sexta-feira, 30 de janeiro de 2009

Chega de superficialidade nos púlpitos pentecostais!


Sermões (?) como a profundidade de um pires! É isso que temos visto na maior parte das igrejas, especialmente carismáticas.  Não se trata de exigir sermões como grandes tratados teóricos debatidos no “Café Filosófico” da TV Cultura, mas deveríamos ver um maior aprofundamento das Escrituras nos púlpitos. Não caro leitor; não exigimos profundidade teológica ou filosófica, mas sim bíblica. Isso é o mínimo que se espera de um pregador evangélico!  A Bíblia está ausente na maioria esmagadora dos púlpitos pentecostais. Isso é um fato lamentável!

É muita gritaria, muito emocionalismo, muita manifestação corporal; mas ausência absoluta das Sagradas Escrituras. Existe muito personalismo de pregadores, muita bajulação entre pregadores convidados e os anfitriões, muita piada, muitos testemunhos; porém nada de Bíblia. São excessivas oportunidades de cânticos, teatralidade, coreografias e outras inúmeras atividades inventadas para o momento do culto, inclusive existem igrejas que lêem o relatório de dizimistas no momento que deveria se reservado a adoração. Todavia, as Sagradas Letras são relegadas ao papel coadjuvante.

Cansei de ver pregadores preguiçosos, que nunca preparam uma mensagem, mas nos púlpitos dizem que o Espírito Santo guia! São verdadeiros assessores do Altíssimo, pois Deus, segundo esses pregadores dizem, guia-os inclusive na escolha de gravatas ou versículos para a “poderosa” pregação! Esquecem esses homens que usar o nome de Deus em vão é pecado!

Superficialidade é uma palavra que não expressa muitas besteiras (desculpe pelo termo) que ouvimos a cada domingo. Não caro leitor, esses não são coitadinhos que não podem comprar um livro de hermenêutica, pelo contrário, estão cheios de dinheiro que ganham para espalhar bobagens em cada canto desse país. Não estudam, não aprofundam-se, não pesquisam, não oram pelo sermão... Não fazem nada disso por pura negligência! São profissionais do púlpito, mas desqualificados!

É bom que muitos pentecostais deixem sua arrogância carismática e aprendam com os nossos irmãos reformados. Vejo que os reformados têm muito que ensinar em termos homiléticos. Sendo mais claro possível e usando um exemplo extremo, peço que vejam a diferença de biblicidade entre um sermão do assembleiano Marco Feliciano e do batista John Piper; ou então compare a honra dada as Escrituras nos sermões do Paulo Roberto  (só a misericórdia!!!) com os sermões do pastor presbiteriano Hernandes Dias Lopes. Sei que usei exemplos hiper-mega-ultra-giga extremos, mas ilustram muito bem essas diferenças. Felizmente existem muitos pentecostais que em suas pregações honram as Escrituras e centralizam a pessoa de Jesus Cristo; mas lamento dizer que é uma minoria!

39 comentários:

Marcelo disse...

Shalom Gutierres !

1. Muito apropriado este artigo. O que vemos hoje, são pregadores como "trovões", que só fazem barulho, mas não tem chuva. Eles não tratam a Palavra de Deus com seriedade. Fazem de suas pregações verdadeiras eisegese[ colocam suas idéias ao texto] e não a exegese[ aquilo que está no texto].

2. Precisamos urgentemente de expositores da Palavra. Que preguem a Palavra, e não sobre a Palavra. Que estudem, busquem, consagrem, e traga o Pão vivo para o povo de Deus. Estamos cansados de tanta palha, queremos o TRIGO (Jr 23.28).

3. Concluo com 3 pérolas: " Homems mortos tiram de si sermões mortos, e sermões mortos matam" E.M.Bounds

Onde a Bíblia não tem voz, não devemos ter ouvidos.

Ponha fogo no sermão, ou jogue ele no fogo.(J.Wesley) Não queremos apenas biblicidade, precisamos também da unção de Deus. É luz na mente, e fogo no coração.

Abraços, Pr Marcelo de Oliveira

acessem: http://www.lideranca.org/cgi-bin/ e leiam meu texto: TETÉLESTAI.

muito agradecido!

Ev. André Moreira disse...

Parece-me que o errado é que esta certo.Isso em meio a tanta enxurrada de inovações e modismos."E do tipo me engana que eu gosto". Louvo ao nosso Deus por tua vida irmão Gutierres!sempre corajoso e biblico!Precisamos de fato combater a esse pentecostalismo "epidermico"!

Victor Leonardo Barbosa disse...

Assino embaixo o seu texto irmão Gutierres, simples firme e recheado de verdade.

Hoje o que vemos é a banalização da Palavra de Deus e das atividades uqe provém dela: EBD, o púlpito e o estudo teológico!

Clébio Lima de Freitas disse...

A Paz do Senhor Jesus!

É verdade irmão Gutierres, infelizmente isso acontece, e como! Nós temos uma missão como pentecostais que ainda guardamos os ensinamentos Bíblicos, apregoar o máximo possível essas verdades, denunciar o extremismo e fazer do jeito certo porque a verdade sempre prevalece e sei que existem muitos irmãos em Cristo vivendo nessa escassês espiritual por falta de alguém que os oriente biblicamente.

Att,

Clébio Lima de Freitas
clebiolima.blogspot.com

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!!

1 - As congregações locais precisam é de saudáveis ESCOLAS para se ensinar as Escrituras com mais profundida... os cultos ditos públicos, de uma hora... uma hora e meia... não comportam a tal profundidade que você tanto idolatra...

2 - Você se ARROGA ser um juíz que não é... irás ser medido com a mesma medida meu caro...

Me diga:

Você mora com os pregadores a quem você acusa de:

PREGUIÇOSOS;
QUE NÃO PREPARAM SERMÕES;
NÃO ESTUDAM;
NÃO ORAM PELOS SERMÕES;

se você não mora com eles, não testifica suas acusasões "in loco", suas palavras não passam de CALÚNIA & DIFAMAÇÃO... não me venha com suposições para falar assim de homens de DEUS... sobre isso você não tem base bíblica para se apoiar... serás cobrado...

3 - Coisa mais sem graça você fazer comparações entre FELICIANO e PIPER // ROBERTO e LOPES...

cada qual no seu cada qual... não tem nada haver... cada um chega onde consegue... e mesmo assim todos deverão prestar contas a Deus a respeito do seu serviço à IGREJA...

A respeito dos quatro nomes citados por você...certamente DEUS encontrará neles acertos e erros ministeriais... NINGUÉM aqui é capaz de afirmar sem errar que FELICIANO e ROBERTO não foi benção na vida de alguém... o mesmo pode-se dizer a respeito dos outros...

Esse negócio de biblicidade profunda é uma faca de dois gumes... vai só um exemplozinho:

O celebrado LUTERO chamava a epístola de Tiago de palha... LUTERO por esse blog já foi ovacionado como um baluarte da teologia por diversas vezes... mas foi capaz de falar uma carga d'água dessas...

Aí quando olhamos para um teólogo católico,não menos profundo... cahamdo de Tomás de Aquino, encontramo-lo chamadno de palha, os seus próprios escritos... veja você...

Nese caso, devemos aprender com quem:

Com o REFORMADOR ou com o CATÓLICO?

Me deixe viu!!!

4 - Eu tenho a impressão de você não é pastoreado... Gutierres... não é possível que você tenha um pastor que não lhe chame no estreito...

Vários textos seu, como esse em foco, não passam de MALEDICÊNCIAS... de uso indevido do nome alheio...

Me lembro que no chat, uma vez,você disse a mim e ao Ednaldo, que você congregava em AD onde havia um dirigente que não era pastor... naquela oportunidade,você falou dele para nós... se as coisas continuam as mesma... tá explicado porque você fica aqui, em sua imaturidade, propalando MALEDICÊNCIAS,fazendo comparações ESDRÚXULAS entre homem de Deus e homem de Deus...

Vocês reagiram porque o pr. Roberto chamou o pr. Zibordi de canalha, em um culto [ele errou terrivelmente]... mas não são diferentes quando ficam por aqui e por ali, emnome de uma FALSA APOLOGÉTICA, ATACADNO A INTEGRIDADE MINISTERIAL dos outros... inclusive supondo conhecer a VIDA ÍNTIMA dos mesmos...

5 - Para piorar as coisas, ainda tem quem alimente esses seus rompantes imaturos e nada definitivos... mas bastante claudicantes...

Gutierres,na boa...tenho apreço pelo irmão... mas não posso deixar de dizer-te:

Cresça e apareça!!!

Tiago Lima Trinidad disse...

Olá Gutierres,

Concordo com que é indispensável fundamentar as pregações na bíblia. Um dos motivos é que para algumas pessoas é somente no culto, dentro de uma igreja, que têm a chance de ter contato com a Palavra e essa chance acaba sendo desperdiçada.

Não acho errado que não seja do teu agrado a forma de pregar de alguns. Porém, creio que é fundamental lembrar-se que se alguns não falham ali podem falhar em outros pontos e da mesma forma, desta vez mais sutil, transmitirem idéias erradas. Ou seja, creio que não adianta nem bom discurso, nem conhecimento, se a pessoa precisa primeiramente não for de Deus.

Finalmente, se vais usar um termo para depois pedir desculpas por tê-lo usado, era melhor ter
escolhido outro mais adequado.

Abraços irmão, e fica na Paz do Senhor.

Púlpito Cristão [blog] disse...

É Gutierres: Tá feia a coisa por aqui, rs...

Como disse um colega em uma comunidade orkutiana, parece que "exercer o divino dom de Pensar é um pecado mais grave que a blasfêmia contra o Espírito Santo".

O que eu mais fico admirado é que os defensores dos seus ídolos se auto-refutam em suas defesas inflamadas, pois ao proibir-nos julgar eles também estão fazendo um juizo. Com que base eles julgam que não devemos julgar?

Pode esperar que por aí vem mais chumbo grosso. Prepare-se para ser insultado, difamado, caluniado, mas nunca (Jamais!) abandone a Bíblia e nem abdique do dom divino de Pensar.

Abraço fraterno,

Leonardo G. Silva

washington disse...

A Paz do Senhor amados,

Tenho percebido que nos últimos dias o diabo tem se levantado contra o Pastor Paulo Roberto para denegrir a imagem dele,insinuando que ele não tem conhecimento bíblico. Mas o Pastor Paulo Roberto, além de ser bacharel em Teologia pela FAETEPMAT - FTP (Faculdade de Educação Teológica Pentecostal das Assembléias de Deus em Cuiabá/MT), tem participado do fórum porissocri.forumportal.us e tem refutar as heresias adventistas nos provando que tem muito conhecimento, até mais do que muitos reformados e assembleiando que não tem feito a apologética nos fóruns de debate na internet onde o diabo tem propagado seus heresias de perdição.

Gutierres Siqueira disse...

Marcelo, a paz!

Obrigado pela contribuição. Seu comentário serve como complemento do post.

Abraços!

Gutierres Siqueira disse...

André Moreira, a paz!

Inserções é o que não falta em nosso meio. As verdadeiras prioridades do Reino de Deus são levadas no descaso.
Obrigado pela participação!

Abraços!

Gutierres Siqueira disse...

Victor Leonardo, a paz!

Realmente, há muita banalização! Parece que não é levado a série e o temor de Deus tem desaparecido em meio a irresponsabilidade!

Abraços!

Gutierres Siqueira disse...

Clébio, a paz!!

Você tocou em um ponto interessante: falta instrução para os novos pregadores. Essa crise já passa pelo fato de faltar ensinadores. Infelizmente!

Gutierres Siqueira disse...

Zwinglio, a paz

Ora, ora. Não preciso morar com ninguém para escrever o que escrevi. Já ouvi (sim, esses ouvidos que um dia serão consumidos pela terra) da boca de pregadores, que sempre tinham oportunidade, que nunca tinham lido a Bíblia uma única vez. De outro ouvi (dele mesmo) que mal lia a Bíblia e ainda nunca freqüentava a escola dominical, mas na hora que vai pregar sempre o Espírito Santo está revelando o teor da pregação.
Você me acusa de calúnia... Não é calúnia, simplesmente falei e ainda falo daquilo que VI, OUVI, e SENTI na própria pele. Não estou blefando como você tenta sempre me acusar!

Gutierres Siqueira disse...

Tiago, a paz!

O texto não critica a forma e sim a falta de essência, tão comum em nosso meio!

Gutierres Siqueira disse...

Leonardo Silva, a paz!

Esses anti-julgamentos não verdade são contra o discernimento. Sendo contra o discernimento, esse povo é contra a Verdade!

Gutierres Siqueira disse...

Washington, a paz!

Não ainda ostentar títulos e não praticar a teologia no ministério! Aliais, tenha dúvidas...

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!

Resposta ao "Púlpito Cristão"...

Caro irmão... sei que suas palavras dirigidas ao Gutierres são para respingarem em mim... faltou-lhe a capacidade de PENSAR [digo-lhe que PENSAR nunca foi, não é e nunca será pecado] e de concluir que seria melhor falar abertamente comigo... é uma pena não PENSASTES nisso...

Saiba o irmão que RESPEITO todos os pastores citados pelo Gutierres... e por isso reclamo quanto ao desrespeito que, não somente nesse "post", mas em outros por aqui, tem se evidenciado... AD HOMINEM é o que mais acontece por aqui... "tomo as dores" dos meus colegas de ministério sim... sejam eles quem forem...

Agora, isso não significa que eu os tenha como algum tipo de ídolo ou que eu concorde com os seus exageros...

Como você é um sujeito que PENSA, me diga:

Você segue a opinião luterana sobre a epístola de Tiago

ou

Prefere seguir a humildade tomista?

Cuidado com a sua resposta por que está em jogo a biblicidade profunda que Gutierres, entre outros, que ver a todo custo na vida de todos os pastores...

Coitado dos meu colegas ministros do sertão baiano, forjado pelo próprio Deus para atuarem em suas regiões inóspitas, distantes... homens rudes, rurais, que mal conseguem ler a Bíblia por faltar-lhes a educação formal... coitado deles se Gutierres os ouvirem pregando para o rebanho simples, da roça, sem uma homilética nos moldes da dos reformados...

Serão ridicularizados...

Neufeldt disse...

O conteúdo que se traz no púplpito de uma igreja é tão importante quanto a necessidade da vida da pessoa que o traz ser idônea.
Fico feliz em ver a sua preocupação em obter mais conteúdo espiritual. Nisso recomendo que inste a tempo e fora de tempo, reclame e levante essa bandeira.
Mas, existe mais um ítem que precisa ficar unido a esse como a unha ao dedo. A igreja precisa CONHECER de fato a pessoa que traz a palavra.
Quando digo conhecer a pessoa, falo de convivência profunda. Pois sem isso é muito fácil trazer até palavras edificantes (se não for muito preguiçoso, porque ensinamento da Palavra de Deus precisa sempre de uma ligação com a prática da mesma.
Por favor continue... não pare.
Chega de teatro...

Isaias Lobao disse...

Caro Guitierrez, sempre visito e fico satisfeito com sua postura. Suas palavras são desafiadoras e contundentes. É triste ver como a mediocridade campeia os púlpitos pentecostais. Falo com autoridade, porque sou professor de teologia em muitas instituições pentecostais.

Observo que muitos alunos sonham em pregar e ser como o famigerado Marco Feliciano e o Paulo galinácio Roberto. Que modelos terríveis! É por isso que muitos desacreditam do ministério das igreja pentecostais.

A simplicidade na exposição do evangelho não sinônimo de superficialidade. Pregadores que não dominam o vernáculo, a teologia e as línguas originais são instrumentos usados por Deus. No entanto, eles se aprofundam na vida de oração e com humildade buscam aprender mais sobre o evangelho.

O pior é a arrogância daqueles que não aceitam serem criticados e se posicionam na defesa dos tolos e medíocres animadores de auditório, que pensam ganhar o favor de Deus com seus gritos e coreografia.

Vitor Hugo da Silva - Joinville, SC disse...

Gutierres!

Obviamente que existem e sempre existirão pregadores que manejam a Palavra de Deus conforme os seus próprios desejos. Porém, existem pregadores que não obtiveram a oportunidade que eu e você temos de adquirir livros teológicos, e diariamente ler subsídios bíblicos. Muitos não possuem nem o primeiro grau completo. Contando também com os ouvintes, na sua maioria são pessoas pobres que não possuíram recursos didáticos por causa de sua baixa renda. enfim, Deus não chamou a todos para serem "eruditos", doutores, e professores. Devemos respeitar a todos que anunciam o Evangelho de Cristo.

Existem pessoas que possuem uma vida sofrida, outras ganham 400 reais para sustentarem 4 filhos duarnte todo o mês. Pergunto: Será que estas pessoas estão sedentas em ouvirem um tratado teológico profundo, ou preferem ouvir uma frase simples como: "Jesus é bom, e está conosco!. Enfim, todos são usados por Deus de maneiras diferentes. Alguns formam-se doutores, outros não. E o reino de Deus assim vai...

Vitor Hugo

Marcos Vieira disse...

Prezado Gutierres, saúde e paz!

Tenho uma sincera consideração por você. Como não nos conhecemos pessoalmente, eu tento imaginá-lo em consonância com seus escritos. Nem sempre concordo com seus textos mas admiro a sua boa vontade em produzí-los. Acredito que você é um cristão sincero e só quer ver as coisas melhorarem. Por pensar dessa forma é que decidi quebrar um silêncio e te dizer algumas coisas que tenho observado aqui no seu blog:

1) Eu, como alguns de seus leitores não-assembleianos (pelo menos assim penso), gostaria muito que vc voltasse a escrever sobre teologia pentecostal. Ultimamente vc tem falado muito sobre sua denominação (e tem todo direito, afinal o blog é seu), mas esse é um pedido: escreva novamente sobre aqueles temas polêmicos e que já produziram discussões tão proveitosas.
2) Percebo também que alguns líderes da sua denominação, gostam de colocar lenha na fogueira. Eles dizem: "é isso aí Gutierres, continua... etc" Sabe meu irmão, você tem se demonstrado muito inteligente e corajoso pra sua idade, porém, não viveu ainda muita coisa. Com certeza você tem um chamado ministerial. Ouça aqui um irmão mais velho,pastor há 12 anos, filho de pastor, que já viu muita água passar debaixo da ponte e que não tem nenhum outro interesse senão ajudar: Não se queime à toa. E isso por dois motivos: 1°) vc pode mudar de idéia. Daí fica sem graça dizer com um ex-presidente da república: "esqueçam tudo o que eu escrevi". 2°) se a "chapa esquentar" (desculpe a gíria) vc ficará sozinho. Ora, esses líderes que te incentivam é que deveriam se levantar nas convenções e dar a cara à tapa. Sua vida ministerial está só começando. Não queira ser conhecido como o "pertubardor de Israel", mas como um servo, disposto a como Jesus (Fp 2:5ss) abrir mão de direitos legítimos em prol de um projeto maior: o Reino de Deus.
3) Quanto ao item anterior, não quero dizer que você não deva escrever sobre aquilo que considera errado. Faça-o. Mas não precisa tornar isso uma questão pessoal. Cite os erros, e tenha misericórida dos errados. Nossas diferenças estão apenas no campo das idéias. Não acredito que você odeie o Feliciano ou o Paulo Roberto. Jesus nos mandou amar até os inimigos, quanto mais os irmãos supostamente equivocados. Um dia desses você pode estar assentado no mesmo púlpito com esses pastores. O que Deus pensaria disso?
4) O Pr Zwinglio pega pesado com você, mas acredite, ele o faz com amor. Que interesse ele teria em ler os seus textos e comentá-los se não fosse para ajudar? Ele fala como um pastor que tem cuidado do rebanho. Sabe irmão, pastorear não é só pregar. É colocar a doutrina na vida, amando as pessoas. Ter o peso de um rebanho sob seus cuidados é uma tarefa sobre-humana que não se ensina em nenhum seminário. Só a graça de Deus. Deus te dê meu irmão esse coração de pastor, que anda junto com as ovelhas. E aí vc entenderá porque seus líderes não são tão radicais como talvez vc gostaria que eles fossem. Eles tem temor. Não querem dividir a Igreja mais do que ela já está. Crêem que Deus pode transformar o equivocado em aliado.
5) Por fim (já falei demais)o meu estímulo é que você use todo esse talento que Deus lhe deu para construir, para edificar, para contribuir com a edificação do Reino. Tudo que é puro, bom, agradável, de boa fama, ocupe a tua mente.
Com amor e respeito,
Marcos Vieira
servo

Gutierres Siqueira disse...

Neufeld, a paz!

É isso. Vida e púlpito em sintonia!

Gutierres Siqueira disse...

Victor Hugo, a paz!

Conheço o interior de nordeste muito bem... Lá vi pastores que ganhavam 2 mil reais por mês e não tinham uma Bíblia de Estudo. Esses não podemos considerar coitadinhos!
Sei que existem muitos pregadores que estão na miséria, mas é bom lembrar que as denominações desses pregadores estão nadando em dinheiro. Qual a causa de uma denominação rica não investir na capacitação dos seus obreiros pobres?
Infelizmente faltam prioridades...

Abraços e obrigado pela participação!

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Marcos, a paz!

Leio suas palavras com bastante atenção!
Sobre os textos de teologia pentecostal, em breve vamos discutir mais esses assuntos, como "cura na expiação", "Dons e o Batismo no Espírito Santo", "Cura Divina" etc.

Abraços!

a verdade do evangelho disse...

Gutierres, cuidado quando você for falar contra as heresias de Hellen White, Rev. Moon, Joseph Smith, Charles T. Russel, e outros falsos profetas, pois alguém pode tomar as dores deles, como tomou dos herejes paulo Roberto e Marco Feliciano.É assim mesmo, depois que os pregadores profissionais ficam famosos podem dizer o que quiser que os seus fãs acatam sem questionamentos e ainda os defendem quando alguém combate seus erros.
Não se cale Gutierres continue falando a verdade. Oxalá que o Zwinglio fizesse jus ao nome que tem. (Zwinglio foi um dos reformadores)

a verdade do evangelho disse...

Sobre a superficialidade nos púlpitos pentecostais queiram ler este meu artigo no blog a verdade do evangelho.

SERÁ QUE ALGUÉM VAI TER CORAGEM DE ME CONVIDAR PARA PREGAR?
Não cobro cachê, pois recebí de graça e de graça dou (Mt.10:8), não exijo hotel cinco estrelas , não gosto de chegar ao templo já quase na hora de pregar para não chamar a atenção para mim, não levo Dvds para vender no púlpito, não minto para o povo dizendo que estou vendo anjos e bola de fogo no templo, não mando o povo levantar a mão e dizer glória ou olhar no olho de seu irmão e dizer que o ama, não imito língua estranha de outro pregador, não prego sermões repetidos e nem de outros pregadores, não faço ameaças no púlpito, não lanço maldição sobre ninguém, não faço parte de agência de pregadores, não bajulo o pastor que me convidou para ser convidado novamente, não dou ordens aos anjos, não xingo meus irmãos tradicionais que não creem na atualidade dos dons espirituais, não luto carater no púlpito, não dou soco no ar, não fico enchendo linguiça na hora da mensagem falando em língua sem interpretação, não conto piadas no púlpito (aliás nem em outro lugar), não tenho como mentores espirituais homens como: Benny Rin, Morris Cerullo, Kenneth Hagin, R.R. Soares, Edir Macedo, Robson Rodovalho, Silas Malafaia, Rene Terra Nova, Estevam Hernandes, Valnice Milhomens, Fadi Faradi, etc...
Mas quando faço citações de homens de Deus me espelho em: Gordon D. Fee, Hank Hanegraaf, D. A. Carson, John Stott, John Piper, John Macarthur, Josh Mcdowell, Rick Watts, Russell P. Shedd, Erwin Lutzer, Norman Geisler, James Packer, Antonio Gilberto, Ciro sanches Zibordi, Esequias Soares, Geremias do Couto, Elienai Cabral, Paulo Romeiro, Natanael Rinaldi, Hermistein Maia, Augustus Nicodemus, Ewerton Tokashiki, Abrãao de Almeida, Hernandes Dias Lopes, Severino Pedro da Silva, Dave Hunt, Lutero, Calvino, John Kinox, John Owen, Os Puritanos, etc...
Quando me convidam para pregar, oro, jejuo, leio e estudo a Bíblia, consulto comentários, faço exegese do texto, peço a direção do Espírito Santo, prego com sinceridade e dou toda glória a Jesus. Prego o Evangelho que Jesus e Paulo pregou.
Será que alguém vai ter coragem de me convidar para pregar?
Se ninguém me convidar não tem problema, vou continuar sendo um cristão que ama a Plavra de Deus.

Edinei Siqueira - Servo do Senhor

Marcos Vieira disse...

Prezado Gutierres e blogueiros.

Não sou fã do Paulo Roberto (aliás só conheço dele aquilo que li aqui nesse blog) e nem tampouco do Marco Feliciano ( a quem só conheço da TV). Apenas aconselhei (se é que tenho esse direito) nosso querido jovem Gutierres a tomar cuidado com as motivações do coração. As Escrituras assim nos orientam: guardar o coração. Isso é protegê-lo do ódio, da raiva, do orgulho, etc... Isso contamina. O escritor de Hebreus fala da pequena raiz de amargura que contamina a muitos. Isso é muito sério. Você conversa com alguns irmãos e a única palavra edificante que sai é "a paz do senhor" na chegada e na despedida. O resto: só maledicência. E geralmente falando de outros irmãos. É sobre isso que eu falava com o Gutierres: sobre pureza, integridade interior, motivações corretas (palavras fora de moda, não?)Creio que para falar dos erros de uma pessoa não é necessário odiá-la. Podemos orar por ela, para que saia o erro e permaneça a pessoa (que tal?). Mesmo porque me parece que a alcunha de "hereje" com relação aos citados não é unanimidade nem mesmo dentro da denominação da qual fazem parte. Tanto é que continuam exercendo seus ministérios dentro dela. Diferente de outros herejes que fundaram suas próprias seitas. Tenho também a impressão que existe uma disputa pelos "espaços" de fama e sucesso que têm se tornado cada vez mais escassos e isso incomoda. O Rubem Alves (de quem o Gutierres não gosta, mas que já escreveu muita coisa interessante) disse que o mundo eclesial muitas vezes parece uma comunidade de aranhas. Todas esperando que uma caminhe trôpega para ser devorada. Bom, a solução é simples: se uma área está saturada, busquemos novos espaços de pregação. (Às vezes penso que é justamente isso que Deus espera que façamos) Preguemos onde ninguém quer ir. Nos lugares públicos, nos hospitais, nas fábricas, nos asilos, nas cadeias, nos quartéis, nas favelas... O verdadeiro pregador do evangelho deve ir onde o povo que dele preceisa está. Ganhe vidas, discipule-as, edifique-as, conduza-as ao céu, e elas estarão sempre lá para ouvir suas pregações, pois você as gerou em Deus. (o difícil vai ser explicar que elas não devem dar ouvidos a heresias que são pregadas dentro da mesma igreja da qual fazem parte). Incoerente, não?

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!!

Resposta ao irmão Edinei...

Uma pessoa que louva a si mesma, não deveria receber resposta nenhuma...

mas por misericórdia cristã, me manifestarei em réplica às suas duas postagens, dizendo, para somar ao que já disse diretamente ao Gutierres e ao "Púlpito Cristão", o segunte:

Não tenho mentores espirituais antes do Espírito Santo, depois, não me deixo guiar por nenhum outro quando o assunto é doutrina bíblica... porque há uma babel teológica infiltrada no Corpo e isso tem causado mais divergência do que convergência... basta você dar uma olhadinha na história teológica da Igreja...

Qualquer coisa que qualquer teólogo ou pregador diga...para mim só terá valor depois da minha prórpia avaliação bíblica...

sei ler... estudo e tenho o guia seguro chamado Espírito Santo que é o único capaz de me guiar a toda verdade...

Ensino àqueles que pastoreio a serem,até em relaçaõ a mim, sempre bereanos...

No seu caso mesmo... que babel teológica essa sua... que estado...

Nicodemus [reformado]...McArthur [feroz cessacionista... que atribui as línguas estranhas que você fala (?) como obra...]Russel Shed [pós-tribulacionista]... o menos teólogo, mas está na sua lista, Zibordi [pré-tribulcionista]... J.I. Packer [ex anglicano e agora reformado]...

E o que dizer da teologia de Lutero? [consubstancialista quanto a ceia]... e em relação ao amor cristão de Lutero? [anti-semita... se alegrou com a morte de Zwinglio em Kapel... chamou-o de ladrão, cão e etc... Franz Lau, um historiador, ao escrever sobre Lutero disse que as acusações desse contra aquele eram injustas...]

Enfim... com esses mentores e suas absurdas divergências doutrinárias... você também deve ser uma babel...

Não me venha com essa conversa de suerioridade teológica de A sobre B porque não cola...

Já disse em um outro comentário que alguns vão mais longe... outros não... mas mesmo assim ambos, em alguma instancia abençoam o povo de Deus... nem todos foram Paulo, o apóstolo...

Cuidado com a sua idolatria aos "profundos teólogos" que você elegeu como seus super-heróis portadores da sã doutrina... nem tudo que reluz é ouro meu caro...

O Pietista Philip jacob spener (século XVII) em sua obra Desejos Piedosos propunha o reavivamento do estudo bíblico pessoal... sabe o que fizeram os "renomados teólogos"... senhores da verdade... acadêmicos... escrutinadores...?

Menosprezaram a propsota de Spener.. uma proposta perfeitamente bíblica...bereana...

Então, volte a ler tudo que eu já disse nos outros comentários... somando ao que digo aqui e pense, tentando captar meu pensamento final...

No demais... não cabe mais uma palavra minha...

Deus o abençõe!!

a verdade do evangelho disse...

Amado Zwinglio quem disse que você tem mentores espirituais? Eu apenas postei um artigo que escreví no meu blog.
E quanto aos teólogos que tem suas linhas de interpretação (arminiano, calvinista, dispensacionalista clásssico e progressista, fundamentalista, cessacionista, continuísta, pré, midi ou pós tribulacionista, pré, pós ou amilenista, reformado, pentecostal, liberal, conservador e sei lá mais o que)quando faço citações deles isso não quer dizer que concordo com tudo o que eles dizem ou escrevem.
Sei que você é um homem que pensa e é bem informado, por isso deve entender que mesmo discordando de uma linha de interpretação teológica nem por isso não podemos nos benefiar daquilo em que estamos de comum acordo. Se você crê no pré-tribulacionismo, (é só um exemplo) você não vai concordar com um escritor que crê no pós-tribulacionismo, em se tratando de outro assunto que não envolva escatologia só por que ele não crê como você na área escatológica?
Fique na paz! apesar da sdiferenças, somos irmãos em Cristo.
Ore por mim e estarei orando por você.

Felipe Huvos Ribas disse...

Pr. Zwinglio, acho que li todos os seus comentários e gostaria de fazer algumas perguntas ao senhor:
Mesmo que a pessoa não concorde com algumas coisas de alguns teólogos accreditam, não é válido ler os livros dos mesmos, pelo menos os que tratam de assuntos que não divergem do que a pessoa que está lendo crê ou, pelo menos, procurando reter o bem?
Por exemplo: o senhor pode não concordar com tudo que acredita um escritor, mas digamos que ele deu uma explicação excelente sobre determinado trecho da Bíblia. Não seria válido aproveitar a explicação que ele deu? Devemos menosprezar todo o trabalho dele por não concordarmos em tudo?
Outra coisa: Também considero muito bom que os crentes procurem ler a Bíblia. Porém, alguns trechos são difíceis de entender. O conhecimento que os teólogos têm pode facilitar a compreensão de trechos difíceis. (Vou dar um exemplo extremo) E se um crente, lendo a Bíblia sozinho, interpreta um trecho de maneira errada, não consulta nenhum crente que conhece mais a Bíblia e organiza uma seita?
Obs: estou perguntando numa boa, sou cristão evangélico e não estou procurando te ofender com as minhas perguntas, certo? Estou procurando aprender. Perdoe-me qualquer coisa.

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!

A seguir, vai uma resposta ao irmão Edinei...

-------------

Edinei, paz!

Em síntese, o que eu quis dizer é que os renomados teólogos[alguns sim... outros não] que o irmão citou, apontando-os com superiores aos outros, a rigor, apenas convergem entre si quanto às doutrinas fundamentais da Bíblia, a saber:

Trindade
Encarnação do Verbo
Encarnação e morte de Cristo
Infalibilidade das Escrituras
Salvação pela fé em JesusCristo

Talvez sobre céu e inferno... e mais uma outra coisa aqui e acolá...

No demais, eles caminham diametralmente opostos... quanto ao universo maior do pensar teológico...

Minha questão é:

Se, em algum momento, eles passam a pensar diferentemente entre si... alguém está errado... alguém está ensinando errado... alguém está compreendendo mal as Escrituras...

Por exemplo:

Quanto à contemporaneidade dos dons espirituais...

Os cessacionistas estão errados... distorcendo claramente as Escrituras... é uma HERESIA negar a atualidade dos dons... aqui vai o nome de McArthur... como um defenssor de tal HERESIA...

Aí vem Stanley M. Horton e diz que os dons são atuais... Pronto!! Esse está com a verdade...está interpretando corretamente as Escrituras...

Bom...

Aí vem o irmão... assim como Gutierres entre outros... porque não concordam com um ensino de Feliciano, Terra Nova

{às vezes, discordam apenas por causa de uma perspectiva denominacional... outras vezes com razão...}

e chama-os de HEREGES... de excomungados...

aí eu não concordo e saio em defes dos meus colegas que aqui são sistematicamente expostos... vilipendiados... sem nenhum tipo de misericórdia...

Porque não fazem isso com McArthur, por exemplo...que abertamente é cessacionista?!!

Isso é "dois pesos e duas medidas"... ou seja... é pecado...

Se você perguntar aos líderes quem você "abomina" se eles creem nas doutrinas fundamentais da Bíbia... eles vão dizer que sim...

Esse é o ponto...

A meu ver, existe uma APOLOGÉTICA em curso que está fundamentada em motivações nada nobre...

É assim que tenho julgado o que tem escrito o pr. Zibordi, por exemplo...

Brado por coerência... observe o que disse Calvino:

"... E mais, ALGUMAS FALTAS podem se INFILTRAR NA MINISTRAÇÃO DA DOUTRINA... mas isso NÃO DEVE NOS AFASTAR DA COMUNHÃO COM ESSA IGREJA [inclua aqui irmaõs... ministros...]... Pois nem todos os artigos da verdadeira doutrina TEM O MESMO PESO... Alguns... artigos [de fé]devem, necessariamente... permanecer incontestáveise indiscutidos... como: Deus é um;Cristo é Deus... nossa salvação se baseia na misericórdia de Deus... Há OUTROS ARTIGOS DE DOUTRINA que são discutidos entre igrejas [inclua aqui irmaos... ministros...] e que,ainda assim, NÃO ROMPEM A UNIDADE DA FÉ... Não estou sendoconivente com o erro,por mais insignificante que seja, nem desejo incentivá-lo. No entanto, estou dizendo que não DEVEMOS DESERTAR UMA IGREJA [inclua aí irmãos... miistros...] em função de um desacordo SECUNDÁRIO caso esta preserve a são doutrina no tocante ápiedade e o uso dos sacramento [ordenanças no nosso caso...] instituídos pelo Senhor."

É isso...

Abraços fraternos!!!

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!

Segue uma resposta ao irmão Hugo...

------------

Hugo, paz!

Sobre sua pergunta 1

Defendo sim que devemos admitir e introjetar um ensino correto [todo convertido ao Senhor... teólogo ou não... ensina a Verdade...] de quem pensa diferente de mim em outros assuntos...

O que não defendo é que Feliciano, Terra Nova, Milhomens, Malafaia estejam fora desse contexto... como faz, de maneira irresponsável, Gutierres e outros...

Eles falam bobagens... mas os distintos teólogos reformados... e um pouquinho renomado, os pentecostais... também falam...

.:

Sobre a sua pergunta 2

Sou extremamente favorável que os irmãos menos maduros... e até os maduros... consultem os mestres daIgreja... afinal de contas... os mestres são instituídos pelo Senhor da Igreja...

-------------

Não deixe de ler o que disse Calvino... está noa resposta dirigida ao Edinei...

-------------

A você e aos demais, quero dizer que sou chamado de NEOPENTECOSTAL... estou por aqui para contestar as aberrações que são dirigidas a nós e a nossos líderes... falhos... é verdade... mas são nossos líderes.... digo nossos referindo-me ao meio NEO...

É claro, que tem uns que já chegaram à beira do absurdo... mas isso acontece em todod segmento protestante e evangélico... basta lembrar de Ted Haggard, Jimmy Swagart, Caio Fábio...

Deus trata com os seus...

Qurem questionar ensinos... questionem... mas questionem de todos os lados e DEIXEM as PERSONALIDADES ao encargo de DEUS e parem de ficar RIDICULARIZANDO, EXPONDO,ACHINCALHANDO o nome e a imagem dos MINISTROS NEOPENTECOSTAIS... enquanto eu não for censurado... eu vou dar a cara a tapa... para demonstrar que não existe na Igreja de Cristo super heróis da teologia ou que detenham em seu poder a sã doutrina em sua completude...

É isso..

Deus o abençõe!!!

Felipe Huvos Ribas disse...

Obrigado pela resposta. Deus te abençoe também.

vê pra crer disse...

Queria q vc irmão Marcos Feliciano me respondece uma pergunta;vi em um dvd de suas pregações uma comparação nada agradável q vc fez da seguinte forma.Vc perguntou a igreja se ela queria se tornar igual os crentes batistas tradicionais? o que você quiz dizer com isso?E em outra parte você falou que um pastor batista te convidou para pregar em sua igreja .Em sua resposta ao pastor você demonstra orgulho prepotencia dizendo q o mesmo tinha ligado pra pessoa errada. Quem você pensa q é pra julgar os batistas? Por acaso você pensa que gritaria é sinonimo de avivamento? Quantas vezes o senhor viu na bíblia o apóstolo Paulo pregando avivamento fazendo gritaria como o senhor faz? Por acaso vc acha q sensacionalismo é sinal de avivamento? faça me o favor meu irmão pare de querer usar o dom q Deus te deu para desfazer dos seus irmãos q por sua vez estão cuidando em livrar almas do inferno .É melhor o senhor pará de pregar pra crente e usar sua unção pra tirar almas das garras de satanás, afinal foi isso q Jesus nos ensinou.

Mixed by Ronney Guerra disse...

ESTOU COM GUTIERRES, sou um apologeta da palavra, sinto o que ele comenta, na minha propria pele. Sou Pentecosl, membro da AD min Belem, em Pernambuco, mas ainda vemos muita coisa acontecendo, onde deveriamos prestar um CULTO RACIONAL a Deus, tudo no seu devido lugar.

Franze Coelho disse...

Caro Gutierres
Sou Pr. Assembleiano e pentecostal!
concordo plenamente com o que vç disse. Vemos muitos pregadores despreparados ridicularizando a palavra de Deus, muitos desses hoje so estao preoculpados em divulgar seus nomes na midia evangelica.
mas nao faça comparaçoes mediocres.
veja sermoes de Silas Malafaia , Geziel Gomes, Ricardo Gondim ou quem sabe alguma minhas e vç ira mudar sua visao de que todo pentecostal e um obtuso!
tenho formaçao teologica em trez
faculdades teologicas de renome nacional e internacional.
luto por mais profundidade biblica tb, nos pulpitos.
louvo a sua preoculpaçao so tira um pouco da jactancia pois ela incha como fermento.
creio que vç ainda e muito jovem e o tempo o ha de ensinar.
abraços sinceros!
fique na paz de Cristo.

sergio disse...

O que eu quero saber qual de vcs todos ja ganharam uma alma com todo este dedate?porque se não ganharam nenhuma ,me desculpem ,mas vcs são os mais bestas desta terra.
Porque a palavra nos diz : q sabio é o q ganha almas.

Anônimo disse...

Aprender com os reformados o quê? O que á igreja protestante tradicional no Brasil representa? O orgulho, só se for isso que nós representamos. Pois a bíblia diz que não se pode esconder a luz, se a igreja tradicional tivesse essa luz nossa nação seria impactada, e outra, os presbiterianos e luteranos ordenando gays nos E.U.A e com certeza daqui há bem pouco tempo isso se dará aqui no Brasil, a igreja reformada brasileira é a igreja Sardes, apenas tem nome de viva mais está MORTA! Pois onde vc vê o esforço dos reformados em evangelizar a nação? E impactar a não com testemunho cristão genuíno de amor, compaixão e SANTIDADE? Pois ainda com todos os erros no meio pentecostal é fácil identificar os cristãos, quanto aos reformados em sua maioria são tão secularistas e pós-modernos que quase não se nota a diferença de um cristão para um cidadão pacifico não cristão, e como a bíblia já disse não se poder esconder a luz! O cristianismo todo está em crise, tradicionais e pentecostais estão no mesmo bolo, precisamos voltar a bíblia todos nós, não falo á leitura bíblica, mas a PRATICA do amor, da piedade, da SANTIDADE, para que possamos desfrutar de um autentico reavivamento!

Charles Sales - Sou Presbiteriano, Mas ser Cristão ainda é muito mais que qualquer rotulo!

Anônimo disse...

Não fale daquilo que você nao sabe,quando não conseguem expulsar o demônio vem pedir ajudar para os pastores pentecostais.