sábado, 5 de setembro de 2009

Morris Cerullo profetizou a grande crise econômica mundial?

O Silas Malafaia mais uma vez repetiu no seu programa de sábado a entrevista com o Morris Cerullo. Malafaia alega que Cerullo “profetizou” a crise econômica mundial, iniciada em setembro no ano passado, em consequência dos problemas com o subprime das hipotecas nos Estados Unidos. A Bíblia ensina a julgar as profecias (I Co 14.29), pois ninguém está acima da crítica, nem mesmo o poderoso Malafaia com os seus amiguinhos “profetas”.
A suposta profecia está registrada na Bíblia de Estudo Batalha Espiritual e Vitória Financeira, lançada no Brasil em 2007 pela editora Central Gospel, de propriedade do senhor Malafaia. Nessa obra, Cerullo escreve:


Estamos no limiar de uma crise financeira de proporções astronômicas, que excederá qualquer outra que já tenha ocorrido! Quando eclodir, abalará o mundo inteiro! [...]
Pouco antes de entrarmos na década de 1990, Deus revelou-me eventos que ocorreriam nessa década. Em setembro de 1989, quando eu regressava de uma viagem ministerial à Austrália, recebi do Senhor uma palavra profética, uma advertência ao Corpo de Cristo concernente a uma futura crise financeira mundial.Theresa e eu passávamos por volta das quatro ou cinco horas da tarde. Decidimos descansar antes do jantar, e fomos para a cama. Deus então me chamou: “Morris, levante-se!”. Levantei-me da cama e entrei no quarto ao lado. Ele me disse: “Escreva”. E mostrou-me cinco principais crises e cinco ondas importantes do Espírito Santo, que aconteceriam nesses últimos tempos.
Uma das cinco principais crises que Deus me mostrou foi uma crise financeira de consequências mundiais!“Passaremos por um abalo econômico mundial que resultará no colapso de nosso sistema monetário. Esse choque econômico acontecerá subitamente, espalhando ondas pelo mundo. Será a abertura para o estabelecimento de um novo sistema monetário mundial sob um governo mundial emergente”.


Avaliando com muito cuidado e precisão, pode-se verificar que as tais profecias sobre a atual crise econômica não passa de uma grande falácia.


Grandes erros nessa “profecia”


Ora, são muitos os erros com essa “profecia” de Morris Cerullo.


1. A crise atual não é maior (ou mais grave) do que outras crises, como a de 1929.


Na profecia de Cerullo afirma que a crise seria de “proporções astronômicas, que excederá qualquer outra que já tenha ocorrido”. Então Cerullo não está falando da atual crise. Apesar da gravidade da crise econômico-financeira, fato é que essa turbulência não chegará à formação de uma depressão semelhante aos anos de 1930, isso é consenso entre os maiores especialistas.


2. Como uma profecia para a década de 1990 pode ser aplicada para 2008?


O próprio Cerullo afirma: “pouco antes de entrarmos na década de 1990, Deus revelou-me eventos que ocorreriam nessa década”. Ora, se as profecias da grande crise seriam para a década de 1990, como o Malafaia e o Cerullo podem aplicá-la para a grande crise de 2008? Para que não sabe, a década de 1990 foi excepcional em crescimento econômico no mundo inteiro, especialmente nos Estados Unidos sob o governo de Bill Clinton. Houve poucas exceções e crises localizadas em países subdesenvolvidos, como México (1994), Tigres Asiáticos (1997) e Rússia (1998). Então se vê que essa “profecia” não se aplica a década de 1990, quando esse foi o seu “propósito”.


3. A atual crise financeira não trouxe um colapso monetário


Cerullo disse: “passaremos por um abalo econômico mundial que resultará no colapso de nosso sistema monetário”. Mais uma afirmação que não se aplica a atual crise financeira. Primeiro, porque não houve um colapso monetário. O dólar continua uma moeda forte e poderosa, apesar da inevitável desvalorização. Além disso, na crise outras moedas se fortaleceram, como o Real brasileiro. Portanto, nessa crise não existiu colapso monetário.


4. Nada de um novo líder emergente


Cerullo ainda escreveu que nasceria nessa crise “um novo sistema monetário mundial sob um governo mundial emergente”. Mais e mais erros. Ora, em primeiro lugar não há até o momento um substituto do dólar. Nem mesmo o euro europeu e muitos menos o yuan chinês. Não nasceu nessa crise nenhum novo sistema. O mundo caminha, realmente, do poder único dos Estados Unidos da América, para um mundo multipolar, onde as nações emergentes terão mais voz. Mas a crise pode até diminuir a hegemonia americana, mas não acabará com o poder dos americanos. Os EUA dividiram poder, mas não perderá o seu posto de maior nação, nem mesmo para a China. Hoje, mesmo que a China passasse o PIB (Produto Interno Bruto) dos EUA, ela não seria hegemônica. O que o mundo tem visto nesses últimos anos é a ascensão do resto, como explica o jornalista indiano radicado americano Fareed Zakaria, no seu livro O Mundo Pós-Americano (Companhia das Letras, 2008). Para Zakaria, não estamos vendo o declínio americano, mas sim o crescimento de várias nações e organismos mundiais que dividiram o poder com o poderoso EUA.


Essas e outras questões fazem da “profecia” de Cerullo uma grande falácia propagada e divulgada pelo senhor Silas Malafaia. Mas como ele é um homem acima da crítica (pelo menos na cabeça dele), não disso abala as suas irrevogáveis certezas.

10 comentários:

Newton Carpintero, pr. disse...

Prezamado Gutierrez,

A Paz do Senhor!

A crise que sucedeu é resultado da ganância e nas aplicações erradas ocorridas pelo mundo nos EUA, país de minha residência legal.

Alertei a muitos que aconteceria o inevitável pelo engano causado ao maior mercado de imóveis do mundo. E não errei quando informei que estavamos vivendo uma grande armadilha a que chamei de "BIG TRAP".

Esta armadilha foi a destruição de muitos imigrantes que utilizando do engano e da documentação falsa, investiram com total desorientação pelo seu desespero de ganhar, mais e mais, e assim aproveitar do que desconheciam.

Muitos zombaram de mim. E não enchergavam o que estava a um palmo dos seus olhos. Hoje, estes em sua maioria, estão de volta ao Brasil ou retornando em poucos meses.

O pior é que grande maioria foi de crentes que se entregaram à mentira e se descuidaram da Palavra de Deus que alerta sobre o ganhar fraudulentamente.

Infelizmente náo era necessário uma profecia para o que estava bem claro e visível para qualquer aprendiz de economista.

Pior de tudo é se aproveita da pouca fé do povo para viver pela fé.

O Senhor seja contigo e com os que retornaram dos Estados Unidos da América com esta experiência amarga e que aprendam que não vale a pena mentir.

pr. Newton Carpintero
www.pastornewton.com

Informei

Teologia Reformada disse...

Querido Irmão,
Olha com relação a profecias, realmente temos todos os respaldos do mundo, porque a Biblia nos da margem para questionar (analisar), mas não sei qual o motivo de muitas igrejas correm atras destas "profecias" pois Jesus nos disse que no mundo teriamos aflições, a biblia diz que seriamos perseguidos, então porque nós como igreja não nos preocupamos em pregar o EVANGELHO a toda criatura, tem povos padecendo, pois não conhecem a palavra, outros não tem nem mesmo condições de comer, imagina comprar biblia e batalhas e guerras espirituais e mauais de como ser bem "sucedido". que nossas criticas se transformem em oraçao para ques estes homens venham ganhar vidas para o reino, e nós não venhamos no futuro sermos iguais, mas sim cheios do Espirito Santo de Deus simplismente imitadores de Cristo, e humildes como ele. com o coração cheio de amor.
parabenizo sua postagem.

rodrigo vollmer.

soli Deo gloria.

Anônimo disse...

Queridos em Cristo Jesus nossa briga não entre nós, vamos para com esse comprtamento desarme-se.
vidas estão sendo levadas para o inferno enquentos vcs procuram defeitos para apontar. com interessos financeiros, pelo amor de Deus vai orar, peça à Deus para lhe mostar o verdadeiro inimigo da Igreja Satanas.

Mario Sérgio disse...

Meus caros irmãos, na minha opinião eu acredito que profetizar uma crise econômica e financeira mundial nesses dias de globalização não é coisa de outro mundo. A História mostra claramente que o capitalismo vive ciclos de prosperidade e depressão alternados. Com a atual interligação de mercados, onde as economias dos países do mundo estão dependentes umas da outras, profetizar uma grande crise financeira não é algo muito difícil. O capitalismo voltará com certeza a ter outras crises globais, como também voltará a momentos de prosperidade e euforia. É pena que alguns "profetas" por conta da simplicidade e ignorância de muitos sejam endeusados hoje em nosso meio.

Rogerio Rocha disse...

outra questão muito evidente nesta declaração falsa de morris cerullo, é o fato dele dizer que Deus o chamou e ralatou a profecia, morris diz, que Deus diz que passaremos por uma grande crise financeira. Como se Deus estivesse inserido neste sistema financeiro secular. Vejo essa historia como algo demoniaco.

Clóvis disse...

Gutierres,

Parabéns pela análise da "profecia" cerulliana. Mais uma falsa profecia propalada num livro que deveria conter apenas a verdade.

Esses dias, ao ver um irmão da igreja empunhando a tal Bíblia, foi tomado de grande tristeza. Pois sei que a mesma mescla a mentira com a verdade, produzindo aleijões espirituais.

Triste também são as palavras do anônimo (por que o pessoal que defende esse tipo de gente quase sempre posta anonimamente?), apelando à paz a custas da verdade. Além de insinuar interesses escusos por parte do autor que nada mais fez que julgar a alegada profecia, conforma nos manda a Bíblia.

Em Cristo,

Clóvis
Cinco Solas

Daladier Lima disse...

Cuidado, Gutierres, já tem gente chateado pelas análises que fazemos do Pr. Silas Malafaia. O homem, segundo eles, é intocável. Oremos!

Fábio Carvalho disse...

Irmão, Gutierrez.

Digo, todos os que um dia quiseram a glória de Deus pra si, o próprio Deus tratou de os abaterem. Então, Cerullo, Malafaia e tantos outros é bom tomarem cuidado, pois ninguém está acima da verdade de Deus. Não podemos nos calar, façamos o que um dia os apóstolos João, Pedro, Paulo fizeram denunciavam os hereges, com suas falácias e enganos.
Isso sim, é ser profeta!

lucas fernando souza disse...

Irmão não caiam nesta,isso é mais um plano maçonico,peço que os pesquise sobre o Pr Saad ex-maçonico e vcs vão ver a ficha suja desses demonios!

Anônimo disse...

Olha eu posso falar por mim mesma participei do voto que o pastor Silas juntamente com o pastor Morris anunciou na ocasião, isto faz acho que 1 ano, e minha vida mudou, tudo o que eu tinha dei na campanha e na mesma semana Deus me abençoou com uma ocupação melhor na minha carreira de professora que até então estava destruída. Não estou rica mas vivo bem,na época sofri até com a minha saúde pela frustração que passava, mas depois do voto, nunca mais fui a mesma, me reencontrei na minha profissão e agora estou me preparando para o meu mestrado. Se o voto fosse coisa do diabo jamais seria abençoada por que o diabo não tem devolve a vida e sim a tira. Já ouvi falar muitas coisas sobre Malafaia mas eu o aprecio como homem de Deus e ponto final.