segunda-feira, 24 de agosto de 2009

Nooma



Não partilho de muitas ideias expostas por Rob Bell em seus livros, mas certamente podemos "reter o bem" em muita coisa que ele produz. Veja esse vídeo NOOMA, que é uma série de reflexões criativas.

O vídeo está legendado.

9 comentários:

Paulo Silvano disse...

Caro Gutierres,

Muito bacana. O Rob bell contesta a tão difundida tese do Deus papai Noel, que banaliza o "Pedí, e dar-se-vos-á;..." de Jesus.
Lí o livro do Rob Bell, Repintando a Igreja. Acho ele um pastor fantástico. Num universo evangélico marcado pelo pragmatismo do deus mágico e pela lógica de causa e efeito, Rob Bell corajosamente sinaliza noutra direção, muito mais coerente com o Evangelho de Jesus.

Um abraço,
Paulo Silvano

zwinglio rodrigues disse...

Gutierres, paz!

Você me deixa espantado... ao dizer isso:

"mas certamente podemos "reter o bem" em muita coisa que ele produz."

Li em um texto de Ricardo Gondim onde ele trazia um fragmento pertecente a Bell onde esse negava a inspiração bíblica, a inerrância etc... você não sabe disso? acho que sabe...

Agora, Cerullo, Malafaia, Feliciano,Soares... na sua pena, apenas encontra ataques ferozes, implacáveis... observando seus textos contra esses sujeitos [bem em menor grau em relação ao Malafaia] percebemos que você não deixa dúvidas de que eles são hereges [?]...

Escreva um texto contra e Igreja Emergente de Bell [e Brian Maclaren] e seus pressupostos...tenho certeza de que a maioria de seus leitores preferirão os chamados pregadores da TP... pois esses, em última instância, ainda acreditam na inerrância bíblica...

Gutierres Siqueira disse...

Caro Zwingio, a paz!

Algumas vezes tenho a sensação que você não anda lendo com atenção os meus textos. Quantas vezes nesse blog eu já escrevi contra essa “espiritualidade pós-moderna”, que mistura esquerdismo político, liberalismo teológico, niilismo filosófico, etc? Veja no arquivo, e poderá ler alguns. É claro que esse blog se dedica mais em abordar os equívocos que você mencionou. Isso por um motivo muito simples, o pseudopentecostalismo está mais presente em nossa realidade. Se os “emergentes” fossem mais fortes entre nós, saiba que eu me dedicaria mais em refletir sobre eles. Agora, quantas pessoas que você conhece que realmente estão sendo influenciadas pelas ideias equivocadas desse novo modernismo teológico? Certamente poucas. Enquanto isso, a maioria esmagadora da igreja evangélica brasileira é influenciada pelas equívocos malafaianos, felicianos, soarianos, santiagianos, etc.

Um abraço!

Matias HEidmann disse...

Eu pessoalmente não gosto destes videos do Bell. Acho uma mensagem moralista, porém muito superficial na questão de abordar a supremacia de Cristo. Talvez tenha a ver com seu posicionamento teológico liberal, o que poucos dos seus fãs sabem. É quele papo que os cansados de igreja gostam e onde, sem dúvida encontram tambêm reorientação para certos aspectos. MAS no final da linha temos um evangelho humanista e relativista em questões de moral (e.g.a questão do homosexualismo) e de inerrancia bíblica.

Abraços,
Matias

S.O.S Gospel disse...

Legal o vídeo do Rob Bell, qual dos livros vc já leu? eu estou lendo um deles.

Gutierres Siqueira disse...

Caro “Sos Gospel”

No livro “Repintando a Igreja: Uma visão contemporânea” (Editora Vida), Bell se mostra confuso em defender alguns poucos essenciais da fé cristã, tal como a inspiração bíblica... Por isso, recomendo ele com ressalvas.

sandre disse...

Gostar um pouco, de alguém porque ele simplesmente contexta é muito facil.

Gosto de muitos de seus post, mas tenho a sensação de que muitas vezes você vai mais para o lado do simples critiquismo do que uma relevancia reflexiva do que contesta.
Não gosto desta parte de reter uma linha em cima de 499 que são ruis, que é o caso de Bell.

fico com a ponderação do pastor zwinglio.

Bell e a turma do Briam Mclaren, fazem muito mais estrago do que malafaia e companhia.

Como da disse outras vezes, criticar alguém, sem ponderar um outro caminho é apenas uma falacia.

Abçs

S.O.S Gospel disse...

Bah, dizer que o bell faz mais estrago que malafaia e sua turma não faz sentido... acho que é dificil comparar formas de pensar sem entender o motivo das afirmações dos pastores. Não sei o que fez o Silas mudar de idéia, eu gostaria de ver ele postar algo explicando os seus motivos...

Anônimo disse...

Muito bonitinha a mensagem, é verdade... Se bem que essa analogia é bem surrada. Ele deve ter lido isso em algum dos livros de Max Lucado, esse sim, bem mais original... Desculpe a comparação, não resisti (hehe).