela fé", não estudam ou trabalham, pois Cristo está prestes a vir. Paulo exorta que "se alguém não quiser trabalhar, não coma também". Alguns pregadores enfatizam a escatologia de maneira demasiada, ao ponto de esqueceram que precisam pregar todas as doutrinas bíblicas. Conta-se a história de um pastor que nunca reformou o templo, pois, segundo ele, breve o anticristo usaria o prédio para seu reinado maligno. Esse fato ocorreu a mais de 25 anos!
A bíblia deve ser pregada por completo, pois todas as doutrinas são importantes para o cristão que espera a Vinda do Senhor.
Maranata!

notas:

01) Escatofobia, (gr. Escathos- últimas coisas: Fobia- medo, pavor)

02) RIENECKER, Fritz; ROGERS, Cleor. Chave linguística do novo testamento grego. São Paulo: Vida Nova, 1995, p.144.

7 comentários:

Victor Leonardo Barbosa disse...

Muito interessante Gutierres, relamnete há muitos com tal coisa, e realmente o medo não pode ser a base de uma pregação(pode até ser o meio, todavia, alguém tem como base para se converter as chamas do inferno, com certeza, logo após desse medo passar ela volta para onde veio). Hoje existem muitos que infelizmente tem essa escatomania...
Abraços, continue assim meu irmão...obrigado por postar no meu blog, sua presença sempre é importante e seus comentários encorajadores.
Que Deus te abençoe mais e mais neste teu ministério.
Abraços e Paz do Senhor!!!

Carlos Roberto Silva, Pr. disse...

Olá Gutierrez!
Parabéns pelo artigo!
A Bíblia tem que ser pregada como um todo e não somente o que nos interessa.
É preciso coragem para pregar e escrever sobre doutrinas que confrontam a carne e os interesses humanos.
Que o Senhor levante muitos jovens como o irmão!
Obrigado pelos seus comentários em meu blog, pois enriquecem meu point.
Um grande braço!

Eliseu Antonio Gomes disse...

Prezado Gutierres

Graça e paz do Senhor!

Seu comentário que veio a calhar.

Nos meus tempos de novo - convertido havia uma avalanche de pregações ilustrando como seria a grande tribulação. Lembro-me muito bem de um abençoado que gostava de enfatizar sobre gafanhotos do tamanho de carros, que surgiriam no período em que a morte seria tirada de entre os homens.

Moderação. Essa é a palavra-chave, em tudo que o crente em Jesus faz.

Fique com Deus.

Gutierres Siqueira, 18 anos disse...

Agradeço ao irmão Victor Leonardo, ao pr. Carlos Roberto e ao irmão Eliseu Gomes. O comentario de cada um é muito importante para o blog Teologia Pentecostal.
Continuem acompanhando, fiquem na paz do Senhor!

Pastor César Moisés disse...

Caro Gutierres Siqueira

O irmão está de parabéns. Pelas exposições em seu blog, podemos ver que existe um compromisso e uma busca sincera pela defesa da verdadeira doutrina.

"Vai nesta tua força, varão valoroso!"

Um grande abraço

Anônimo disse...

segundo a bibli de estudos:temas em concordância o pentecostalismo foi instituido no livro de joel para vc no século 19 qui rolo em,a biblia diz que Deus não é Deus de comfusão e vcs são confusos por de mais!!!.

benedito disse...

P/vc anonimo.A biblia fala assim conhecereis a verdade e ela vos libertara. Meu prezado procure ler a biblia com a revelação do espirito santo poq uma coisa é ter conhecimento outra é ter a revelação porq essa vem é de vida no altar e não de busca humana e nem de encinamento herdado ou pesquisado em livros de um e outro [Fiq na pas de cristo]