sábado, 21 de fevereiro de 2009

O analfabetismo bíblico e o avivamento!

Um dos maiores problemas da comunidade evangélica brasileira é a falta de leitura da Bíblia. As Escolas Bíblicas Dominicais, em várias congregações, estão às moscas! Os cultos de doutrina são vazios, no caso, ou de gente ou de conteúdo por parte dos pastores! As conferências, congressos e simpósios teológicos (doutrinários) atraem pouquíssimos evangélicos, enquanto as maiorias certamente estão em “cultos de avivamento” ou em algum “show gospel”. A situação a cada dia só piora.

Ainda tem gente com a coragem de dizer que estamos em um avivamento!

8 comentários:

O PENSADOR disse...

Segundo A.W.Tozer, estamos vivendo o reavivamento do pior tipo... http://opensador2.blogspot.com/2009/02/citacao-w-tozer.html

João Paulo Mendes disse...

Paz do Senhor meu irmão,

Esta verdade repete-se todos os fins de semana. Na sexta feira, 20, um famos pregador, MF,ministrou em "minha" igreja, tal foi a surpresa.... os 1300 lugares do templo foram poucos, foi instalado um telão na rua para mais umas 200 pessoas. E o conteúdo da Palavra....
Já nas manhãs de ontem e hoje estiveram não mais de pessoas, o ministrador é um Pastor mestre, profundo conhecedor das escrituras, amigo da AD em Cordovil-RJ, onde congrega o Pr Ciro e Antônio Gilberto, o referido Pr. Fernando Portugal, é professor em um seminário há vários anos, deu-nos alimento sólido e puro; e os "avivalistas" onde estavam? O Avivamento não se dá através da Palavra?

Abraço.

JOSUÉ disse...

OLA QUERIDO IRMÃO GUTIERRES.

os grande responsaveis por isto tudo que esta acontencendo na igreja evangleica principalmente no circulo pentecostal. são as familias que toma conta da igreja, e não permitam que ninguem faça nada para a obra de cristo.
os unicos que podem fazer é a propria familia.
oputra coisa que fica enchendo saco furado com avivamento e o brasil é o amior pais em avivamento do mundo.

é os lideres de ministerio ponposos

como o jabes alencar está figura misteriosa

silas malafaia

marco feliciano o doutor BARULHO

e mais uma turminha de gente que nada tem haver com cristianismo compromissado.

silas malafaia teria que dar uma base maisa mpla. mais o cara enveredou para o caminho do triunfalismo.

jabes alencar é doido atras de uma tv propria silas quer uma emissora tambem

como fica só na biblia não da tem que haver algo a mais nem se for besteira.

irmão fico por aqui por enquanto.


josué

Evangelização disse...

De fato este é um problema muito sério.
Sabe o que mais intriga? Os pastores e lideres das igrejas não estão vendo isto?

Matias Borba disse...

Falou toda a verdade amado, e parece que muitos lideris nem se importam com isso, pois desenvolvem canpanhas de vitórias, das sete voltas de Jerico etc., porém um ensino de qualidade que é bom nada!

Deus te abençoe!

Vanessa Dutra disse...

Paz do Senhor!

Concordo plenamente que estamos vivendo uma época de analfabetismo bíblico!
Inclusive escrevi um artigo sobre esse assunto no início do ano:

http://ebditaquerao.blogspot.com/2009/01/avivamento-x-movimento-o-que-buscaremos.html

Se puder, deixe um comentário no meu blog pessoal!

Deus abençoe!

claudio pimenta disse...

otima postagem belo texto

www.exejegues.blogspot.com

Pr Alessandro Garcia disse...

A paz do Senhor

Segue abaixo parte de um texto de um dos meus livros "Cuidado com o anjo de Luz":

"Estamos vivendo um momento bastante crítico no meio evangélico. E um dos grandes problemas observados é a falta de seriedade de alguns somada a falta de maturidade espiritual de outros.
Muitos estão tratando de assuntos relacionados ao Reino de Deus de forma irresponsável e danosa. Enquanto outros não estão tão preocupados quanto deveriam estar com o comportamento desses. Uma das causas principais tem sido, como diz o pastor Paulo Romeiro, “estamos tendo uma igreja muito mais propensa a sentir do que a pensar ou refletir, tudo isso reforçado por um anti-intelectualismo que permeia, atualmente, grande parte dos evangélicos.”
Lamentavelmente, boa parte dos crentes foi e continua sendo educada a aceitar as coisas como elas “têm” que ser, gerando total ignorância e obediência cega aos seus líderes. Bem diferente do que foi proposto pelos Reformadores que combateram fortemente o analfabetismo secular e religioso, tolerado e incentivado pela Igreja Romana. Os Reformadores criam que se as Escrituras estivessem numa língua acessível aos povos, todos os que quisessem poderiam ouvir a voz de Deus, e todos os cristãos teriam acesso à presença de Deus. Contudo, os reformadores esbarraram em um problema estrutural: o analfabetismo. A socialização do saber acabou sendo também um produto da Reforma. As pessoas deveriam ser alfabetizadas para ler as Escrituras, daí a grande reforma educacional gerada pelo protestantismo.
Contradizendo abertamente, conscientemente ou não, este legado da Reforma Protestante, muitos estão por aí vivendo e celebrando um analfabetismo bíblico altamente perigoso e que tem dado margem para que os aproveitadores da fé ganhem cada vez mais espaço e credibilidade no meio evangélico.
Existem três palavras que fazem parte da vida cristã: FÉ, EMOÇÃO e FATO. Pela fé em Cristo somos salvos da condenação eterna. Somos ensinados pela Bíblia a crer de todo o coração. Mas no nosso relacionamento com Deus, as nossas emoções também estão presentes em todo tempo. Pois mediante a presença plena do Espírito Santo em um culto, como poderemos ficar insensíveis, sem esboçar qualquer reação? No entanto, embora a fé e as emoções sejam importantes, nós precisamos atentar para os fatos do evangelho. Porque dependendo da circunstância, de nada adiantará se cremos ou não no que estamos apenas vendo ou ouvindo. Se o que está acontecendo causa arrepios, risos ou choro. Aí precisamos lançar mão do nosso aferidor doutrinário-teológico-ético-moral, a Bíblia, para que ela possa nos dizer quem é quem na história. Se o que está sendo dito, visto ou escrito merece a nossa atenção ou desprezo. E se o elemento em julgamento não passar pelo crivo da Palavra de Deus, cuidado, é um “anjo de luz”. Rejeite o que está sendo proposto, caso contrário ele poderá enganá-lo."

Que o Senhor nos abençôe.