quarta-feira, 2 de julho de 2008

Entrevista com o pastor Ciro Zibordi



Ciro Sanches Zibordi é pastor na Assembléia de Deus de Cordovil, no Rio de Janeiro-RJ, comentador das Lições Bíblicas para juvenis e adolescentes, professor de teologia, pregador e autor dos livros Adolescentes S.A., Perguntas Intrigantes que os Jovens Costumam Fazer, Erros que os Pregadores Devem Evitar, Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria e Mais Erros que os Pregadores Devem Evitar, todos lançados pela Casa Publicadora das Assembléias de Deus (CPAD).

Blog Teologia Pentecostal: Como você descreve a igreja evangélica contemporânea?
Ciro Zibordi: A igreja evangélica é formada por diversas denominações, que seguem a vários sistemas ou visões diferentes. Certos movimentos, em razão de seus sistemas de culto e interpretação equivocada da Bíblia, sequer poderiam ser chamados de evangélicos. Mas, de maneira geral, apesar da enxurrada de heresias, modismos, práticas estranhas e manifestações exóticas que surgem a cada dia em nosso meio, estou bastante otimista. Afinal, o evangelho de Cristo é o poder de Deus para a salvação dos que crêem (Rm 1.16). E eu tenho certeza de que a pregação do verdadeiro evangelho, de maneira continuada, ainda que isso seja feito por poucos, resultará numa grande multidão de cristãos que andam segundo a Palavra e líderes compromissados com a verdade, além de uma geração vitoriosa formada por jovens que evangelizam, em vez de priorizarem as efemeridades.


02. Os livros Erros que os Pregadores Devem Evitar, Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria e Mais Erros que os Pregadores Devem Evitar, descrevem vários modismos e heresias presentes no meio evangélico, tanto em pregações, como em músicas. Quais desses modismos têm afetado de maneira mais significativa o meio pentecostal?
A relação de heresias e modismos é extensa. Acho que é melhor os leitores do seu blog adquirirem os livros... (risos) a fim de conhecerem os tais desvios da Palavra de Deus. Bem, nas duas obras sobre os erros que os pregadores devem evitar, abordo as síndromes do papagaio e da maritaca. A primeira ocorre porque temos um grande número de "pregadores" que sequer têm chamada de Deus, tornando-se conferencistas internacionais da noite para o dia, depois de ouvirem à exaustão determinados CD's e DVD's de conferencistas famosos, passando a imitar até a maneira de eles se vestirem (estilo show-man ou popstar). A síndrome da maritaca diz respeito aos gritos estridentes e ensurdecedores, uma característica da aludida ave, da família do papagaio. Os desvios quanto à pregação são muitos, a ponto de as mensgens expositivas estarem desaparecendo de nossos púlpitos, dando lugar a pregações do tipo olhe-para-o-seu-irmão-e-diga-isso-e-aquilo. Isso quando os "pregadores" não mandam os crentes beliscarem o irmão ao lado ou apertarem a sua mão até que ele grite "aleluia"... Isso é lamentável.
No meu livro Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria, e também em MAIS Erros que os Pregadores Devem Evitar, eu discorro sobre as heresias e outros desvios de maneira mais abrangente, estimulando os crentes a julgarem tudo segundo a reta justiça (Jo 7.24), haja vista haver três origens, segundo a Bíblia, para pregações, profecias, manifestações, sinais, prodígios e maravilhas. Nem tudo provém do Senhor. Somente a Palavra de Deus não deve ser julgada ou testada, pois ela é pura, inerrante, incontestável. Mas não nos esqueçamos de que há duas outras fontes: humana e demoníaca (Cl 2.20-23; 1 Tm 4.1-3; 1 Jo 4.1-3; 2 Pe 2.1-3; Mt 7.15-23; 1 Ts 5.21).


03. De maneira geral, como está sendo a reação do público aos seus livros apologéticos?
Graças a Deus, os meus livros são bem aceitos, de maneira geral. Se bem que eu não escrevo para agradar o público. Gosto do que disse Monteiro Lobato (e até incluí isso em meu blog): "Há dois modos de escrever. Um, é escrever com a idéia de não desagradar ou chocar alguém. E o outro é dizer, sem nenhum receio ou medo, o que pensa, ainda que muitos não concordem e até fiquem irritados" (é mais ou menos isso). O meu caso é o segundo. Escrevo com respeito, não exponho pessoas, porém escrevo o que tenho recebido da parte do Senhor por meio de sua Santa Palavra. Já recebi algumas críticas mais fortes, inclusive um de meus livros foi rasgado diante de milhares de pessoas por um pregador que se sentiu atingido, embora eu nunca tenha feito referência a ele, diretamente, e sim a algumas práticas que os pregadores devem evitar. Louvo a Deus porque Erros que os Pregadores Devem Evitar (já está na 13a. edição), Evangelhos que Paulo Jamais Pregaria e MAIS Erros que os Pregadores Devem Evitar são best-sellers da CPAD. O último, desde o seu lançamento, em dezembro/2007, permanece na lista dos mais vendidos de http://www.cpad.com.br/. E recebo outros animadores resultados constantemente. Glória a Jesus!


04. Nem só de livros apologéticos vivem as suas obras, mas também você publicou dois livros voltados ao público adolescente: Adolescentes S.A e Perguntas Intrigantes que os Jovens Costumam Fazer. Qual a recepção dos adolescentes a esse tipo de obra?
Sim, é verdade. Tenho grande apreço por esse público. Inclusive, quando escrevi as mencionadas obras, algumas pessoas que só pensam em vendagem de livros me desestimularam, dizendo que obras para jovens e adolescentes não vendem. Mas, graças a Deus, esses livros, que de fato não vendem tanto quanto os outros, têm sido uma bênção. Gosto muito dos públicos juvenil e adolescente. Terminei nesta semana um comentário para a faixa etária de 13 e 14 anos (revista Adolescentes Vencedores, da CPAD), pelo qual discorro sobre as 13 epístolas paulinas. Ministro em congressos de jovens e adolescentes, pela graça de Deus, e sou muito bem recebido por eles. Glória seja dada ao maravilhoso nome de Jesus! Os adolescentes precisam de muita orientação bíblica, segura, pois no mundo prevalecem filosofias terríveis, como narcisismo, materialismo, hedonismo, relativismo, evolucionismo, ateísmo, consumismo, imediatismo, etc.


05. A obra Teologia Sistemática Pentecostal, em breve será lançada pela CPAD. Nesse volumoso livro há um capítulo sobre escatologia escrito pelo irmão. Como foi a experiência de participar desse grande projeto, junto com ícones da teologia pentecostal brasileira, como o pastor Antonio Gilberto?
A experiência foi maravilhosa! Além de co-autor dessa monumental obra, sou editor-assistente dela. Tive a honra de trabalhar junto com o pastor e mestre Antonio Gilberto, que também é o autor de dois capítulos e editor geral da obra. Cada capítulo é praticamente um livro, haja vista a grande quantidade de caracteres da obra. Só o capítulo que escrevi, por exemplo, sobre escatologia, tem cerca de 180.000 caracteres, o que equivale a um livro de mais ou menos 140 páginas, no formato 14 cm x 21 cm. Mas quem está acostumado com os meus textos pode estranhar um pouco. Num tratato de teologia, a linguagem empregada é um pouco diferente, não havendo muito espaço para aplicações espirituais.


06. Seu blog na internet tem feito sucesso, com uma freqüência diária bem elevada. Constantemente seu blog recebe mensagem de pessoas, em sua maioria anônimas, que discordam de sua opinião de maneira violenta. Como reagir a esse tipo de mensagem?
Para ser franco com o irmão, o número de contradizentes não passa de 5% do total de comentários que recebo diariamente. Além disso, boa parte é respeitosa em suas críticas. Alguns irmãos também tiram conclusões precipitadas e acabam recebendo algumas respostas mais contundentes. E há também uma minoria, cerca de 0,5%, que considero "maldizentes de plantão". São uns dois ou três que xingam, ironizam de maneira ofensiva, usam palavras chulas, etc. Não costumo publicar tais comentários, a menos que eu possa dar-lhes uma resposta que seja interessante para todos ou boa parte dos internautas. Como lhe disse, não escrevo para agradar ou desagradar os leitores. Tenho esperança de que, mesmo os irmãos que não gostarem dos meus textos, refletirão acerca de pelo menos alguns pontos contidos nos textos.


07. Como escritor você já é referencial para muitos, mas quais escritores que exerceram maior influência no seu ministério?
Agradeço-lhe pelas palavras de incentivo. Ainda me considero um iniciante, e a cada livro sinto como se fosse o primeiro. Além dos escritores da Bíblia, a infalível Palavra de Deus, os que exercem maior influência sobre mim não são os grandes teólogos, filósofos, exegetas, embora os respeite e aprenda muito com eles. Sou muito mais influenciado por homens piedosos. E um nome que não posso deixar de citar é o já mencionado Antonio Gilberto da Silva, uma pessoa que, além de um grande erudito (uma das mentes mais brilhantes da atualidade, sem dúvida nenhuma), é um homem piedoso, que tem vida com Deus, um profeta do Altíssimo. Admiro também, como escritores e/ou teólogos (a lista é grande e não citarei todos os nomes): Eurico Bergstén, Henry Thiessen, Stanley Horton, Oswald Smith, David Wilkerson, Valdir Bícego, Severino Pedro da Silva, Walter Henrichsen, Abraão de Almeida, N. Lawrence Olson, Ralph Riggs, Billy Graham, Antony D. Palma, Charles Koller, João de Oliveira, Hank Hanegraaff, Paulo Romeiro, Augustus Strong, Myer Perlman, Charles Hodge, W.E. Vine, Orlando Boyer, Claudionor de Andrade, Esequias Soares, Russel Shedd, Thomas Trask, Norman Geisler, Wim Malgo, Enéas Tognini e muitos outros...



Leia também:
Entrevista com Silas Daniel, editor do Jornal Mensageiro da Paz. http://teologiapentecostal.blogspot.com/2008/01/entrevista-com-o-pastor-silas-daniel.html
Entrevista com Isael de Araújo, autor do Dicionário do Movimento Pentecostal.
http://teologiapentecostal.blogspot.com/2007/12/entrevista-com-o-pastor-isael-de-arajo.html

OBS: Em breve a segunda parte do artigo: A problemática dos "usos e costumes" no contexto pentecostal.

14 comentários:

Thais Barrinha disse...

Gutierres... a entrevista ficou ótima e o entrevistado é um "show"!
Parabéns!
Espero que mais entrevistas com esses GRANDES HOMENS sejam publicadas no Blog.

Mozart Samuel Paulino disse...

Parabéns pela entrevista.
Apesar de eu ter posições diferentes dos irmãos quanto a alguns aspectos (pneumatologia), respeito, admiro e indico seu trabalho.
Paz

NilmaBostonRio disse...

Parabéns pela idéias de entrevistas com homens comprometidos com a Palavra.

(-V-) disse...

hummm...fiquei com um vontade de comprar um livro ^^

Daladier Lima disse...

Prezado Gutierres,

Apesar de discordar do entrevistado quanto a assuntos como o Minitério Feminino, que já debatemos, reconheço a importância do seu trabalho acadêmico.

Já republiquei posts (com o devido crédito), já imprimi e distribui artigos em minha igreja, especialmente, os que abordam as frases que a Bíblia não contém.

Um aspecto importante do trabalho dele é demonstrar para a CPAD que há bons escritores brasileiros. Pessoalmente, fico desolado quando pego uma revista da EBD e a maioria esmagadora da publicidade vai para autores estrangeiros.

Espero novas entrevistas com outros escritores e outros posts.

Abraços!

Juber Donizete Gonçalves disse...

Gutierres,

Parabéns pela entrevista com o Pr. Ciro. É um bom escritor da Igreja Assembléia de Deus, possui um blog muito visitado, que é fruto do trabalho ele vem desenvolvendo à algum tempo.

Graça e Paz.

Robson Silva de Sousa disse...

A Paz do Senhor Gutierres,

Parabéns pelo Blog e pela qualidade dos posts...

A entrevista com o Pr. Ciro foi nota 10... Sou admirador de carteirinha das obras e dos artigos deste já consagrado escritor, pastor e irmão...

Deixo aqui meu abraço e minhas felicitações para ambos, você e o Zibordi...

O Pr. Carlos Carlos do Point Rhema recentemente me recomendou seu blog e fez excelentes considerações sobre sua pessoa...

Prossiga nessa sua força, certo de que o Senhor há de recompensá-lo...

Eu aqui Prossigo para o Alvo, certo de que o Senhor há de nos aperfeiçoar para a Sua Glória...

Abraços fraternais,

Em Cristo Jesus,

Robson Silva

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Gutierrez!
A Paz do Senhor!
Muito boa a entrevista com o Pr. Ciro Zibordi!
Voce fez jus a um obreiro que prega a Palavra, atendendo o conselho do apóstolo Paulo a Tito, com poder em suas palavras para combater os contradizentes.
Considerando a importância da entrevista, postei um link da mesma no Pont Rhema.
Parabéns!

Gutierres Siqueira, 19 anos disse...

Agradeço a todos os comentários, especialmente do irmão Robson, que nos dá o prazer de seu primeiro comentário no Blog. Um abraço também ao pastor Carlos Roberto, pessoa que tive o prazer de conhecer pessoalmente.
As irmãs Thais e Nilma e aos irmãos Mozart, Vinícius, Daladier e Juber. O comentário de cada um é sempre importante nesse espaço.
Agradeço, também ao pastor Ciro por ter concedido essa entrevista.

Junior disse...

Congratulações!
Bela entrevista. Conteúdo, perguntas e um entrevistado de alto nível.
Deus continue a te abençoar.

Fraternalmente
Junior

Anônimo disse...

Gutierres parabéns pela entrevista. O Pastor Ciro tem sido um instrumento de Deus para a Igreja brasileira. Depois da Bíblia, os seus livros deveriam ser lidos por todos aqueles que pregam a Palavra de Deus.
Pb. Adriano

Clovis disse...

Gutierres,

Sou pentecostal e teologia sistemática é uma das minhas paixões teológicas. Na entrevista, é mencionada uma Teologia Sistemática Pentecostal a ser lançada em breve. Há alguma previsão para esse lançamento?

Tenho a Teologia Sistemática organizada pelo Stanley Horton e conheço a Teologia Sistemática do Charles Finney, ambas da CPAD. A primeira é muito boa e a segunda é horrível. Fora essas duas não conheço outra TS pentecostal.

Ciro Sanches Zibordi disse...

Caro irmão Gutierres, agradeço-lhe por me dar essa oportunidade de partilhar com os irmãos internautas o que tenho recebido do Senhor Jesus.

Prezados irmãos que têm feito comentários acerca dessa entrevista, agradeço-lhes pelas palavras de incentivo.

Caro Clóvis, a Teologia Sistemática Pentecostal está na fase final. O pastor Antonio Gilberto, que é o editor geral da obra, está relendo-a, a fim de aprová-la. Creio que em meados do segundo semestre ela esteja nas livrarias. Mas uma outra boa obra escrita por um pentecostal e editada pela CPAD é a Teologia Sistemática de Eurico Bergstén, teólogo finlandês que dedicou a sua vida como missionário no Brasil.

Em Cristo,

Ciro Sanches Zibordi

Faculdade Teológica disse...

Parabens pelo post ta muito bom!!!!!!!!


Abs!
Faculdade Teológica