terça-feira, 1 de setembro de 2009

Jesus não é um produto

"Se vendemos Jesus? Claro, é nosso produto"
Dan Harrell, empresário de música pop-religiosa, falando ao The New York Times

Essa é uma visão que muitos empresários "cristãos" apresentam, de maneira direta ou indireta. O Senhor Jesus é simplesmente um mero produto, bem vendável. Ora, nada mais infernal, não é verdade? Como alguém ousa negociar o mais precioso dos nomes? É muito atrevimento demoníaco! Há também pastores que exploram os seus fiéis, mediante ofertas abusivas, ameaçando os doadores com uma suposta "autoridade divina". Estão usando o Nome de Senhor em vão! Fato é que infelizmente alguns se portam dessa maneira, estão vendo o evangelho como fonte de lucro. Mas Paulo já advertia:

Porque nós não estamos, como tantos outros, mercadejando a palavra de Deus; antes, em Cristo é que falamos na presença de Deus, com sinceridade e da parte do próprio Deus (II Co 2.17)

5 comentários:

S.O.S Gospel disse...

bah... em que estado chegou o mercado gospel... :p alguns voltam as práticas católicas, só que vendem outra coisa agora... abraços!

sandre disse...

Infelizmente uma constatação que não é nova, mas esta cada vez mais latente no mundo em que vivemos.
Há uns anos atrás entre 2004 e 2005, a revista isto é fez uma matéria interessante sobre esta questão.
Constatou que Jesus Cristo é o nome que mais vende produtos no mundo.
Entre os mais variados tipos de produtos.
Não é errado viver da fé ou por ela, mas infelizmente o mercantilismo religiosos esta cada vez mais presente em nosso meio.
Muito por culpa de nós mesmo que deixamos sempre a emoção acima da razão, em sermos levados a cunsumir Jesus Cristo como um produto e não servir a ele como senhor de nossas vidas.

wanderson disse...

Rapaz hoje ta dificil viu um pastor teve a cara de pau de me cobrar 800 reais para pregar 1 hora e meia. ele mora apenas 20 km da igreja onde realizariamos o congresso, fora o outro pastor que deixou-nos na mão porque a oferta de 1000 reais era pouca e a nossa oferta foi coberta por outra igreja que pagava mais.
Trabalho no comercio e quando não fazemos o preço que o cliente quer ele simplismente compra em outro lugar. Me diz se isso que esses falsos profetas fazem nnão é comércio.
Só Jesus na causa!!!!

Lucas disse...

Jesus é incomparável, como q alguem tem a coragem de comparar Cristo a um produto?!
só Deus mesmo viu?!
abraços...

a verdade do evangelho disse...

Nunca antes na história desse cristianismo (parecí com o Lula agora)o Santo nome de nosso amado salvador Jesus foi tão banalizado como nos dias atuais. Que vergonha!

Pb. Edinei, Th.B