quinta-feira, 17 de setembro de 2009

Terroristas do púlpito!


Ontem sintonizei o meu celular em uma rádio FM de uma determinada igreja evangélica. Lá pelas quantas, o famoso fundador da denominação toma o testemunho de uma mulher supostamente curada de um câncer. Essa mulher estava em uma outra denominação, mas antes fora da igreja desse missionário. Ele então adverte:



Vocês não acreditam em mim, mas saibam que Deus fala comigo! Aquele que sair da nossa igreja sofrerá as consequências. Essa irmã saiu da nossa igreja para ir à outra igreja sem doutrina. Veja o que aconteceu. Na desobediência ela sofreu com um câncer. Ela passou pelo chicote de Deus e voltou... Voltou para a nossa igreja. 


Nesse momento uma multidão frenética grita “glórias a Deus” e “aleluia”. E o missionário continuou:


Deus falou para ela buscar a nossa igreja. Por que não mandou na outra? Sabe a razão? Lá não tem doutrina, lá tem televisão, tem vaidade, mas não tem doutrina. Precisamos temer a Deus e sua sã doutrina. 


E mais uma vez a sua fala, interpretada em espanhol, é interrompida por gritarias, como em um estádio de futebol.


Nesse momento, a mulher que contava o “testemunho” diz:


Eu voltei para essa igreja, pois onde eu estava não tinha cura...


Vozes da multidão dizem:


 Misericórdia, misericórdia! 


E o missionário interrompe e diz:


Lá não tinha cura porque não tem doutrina. 


Depois de ouvir toda essa palhaçada, fiquei imaginando como uma igreja dita evangélica usa do terrorismo psicológico para manter as pessoas em seus bancos e receber delas os seus dízimos. Ao ouvir essa coisa toda, logo lembrei desse versículo:


Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! Entrará no Reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade. (Mt 7. 21-23)

4 comentários:

Palavra Cristã Viva disse...

Amado Gutierres, Paz!
Estamos vendo isso se proliferar como erva daninha em nossa Nação. Este evangelho da pressão, da 'revelação', da entrevista com o 'demônio', e tantos outros. A povo não conhece a Bíblia é trasntornado. Conheço pessoas de cultura, com faculdade, até mestrado, que tem se rendido a tudo que o 'pastor', 'bispo', 'missionário' fala. Não se pode tocar no 'ungido'.
Estamos num tempo sombrio!

Adriano

Yohan disse...

Chocante! É preciso despertar. Despertar para a palavra de Deus, buscando a verdadeira mensagem divina. A Igreja brasileira está caminhando cada vez mais para o fundo de um poço que sabe se lá que fim levará.

Marcos Wandré disse...

Graça e Paz!

Profundamente lamentável. Em nada se parecem com Jesus.

Que Deus tenha misericórdia!!

Anônimo disse...

paz meu caro ... infelizmente se divergençias fossem apenas doutrinarias não haveria tantas rivalidades ... mas blasfemando a palavra, e ate trasendo uma presão psicologica em pessoas de boa fé porem leigas ... as sagradas escrituras nos diz co.12 que ha varios ministerios mas o ESPIRITO é o mesmo ... mas nos convem resaltar aquela frase muito conhecidade no meio cristão " todos vamos para um mesmo céu "







df; brasilia