sábado, 15 de dezembro de 2007

O Cristianismo anti-Ortodoxia Parte 02

Leia a primeira parte abaixo.

A questão não é se uma doutrina é bela, mas se ela é verdadeira. (Anônimo)

A ortodoxia generosa faz jus ao nome, pois busca um deus e uma teologia, politicamente correta. Essa “nova teologia” é baseada no sentimento de liberdade apregoado por teólogos, que apesar de terem o nome de cristãos, nunca mostraram o valor pela salvação eterna em Cristo Jesus. Os defensores da anti-ortodoxia tem muita base filosófica e teológica para os seus argumentos, mas dificilmente podem defender esse ponto de vista por meio da Bíblia, principalmente pelas cartas paulinas e joaninas, que são tratados apaixonados pela verdade.

Amor e Verdade

Seria o amor maior do que a verdade? Biblicamente a resposta é não! João, conhecido como o apóstolo do amor, escreveu uma carta a “senhora eleita”, e disse: “Por amor da verdade que está em nós... Muito me alegro por achar que alguns de teus filhos andam na verdade” (v. 2 e 4) O amor não despreza a verdade e a verdade bíblica não despreza o amor. Isso é um princípio bíblico. Muitos separam amor, obediência e apreço pela verdade; mas na segunda missiva de João, fica claro que essas três palavras são inseparáveis. Como afirmou o Dr. Augustus Nicodemus: “Essa acusação reflete o sentimento pluralista e relativista que permeia a mentalidade evangélica de hoje e que considera todo confronto teológico como ofensivo”. ¹ E como lembra David Limbaugh: “Portanto, até que ponto se amoroso é torna-se cúmplice da destruição da própria verdade, a ponto do esvaziamento do próprio evangelho? Ser sensível é ajudar as pessoas a se afastarem do caminho da vida?”²

Quando mais uma pessoa conhece a verdade bíblica, mas ele será liberta, como disse Jesus: “E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (Jo 8:32). Por que falar de liberdade jogando fora a ortodoxia? É claro que algumas “verdades” expostas por cristãos equivocados, podem causar neurose em outros cristãos mais frágeis, principalmente no que se refere a uma imagem falsa de Deus ou um ensino legalista de vida cristã. Mas como afirmado, isso é fruto de uma compreensão falsa das doutrinas bíblicas, e não produto da ortodoxia.

Seriam a ortodoxia propriedade da burguesia e a heresia as palavras do oprimido? Esse pensamento é fruto de ignorância histórica e da contaminação de uma cosmovisão marxista no cristianismo, pois os grandes hereges nunca foram pequenos. Do ponto de vista de Deus e consequentemente de sua Palavra, os grandes hereges foram bispos e pontífices importantes, fariseus imponentes e saduceus arrogantes. Heresia é uma tentação que não olha classe social ou região geográfica, mas sim deficiência diante da Palavra.

O desejo de ser amoroso é pratico no movimento anti-ortodoxia? A realidade diz que não! Pois há uma pergunta importante aos teólogos da esperança e os profetas da libertação: Onde estão os seus grandes orfanatos, casas de recuperação de drogados e assistência humanitária as prostitutas de rua? Quem tem trazido mais dignidade para muitos moradores de favela ou sertanejos na seca? Seriam as chamadas “comunidades de base” ou muitos pentecostais simples que procuram viver em comunidade prestativa de modo natural?

Metamorfose ambulante

Esse movimento anti-ortodoxia seria muito apreciado por Raul Seixas, pois ele apregoava o desejo de ser uma “metamorfose ambulante”, pois seria muito desagradável “ter aquela velha opinião formada sobre tudo”. Teologia com ortodoxia é velha opinião formada sobre tudo, e isso é abominável para esses neo-ortodoxos. Pois assim como Raul Seixas, esses teólogos bebem do pensamento pós-moderno, que despreza as bases estabelecidas, com diversos argumentos de passividade. Como afirmou o teólogo batista Luiz Sayão:

A idéia da supremacia do fluxo do tempo desemboca na rejeição de outras categorias fixas. A única categoria é o próprio tempo, o novo senhor absoluto. Com esse pressuposto, já não podemos ter teologia e ética definidas e claras. Embora a Bíblia seja um livro de orientações muito cristalinas sobre Deus, a salvação e o propósito da vida (2 Tm 3.16,17; 2 Pe 1.19-21), para muitos evangélicos, a teologia “maluco beleza” é preferível.³

Um deus em processo produz uma teologia em processo, que está em evolução. O fixo, o estável, o certo, o reto são palavrões para uma teologia em metamorfose. A busca pela revolução teológica é constante nesse meio, e apesar das duras críticas aos neopentecostais por parte do movimento anti-ortodoxia, eles são tão pragmáticos em sua doutrina como os promotores de modismos.

A anti-Ortodoxia é um perigo transvertido de poesia e lindas palavras teológicas, onde o teísmo aberto e a teologia da libertação se casaram. Esse Movimento que é filho da pós-modernidade, procura adequar o evangelho aos pensamentos mundanos e as vãs filosofias contemporâneas. A ortodoxia é fruto de reflexão bíblica, onde o sangue de muitos cristãos foi derramado em sua defesa. E que assim a doutrina reta possa assim continuar!

Referência Bibliográficas:

01- NICODEMUS, Augustus. Falta de Amor? O Temporas, O Mores. Disponível em: http:// tempora-mores.blogspot.com/2007/09/falta-de-amor.html. Acesso em: 12/12/2007

02. GEISLER, Norman & TUREK, Frank. Não tenho fé suficiente para ser ateu. São Paulo: Editora Vida, 2006, p. 10.

03- SAYÃO, Luiz. Raul Seixas e a Bíblia. Revista Enfoque Gospel. Edição 64 - NOV / 2006.

13 comentários:

Luiz C disse...

E que assim a doutrina reta possa assim continuar!!!
Otima frase irmao,somente verdade!
Jeremias cap.1 vai nessa!

Abraço...

Ednaldo disse...

Irmão Gutierres, a Paz do Senhor.

Assim você esvazia a igreja (risos), as pessoas não querem ser confrontadas com a verdade, a verdade dói, é um grande pecado hoje pregar contra o pecado e mostrar o que a verdade bíblica tão claramente expoe, é melhor buscar interpretações muitas vezes fantasiosas imputando ao texto bíblico aquilo que o Espírito não quis dizer. Que Deus levante homens valorosos que não se curvem diante das dificuldades e estejam dispostos a dar pão para o povo.

Spurgeon ficou famoso em sua época por confrontar os pecadores com o seu pecado e as reuniões que presidia ficavam lotadas. E hoje ele é lembrado como o Príncipe dos Pregadores. Precisamos retornar a ortodoxia bíblica, não uma ortodoxia engessada em dogmas que muitas vezes matam mas uma ortodoxia guiada pelo Espírito de Deus.

Ednaldo

Obrigado pela visita e comentário no meu humilde blog.

Eliseu Antonio Gomes disse...

Gutierres

Que diga o fraco: sou forte!

Por que? Porque a força do Senhor é aperfeiçoada na fraqueza humana daqueles que usam a humildade e sabem reconhecer quem eles realmente são e quem realmente Deus é.

Vale a pena relembrar: o Criador é o Deus onipotente, onisciente e onipresente. Ou seja, Ele pode tudo, sabe tudo e está presente em todos os lugares. Tem todo poder e domínio de informações completas e com elas preencheu todas as horas de ontém, preenche as de hoje e preencherá as horas futuras.

Entretanto, eis que temos o Salmo89.7: " Deus DEVE SER em extremo tremendo na assembléia dos santos..."

Por que deve ser? Sabemos que Deus é em extremo tremendo!

É por causa do fator fé... Quem não coloca sua fé em ação, não enxerga a realidade do estado do nosso Deus grandioso, e então, os tais com fé defeituosa têm dentro de si um Deus apequenado.

Deus jamais será relativisado em sua essência, mas a fé relativisa as ações do poder dEle entre nós!

Deus é amor, mas muitos sem nenhum amor dizem verdades, ou o que acreditam ser verdades, em lugares e horas erradas. Lamentavemente, em nome da apologia evangélica estão matando almas.

Essas pessoas não sabem quem é Deus e não sabem quem elas são. Por causa disso estão desempenhando um papel errado na blogosfera evanvélica!

Não querem atacar o pecado, ataca-se o pecador! Não querem atacar as heresias, ataca-se o herético!

Há quem esteja muito entristecido e desanimado por influência da "apologia" que está sendo feita por alguns "irmãos" na blogosfera, ala assembleiana.

Com Salomão, Eclesiastes 3, aprendemos que existe hora certa para tudo. Ele até fez poesia sobre isso: "Como maçãs de ouro em salvas de prata, assim é a palavra dita a seu tempo" - Provérbios 25.11.

O crente apologeta que se esquece do amor, fala em defender fé, mas a sua própria fé está esfriada, gelada, mecanizada, engessada por padrões muito bem descritos pelo apóstolo Paulo descritos Colossenses 3.

Concluo com 1ª João 3.15: "Qualquer [QUALQUER UM] que aborrece a seu irmão é homicida. E vós bem sabeis que nenhum homicida tem permanente nele a vida eterna".



Abraço.

Silas Daniel disse...

Caro Gutierres,

Parabéns pelas postagens. Aproveito para informar aos leitores deste blog que meu próximo livro que está sendo lançado pela CPAD aborda este tema da atual série de postagens do "Teologia Pentecostal" e muitos outros correlatos. O título do livro é "A Sedução das Novas Teologias". O subtítulo explica melhor o conteúdo: "O que está por trás de modismos como Igreja Emergente, Ortodoxia Generosa, Teologia Narrativa, Teísmo Aberto e Teologia Quântica". Creio que esse livro será bênção para muitas pessoas que se encontram divididas e confusas entre a ortodoxia bíblica e o discurso aparentemente coerente da atual onda teológico liberal no Brasil.

Um abraço!

Anônimo disse...

Que vergonha para o cristianismo! Em quanto o pessoal da Nova Era está a todo o vapor unificando o mundo, o cristianismo se encontra dividido cheio de ódio entre as igrejas. Isso acontece por que se negam a ler o Apocalipse, se negam em entender como funciona a mente do Diabo, se negam a aceitar que o governo da besta está quase concluído.

Em quanto vocês se matam lendo filosóficas, se matam estudando, o 8 rei (a saber: a Besta) que está governando (através dos seus seguidores) o mundo mal tinha a 8 ª série. Sim! Ele era um “iletrado”, mas está tragando para o seu governo todas as religiões. Fazer o que...a maior verdade é aquela que agente nega do fundo alma.

Eu poderia falar o nome dele mas...cansei de ser ofendido.Vão pesquisar um pouco! procure todos os descendentes de Zoroastro!

Afinal a maior parte dos cristãos odeia do fundo da alma quem recebeu o dom de profetizar sobre o Apocalipse. Vergonha...Todos nós somos parte do corpo de cristo.

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Obrigado pela participação de todos e um feliz natal!

Luiz,
Temos a missão de defender a verdade do evangelho com amor e sinceridade. Você citou um ótimo exemplo, pois Jeremias passou toda a sua vida lutando pela "reta doutrina" e chorando pelos apóstotas de Israel.

Ednaldo.
Eu sempre fico impresionado com Spuergeon era um homem destemido diante da palavra, foi um profeta em seu tempo. Precisamos de profetas!

Eliseu,
Sempre digo que falar a verdade com humildade é uma demostração de amor cristão.

Silas Daniel
Certamente esse livro vai preencher um lacuna na literatura evangélica referente aos novos movimentos liberais na teologia contemporânea. Parabéns pela obra!

Caros anônimos, para emitir um parecer nesse blog, antes se identifique!

Victor Leonardo Barbosa disse...

Parabéns irmão Gutierresm pela coragem e firmeza..que Deus lhe abençoe, mais uma vez os artigos estão muito bons, que Deus continue lhe usando como instrumento de bençãos sem medida.

A paz Do senhor!!!

Amor e Verdade, são coisas inseparáveis...

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Gutierrez!
A Paz do Senhor!
Parabéns pela firmeza e coragem em defender a ortodxia bíblica.
Foi um grande prazer conhecê-lo em 2007, através da blogosfera evangélica.
Rogo ao Senhor que continue a levantar jovens como vc., interessados em defender a doutrina genuinamente bíblica, bem como alimentar sem sectarismo os bons costumes.
FELIZ NATAL!

Pr.Carlos Roberto
www.pointrhema.blogspot.com

Paulo Silvano disse...

Caro Gutierres,
Foi de grande valia travar relacionamento com o irmão, através da blogosfera, nesse ano de 2007. Desejo a você um bom final de ano e que 2008 revele um tempo em que o labor mais importante na nossa comunicação continue sendo a busca da afirmação dos nossos blogs como espaços de koinonia.
Admiro a sua argúcia, lucidez e dedicação sincera a Deus, em tão tenra idade. Acredito que, nesse momento, entre os que fazem da blogosfera um espaço de ressonância do pensamento teológico, você esteja entre poucos que reunem as melhores condições para adentrar esse espectro e tratar com isenção a multiplicidade de temas.
Obrigado frequentar o Sinergismo e me prestigiar com os seus edificantes comentários.

Um abraço
pr Paulo Silvano

Pastor Geremias do Couto disse...

Caro Gutierres:

Receba o meu abraço fraterno neste final de 2007 e saiba que sua firme postura apologética me estimula a acreditar que os fundamentos permanecerão robustos, apesar dos ataques que sofrem da anti-ortodoxia.

Tenha um abençoado 2008.

Anchieta Campos disse...

Meu caro irmão Gutierres,

Você como sempre coerente com a Palavra! Mais uma vez parabéns por seu blog e artigos!
Venho neste momento também lhe desejar um ótimo Natal e um 2008 cheio da graça do nosso Deus e da presença do nosso Amado Consolador!
Saiba que é uma honra tê-lo como amigo e companheiro em defesa da Bíblia Sagrada!

Abraços fraternos!

Anchieta Campos

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

A paz do Senhor a todos. Um feliz natal e um 2008 abençoado a essa turma da blogosfera.
Nesse ano de 2007 foi um grande prazer conhecer o irmão Victor Leonardo, um jovem preocupado por um cristianismo autêntico. Fico feliz por ter conhecido o irmão e pastor Carlos Roberto, espero encontrá-lo aqui em São Paulo. Ao pastor Paulo Silvano, que em 2008 o amado irmão possa continuar a enriquecer o Blog Teologia Pentecostal, feliz ano novo. Ao pastor Geremias do Couto, foi e tem sido o grande prazer ver as suas opiniões escritas nesse humilde blog, é um privilégio.
Ao irmão Anchieta, feliz natal e um 2008 a cada dia na Palavra, parabéns por sua defesa ao evangelho.

teologia simples disse...

Saudações,

Foi por mero acaso que encontrei seu blog. Por sinal, li o seu texto inteiro, as duas partes. Mas surgiu uma dúvida: O que a verdade?
Será que você está desinformado sobre o processo de construção, torto, da doutrina reta?
Você é um pentecostal clássico pelo visto, será que você está desinformado, também, dos estragos que a "santa" doutrina causou e como ela de forma sucinta limita a concepção do reino de Deus a esferas puramente pessoais?
Você pelo visto também é dos que crêem que mudança social só é possível por meio de instituições e ações assistencialistas como igreja, abrigos, orfanatos, creches e etc... E renovação do entendimento? Por que é tão difícil aceitar que toda uma cosmovisão mudou? Eu talvez te apoiaria, se estivéssemos a uns 100 anos atrás. Mas hoje, não. Simplesmente porque a "santa" doutrina é a responsável por todo esse processo de mutação e sincretismo religioso. Simplesmente porque entendo que a “santa” doutrina é tão profana, e talvez, mais perversa, quanto qualquer outra vã filosofia alemã que você citou. Procure saber mais sobre as verdades ortodoxas e suas práticas eclesiásticas. Obtenhas mais informações dos processos históricos que resultou na mutação contemporânea que chamam de cristianismo. Você não precisa saber muito para obter tal conhecimento. E por favor, quando for ler a bíblia, leia sem os óculos da sua tradição eclesiástica, ou sem presunção de encontrar nela provas para afirmar suas concepções individuais. Procure a verdade que liberta e o amor que tudo sofre: Jesus.

Em Cristo,

André Amaral Duarte.