quarta-feira, 20 de fevereiro de 2008

Nova Unção?

O meio evangélico é rico em clichês e palavras de efeito, mas muitas dessas palavras contradizem a correta interpretação de doutrinas e conceitos bíblicos. Muitos pentecostais usam com freqüência a palavra unção, sendo esse termo colocado em diversas situações: "O pregador é ungido, receba unção, você precisa de unção, o pastor visitante transmite unção etc." O conceito de "nova unção" tem suscitado dúvidas em muitas mentes, pois será que existem "novas unções"?
O I João 2.20 está escrito: "E vós tendes a unção do Santo e sabeis tudo". João em sua epístola universal, direcionando sua mensagem para a comunidade cristã, coloca que todos os regenerados são ungidos. Esse versículo quebra uma idéia muito comum de classes especiais, pois muitas vezes o pastor ou pregador são considerados pessoas acima dos demais por causa da "unção". Ora, todos os regenerados são ungidos, portanto, essa não é uma prerrogativa de um pregador ou pastor. Lembrado que ninguém é ungido pastor, mas são ordenadas para o ministério e ninguém recebe unção para liderar, sendo já possuidor do dom de pastorado. Ungidos eram reis, sacerdotes e profetas no Antigo Testamento, quando somente algumas pessoas experimentavam a plenitude do Espírito Santo, mas no Novo Testamente todos os regenerados são habitações do Espírito Santo, logo são ungidos. É preciso diferenciar os ungidos do AT para os do NT.
A unção, portanto, é o próprio Espírito Santo habitando no crente regenerado, isso fica claro no texto acima citado pela NTLH: "Porém sobre vocês Cristo tem derramado o Espírito Santo, e por isso todos vocês conhecem a verdade". Ser ungido não é ser batizado no Espírito Santo ou falar em línguas ou expressar manifestações exteriores, mas sim, é o crente como habitação do Espírito Santo (cf. II Co 1.21-22).
Mediante a correta compreensão do que é unção, fica bem claro que estruturar "novas unções" não é biblicamente sustentável. João no mesmo capítulo e no versículo 27, diz que "a unção que dele recebestes permanece em vós", portanto não há novas habitações do Espírito Santo, pois Ele permanece no cristão, ou seja, não são visitações periódicas, mas habitação. O teólogo pentecostal Anthony David Palma lembra da colocação do substantivo chrisma (unção), em I Jo 2.20,27, onde essa palavra traz a idéia de "algo que os crentes receberão no passado e que é possessão no presente" e Palma complementa: "Paulo e João relacionam essa unção à obra do Espírito em regeneração, embora alguns a relacionem com o batismo no Espírito. Nem Paulo em João falam de ‘unções’ adicionais" [1].
Um modismo denominado de "transferência de unção" tem invadido dos púlpitos desse país. Não há base bíblica alguma para tal façanha, mas os promotores desses modismos estão ligados a "bênção de Toronto", com sue famoso "cair no espírito". Alguns ousam citar II Rs 2.9 de forma distorcida, pois o texto trata de autoridade profética vetero-testamentária. No ato de transferência de unção, o pregador normalmente é considerado um ser de outro mundo, onde todos querem sua "unção", sendo verdadeiros atos de idolatria aos líderes carismáticos.
Nova unção e suas transferências são mais modismos que invadem diariamente os púlpitos desse país. Todos precisam ficar atentos para a Palavra e compreender o real sentido da unção, que é o Espírito Santo habitando no cristão. O contexto de I João 2 trata inclusive de discernimento, pois aqueles que são ungidos tomaram mais cuidado com o que ouve e vê (cf I Jo 2.18-27 e I Co 14. 37).


Referência Bibliográfica e Notas:

1- Leia mais sobre unção em um dos primeiros artigos do Blog Teologia Pentecostal:
http://teologiapentecostal.blogspot.com/2007/05/o-que-uno.html

2- PALMA, Anthony D. O Batismo no Espírito Santo e com Fogo. 4. ed. Rio de Janeiro: 2006, p. 120.

15 comentários:

Zwinglio, Pr. disse...

Meu irmão Gutierres, vou poupar vc e o seu blog de minhas "implicações" desta vez.

Mas, vou postar em meu blog uma resposta aos seus textos sobre o assunto.


Obs.: Objetivo apenas teologar e nada mais.

Abraços.

Pedro Negret disse...

Boaaa Gutierres!
Texto bem feito, ótimo assunto, bastante Bíblico!
Continue assim meu irmão, que na nossa amada assembléia de Deus se levante mais pessoas apaixonadas pela Bíblia como você!
Deus abençoe!

Pedro

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

A paz do Senhor a todos!

Pr. Zwinglio, que possamos sempre teologar!

Pedro Negret, Obrigado pela audiência e esses textos possam servir de bênção na vida de muitos irmãos.

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pastor Geremias do Couto disse...

Caro Gutierres:

Lamento o fato de que os blogs estão eivados de indivíduos que se escondem atrás do anonimato e não trazem nenhuma contribuição para o tema que está sendo apresentado.

É o caso deste último, que tenta desautorizá-lo com um argumento para lá de fragilíssimo, mas ele mesmo não refuta com nenhum argumento, consistente ou não, o que você afirma.

Nunca estive no céu, mas pelas informações que disponho, posso falar à vontade sobre o que é o céu.

Nunca estive em Toronto (acredito que você também não), mas pelo material que nos chega é possível avaliar com clareza à luz da Bíblia que a "bênção de Toronto" é uma dessas anomalias que grassam hoje o meio evangélico.

Há inclusive uma reportagem publicada no Mensageiro da Paz acerca de um dos principais líderes desse movimento, que reconheceu o erro, voltou atrás e agora o combate.

Abraços

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Pastor Geremias do Couto disse...

Pois é. O novo anônimo falou, falou e não disse nada. É sempre assim.

Será que eu preciso rolar pelo chão de tanto rir para ter "um encontro real com o Pai"?

É isso que confunde a cabeça do povo!

Vamos voltar à Bíblia, irmãos, por favor!!!

Ednaldo disse...

Caros Anônimo e Anônima,

Tenho dois conselhos para ambos, caso não sejam a mesma pessoa, primeiro, porque o temor? exponham-se, lembrem-se "Porque Deus não nos deu o espírito de covardia" (2Tm 1:7a).
Segundo peguem o espanador de pó que vocês tem guardado, passem sobre as capas empoeiradas de vossas Bíblias e leiam-nas, são só conselhos. Mas garanto que se seguirem vão se sentir bem melhor.

OPAHHHH!!! tão dizendo que é letra morta????? Não acredito, que resposta original, fiquem sabendo que é por esta "letra morta" que todas as nossas ações serão julgadas por DEUS, ué, Ele não lhes contou nas suas "experiências"???

Agora sem ironia, irmãos amados, realmente leiam vossas Bíblias, conheçam tudo o que de Deus se pode conhecer, Ele não dá ao homem nenhuma experiência além das que já estão relatadas em suas paginas.

Em Cristo,

Ednaldo.

P.S. Façam como eu não temam a exposição.

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Caro Anônima e Anônima.
Vocês tem toda a liberdade de opinarem (com bom senso) no espaço de comentário desse Blog, mas por favor se identifiquem, pois a partir do próximo comentário de um “anônimo” eu irei apagar!

Pastor Gemerias,
Obrigado pela contribuição com seus comentários. Vou seguir o seu modelo, não permitindo comentários daqueles que se escondem atrás do anonimato!

OBSERVAÇÃO: Não serão mais permitidos os comentários de anônimos. Você pode expressar a sua opinião (concordando ou discordando desse Blog), mas se identifique!

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Caros Anônimos, não serão permitidos comentários onde não aja uma identificação pelo nome.
Se você não tem conta no Blogger e precisa postar como anônimo, não esqueça de escrever o seu nome.
Agradeço a todos.

Anônimo disse...

Santos, alguém poderia me explicar o que houve com o Pr. Marco Feliciano ... não o via a muito tempo, quando o vi outro dia, não o reconheci ... tá diferente ... olhos claros, cabelo liso... será que ele está passando pelo mesmo processo que o Maichael Jackson ? ?

Ele ainda e Assembleiano ? ?

Fábio Junior
BH

james disse...

A Paz do Senhor, irmãos em Cristo.
...
”E vós tendes a unção do Santo e sabeis tudo.” (1João 2.20)
...
Se temos a unção e sabemos tudo, devemos sempre meditar e examinar as Sagradas Escrituras, onde podemos contemplar nosso amado irmão Paulo, inspirado pelo Espírito Santo do Senhor, nos afirmar profeticamente, "SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos." (2timóteo 3.1).
.
Eis os tempos trabalhosos!
.
Por todos os lados que caminhamos vamos nos deparar com os que se dizem "evangélicos", que o seu melhor significado seria pseudo-cristão, homens, mulheres carregando Bíblias, freqüentando salões, sem saber qual o significado verdadeiro e vicário da morte de Jesus, nem tão pouco sabem que 'fomos resgatados da nossa vã maneira de viver pelo precioso sangue de Cristo', bem como não tendo interesse em saber qual a real missão de Jesus quando se fez carne.
.
Então há uma outra e semelhante pergunta que devemos ter constantemente em nossos corações, vigiando e orando a todo instante, qual seja: Estou realmente sendo merecedor do amor infinito de Deus e de Sua unção? Infelizmente, ou miseravelmente, muitos e milhares amam mais as suas igrejas (denominações, bandeiras, placas) do que ao próprio Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador, "Amarás, pois, ao Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu entendimento, e de todas as tuas forças; este é o primeiro mandamento." (Marcos 12.30).
.
Nosso Deus, desde a fundação do mundo, preparou o Reino para o possuirmos por herança, para que onde Jesus estiver, também nós estejamos com Ele, para que vejamos a sua glória que o Pai lhe deu; porque Deus O amou antes da fundação do mundo. E, este mesmo Deus nos amou, "Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigênito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna." (João 3.16), e nós O temos amado? "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele." (João 14.21).
.
Neste século, neste tempo, podemos contemplar a Palavra de Deus se cumprindo dentro das igrejas protestantes, "E, por se multiplicar a iniqüidade, o amor de muitos esfriará." (Mateus 24.12). E, este amor não é só para com o próximo, só para com o irmão, é sim o amor para com Deus. Milhares e milhares estão lotando galpões, templos, estádios, ginásios, atrás de satisfação pessoal, atrás de uma paz momentânea, participam de "cultos", professam receber amor e paz, mas não conhecem nem a pessoa que está ao seu lado naquele momento de êxtase, um êxtase frenético, mas e o amor a Deus?... "Porque o Senhor disse: Pois que este povo se aproxima de mim, e com a sua boca, e com os seus lábios me honra, mas o seu coração se afasta para longe de mim e o seu temor para comigo consiste só em mandamentos de homens, em que foi instruído;" (Isaías 29.13). A Palavra de Deus já nos afirma que este temor "foi instruído", ou seja, é "feito de cor", decorado, não há amor. "E eles vêm a ti, como o povo costumava vir, e se assentam diante de ti, como meu povo, e ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra; pois lisonjeiam com a sua boca, mas o seu coração segue a sua avareza. E eis que tu és para eles como uma canção de amores, de quem tem voz suave, e que bem tange; porque ouvem as tuas palavras, mas não as põem por obra." (Ezequiel 33.31,32).
.
Há show "evangélico" para todo lado, cantoria de tudo quanto é maneira, música gospel e/ou música evangélica, guitarras distorcidas, baterias, danças, barulho e mais barulho, porém não é o louvor que o Senhor requer do homem nem tão pouco o real louvor que o Senhor mereça, estão fazendo ruído e não louvor espiritual, esta " bagunça evangélica" não agrada a Deus, caso contrário o Senhor não afirmaria "Eis que os meus servos exultarão pela alegria de coração, mas vós gritareis pela tristeza de coração; e uivareis pelo quebrantamento de espírito." e outra vez diz "Afasta de mim o estrépito dos teus cânticos; porque não ouvirei as melodias dos teus instrumentos." (Isaías 65.14, Amós 5.23).
.
Onde está o verdadeiro louvor a Deus? Onde está a verdadeira honra de Deus? "O filho honra o pai, e o servo o seu senhor; se eu sou Pai, onde está a minha honra? E, se eu sou Senhor, onde está o meu temor? diz o Senhor dos Exércitos a vós, ó sacerdotes, que desprezais o meu nome. E vós dizeis: Em que nós temos desprezado o teu nome?" (Malaquias 1.6).
.
Jesus chamou esta geração de "incrédula e perversa!", "Porquanto dizeis: Fizemos aliança com a morte, e com o inferno fizemos acordo; quando passar o dilúvio do açoite, não chegará a nós, porque pusemos a mentira por nosso refúgio, e debaixo da falsidade nos escondemos." (Isaías 28.15), eis aí a falsidade dos louvores, a falsidade dos cultos, a falsidade da santificação ao Senhor, a falsidade espiritual, os falsos pastores, falsas doutrinas da prosperidade, falsas doutrinas da modernidade, rebeldia dos "evangélicos", rebeldia na compostura da vida cotidiana. Há dentro destas pseudo-igrejas, templos profanos, dirigidos por "homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade." 2Timóteo 3.2-7
.
Mas aqueles que "confiam no Senhor", que entregam seus caminhos a Deus, que desejam um dia contemplar a "beleza da santidade do Senhor", ver Salmo 15, busca oferecer a Deus um sacrifício de júbilo, aliás, não me venham com esta conversa de que Jesus disse que não queria sacrifícios, pois o mesmo Senhor e Mestre nos requer que 'apresentemos os nossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o nosso culto racional, e que não devemos conformar com as coisas deste mundo, mas sejamos transformados pela renovação do nosso entendimento, para que experimentemos qual seja a boa, agradável, e perfeita vontade de Deus', Romanos 12.1,2. Não devemos esquecer que para entrar no Reino do Deus é necessário empregar força (ver Lucas 16.14-17), e esta força é a força de vontade de negar a si mesmo, o sacrifício de negar as paixões do mundo, os vícios da carne, as vaidades, a avareza, a vestimenta sensual, tudo o que fazíamos quando éramos ignorantes na fé.
.
Há que se entender que o Senhor é Soberano, e todo aquele que deseja um dia estar na glória contemplando o Cordeiro de Deus, "E virei-me para ver quem falava comigo. E, virando-me, vi sete castiçais de ouro; E no meio dos sete castiçais um semelhante ao Filho do homem, vestido até aos pés de uma roupa comprida, e cingido pelos peitos com um cinto de ouro. E a sua cabeça e cabelos eram brancos como lã branca, como a neve, e os seus olhos como chama de fogo; E os seus pés, semelhantes a latão reluzente, como se tivessem sido refinados numa fornalha, e a sua voz como a voz de muitas águas. E ele tinha na sua destra sete estrelas; e da sua boca saía uma aguda espada de dois fios; e o seu rosto era como o sol, quando na sua força resplandece. E eu, quando vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo-me: Não temas; Eu sou o primeiro e o último; E o que vive e fui morto, mas eis aqui estou vivo para todo o sempre. Amém. E tenho as chaves da morte e do inferno." (Apocalipse 1.12-18), deve-se oferecer por completo a Deus, o Senhor não quer nos dividir com o mundo (ver Mateus 6.24-34), devemos nos oferecer como Jesus se ofereceu a nós, até a morte, devemos morrer para as coisas da carne, morrer para o mundo, e nos entregarmos a Deus por completo, chega desta história de que Deus quer só o coração, Deus requer do homem a tricotomia, "E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo." (1Tessalonicenses 5. 23).
.
Façamos tudo quanto estiver ao nosso alcance, nos entreguemos a Deus, façamos a sua Soberana Vontade, e se assim fizermos, não nos gloriemos pois "Assim também vós, quando fizerdes tudo o que vos for mandado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos somente o que devíamos fazer." (Lucas 17.10), sabemos que nada somos e de nós mesmos nada poderíamos oferecer ao Senhor, "Porque quem sou eu, e quem é o meu povo, para que pudéssemos oferecer voluntariamente coisas semelhantes? Porque tudo vem de ti, e do que é teu to damos." (1Crônicas 29.14), ainda, "Porque dEle e por Ele, e para Ele, são todas as coisas; glória, pois, a Ele eternamente. Amém." (Romanos 11.36).
.
Exultemos no Amor de Deus Pai e "Como também nos elegeu nele antes da fundação do mundo, para que fôssemos santos e irrepreensíveis diante dele em amor;" (Efésios 1.4) para que "A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração " (Colossenses 3.16).
.
Roguemos a Deus de todo o nosso coração pelo Seu avivamento, pela Sua unção, a igreja nessa presente época, "Ouvi, Senhor, a tua palavra, e temi; aviva, ó Senhor, a tua obra no meio dos anos, no meio dos anos faze-a conhecida; na tua ira lembra-te da misericórdia." (Habacuque 3.2), e outra vez, "Eis que tenho desejado os teus preceitos; vivifica-me na tua justiça. Muitas são, ó Senhor, as tuas misericórdias; vivifica-me segundo os teus juízos. Muitos são os meus perseguidores e os meus inimigos; mas não me desvio dos teus testemunhos. Vi os transgressores, e me afligi, porque não observam a tua palavra. Considera como amo os teus preceitos; vivifica-me, ó Senhor, segundo a tua benignidade." (Salmo 119.40,156-159)
.
Ao único Deus sábio, Salvador nosso, seja glória e majestade, domínio e poder, agora, e para todo o sempre. Amém.
.
James
www.jesusmaioramor.blogspot.com

cristiano amorim disse...

eu gostaria de saber dos grandes conhecedores de Deus, não vou nem falar de biblia, pois vcs parecem conhecer muiot bem a Deus.porque que Deus tirou do espirito que estava em moises e derramou sobre os setenta, como se chama isso? outra coisa unção não é rolar no chão, vcs entende muito mal aquilo que não conhece. unção é para quem tem chamado carrega um proposito de Deus, e é ungido para cumprir aquele proposito veja isaias 61.1; e me respondam por favor por qual motivo a unção foram tres. bom existe muitas outras questões a se perguntar mas eu acho que é o suficiente. há unção de is. 61.1 é muito especial é para ganhar almas, e vcs tem essa?