domingo, 18 de outubro de 2009

Movimento Antropomágico e a distorção no pentecostalismo

O pentecostalismo precisa de uma renovação, ou será engolido pelo Movimento Antropomágico. Portanto, ou muda ou acaba. É um momento de decisão para o pentecostalismo. Segundo o teólogo Maurício Ramaldes, o Movimento Antropomágico é “pura ação humana revestida magicamente de chavões, gestos, rituais, métodos, atividades, programas, projetos etc.”.

O Movimento Antropomágico pode ser resumido como uma superficialidade no pentecostalismo contemporâneo. É isso está matando o próprio movimento. Vejo nas Assembleias de Deus, representante maior do pentecostalismo no Brasil e a igreja que eu faço parte, uma tendência horrível para o apelo antropomágico. Infelizmente, é raro ouvir pregações de conteúdo bíblico, pois sobram chavões e papagaiada sem pé e nem cabeça.

A situação só não é pior porque vários pentecostais são influenciados positivamente pelas Escolas Dominicais e por aqueles que se esforçam nesse mar de ignorância e superficialidade. A situação é realmente crítica. Há pastores que não sabem a diferença entre João, o evangelista e João, o Batista. Há também líderes de igreja que incrivelmente nunca leram a Bíblia, sequer uma única vez.

Em lugar de alimento, as ovelhas recebem mensagens sem conteúdo algum, pois o que sobra é gritaria e o chamado “reteté”. Esses artifícios são usados para esconder a grande deficiência em nossos púlpitos. Os “louvores” são cheios de clichês e pobreza musical. Compositores baseiam suas letras em pregações triunfalistas dos chamados “avivalistas”. E por isso escrevem tanta besteira.

É hora de mudar. Ou ainda pensas que a situação é boa?

7 comentários:

Leandro Araujo disse...

Particularmente não conhecia este termo antropomágico, mas reconheço q este termo é muito bom para denotar o q vem acontecendo em vários púlpitos.
Influência Maligna, carnalidade, mundanismo, imaturidade, são coisas q estão "apaixonando" muitos escolhidos.
É preciso uma mudança imediata.

Cicero Leandro Junior disse...

É preocupante o que está acontecendo com o pestcostalismo. O trabalho realizado por homens de Deus que buscaram a unção e o revestimento de poder que vem do alto agora parece se desfazer ante os ataques dessa aberração comportamental cristã chamada reteté. O fato é que isso vem acontecendo porque falta uma postura mais ativa das lideranças ecelsiásticas. Parece que muitos de nós se acomodaram e passaram a ter uma postura passiva diante de tais coisas. É comum em muitas Assembleias de Deus o movimento do reteté, pastores pregando prosperidade, priorizando pseudoexperiências com Deus ao invés da Sagrada Escritura.

Eu estou cansado. Faço parte dos poucos que estão insatisfeitos com isso. Me causa asco ver festividades e congressos sempre com a mesma fórmula vazia e desprovida da graça de Deus: pregações triunfalistas, a rídicula frase:

"se você não é batizado com o Espírito Santo venha até aqui à frente que eu vou orar para que você seja batizado."

E enquanto o povo se dirige à frente, um cantor começa a cantar uma canção em ritmo de forró, que só serve pra mexer o corpo e começar a balbúrdia e desorganização, onde o diabo tem liberdade para agir. Estou cansado de ver Jesus sendo deixado de lado nas pregações enquanto o homem é exaltado a um status de divindade.

Olho para tudo isso e vejo que as plavras do Senhor Jesus estão se cumprindo. Ele está voltando. Os sofrimentos, a tristeza, a decepção que temos vivido vai se acabar para dar lugar a uma alegria infinita. Glória a Jesus! Mas enquanto esse dia não chega, é nosso dever, já que temos os olhos abertos graças a sabedoria que o Espírito Santo nos deu, pregar o genuíno evangelho de Cristo, um evangelho que é poder de salvação para todo aquele que crê. Um evangelho que salva, que liberta, que transforma. Um evangelho que faz o homem ser santo e olhar unicamente para Aquele que é o autor e consumador da nossa fé: Cristo Jesus, nosso Senhor.

Chega desse evangelho falso que só faz o homem olhar para bens materiais! Chega desse falso evangelho que mexe com o corpo enquanto a alma do que o pratica caminha lentamente para o abismo! Chega de evangelho do diabo, que dia a dia vem ceifando a fé dos servos de Deus!

É isso. Com cada fazendo aquilo que lhe é possível, tenho certeza que conseguiremos mudar essa situação.

Que Deus o abençõe, irmão Gutierres. Que o Senhor levante mais servos que se preocupem em levar a preciosa semente a essa geração corrupta.

Em Cristo.
Cícero Leandro Júnior
Assembleia de Deus em Teotônio Vilela/AL.

Cicero Leandro Junior disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Jean Patrik disse...

Paz do Senhor querido!!!

É preocupante a situação dos pentecostais, ou melhor das igrejas pentecostais nesses últimos dias aqui.

O que vejo nesse movimento é um evangélio fácil de pregar em que os pregadores não se esforçam tanto. Basta gritar, falar aquilo que as pessoas querem ouvir, fazer alguns movimentos e pronto, logo as pessoas estarão em êxtase.

Com tudo isso eu creio que muita gente tem se despertado a tempo para contrapor à esse movimento corrompido e herege.

Estamos unidos na mesma luta contra tudo aquilo que vai além da palavra.

Que Deus continue te dando força para denunciar todo movimento contrário ao do Espírito Santo.

Deus te abençoe e um grande abraço!!!

carlos disse...

Paz do Senhor.Tenho 17 anos de Assembléia de Deus desde então vi poucas mudanças no meio do caminho.Uma das mudanças significativas,foi de uma preocupação com a palavra,mas são poucos os lideres que de fato manejam com integridade a escritura.No inicio de minha fé desejei fazer teologia e um irmão me exculachou,dizendo que quem faz teologia fica frio espiritualmente,é mole!Ainda bem que não dei ouvidos para tal absurdo.Tenho um sonho,pode soar meio estranho,de que um dia as denominações pentecostais reconhecerão suas falhas teologicas e promoverão uma parceria mais coesa com os irmãos tradicionais,a respeito de proclamação das escrituras,responsabilidade social.Buscar mais unidade nas convicções das escrituras,numa hermeneutica mais próxima da verdade,que sejamos unidos num só pensamento e num só parecer.Como Paulo perguntou,acaso Cristo está dividido".Paz e unidade.

Cristiano Silva disse...

Este é um problema que não existe só no pentecostalismo, e é bom ver irmãos como vocês que se opõem à isso; vendo vocês, ainda consigo dizer que "sou evangélico". Sou presbiteriano, e no meio reformado também existem líderes assim, infelizmente. Mas Deus é maior do que tudo isso, e Ele tomará as medidas necessárias para cuidar de sua Igreja. Eu creio nisso.

O atual estado da Igreja Evangélica/Protestante brasileira é um dos motivos que faz com que o Islamismo seja cada vez mais bem visto entre os jovens brasileiros. Afinal de contas, muitos ligam o termo "evangélico" com consumismo e dinheiro, e não com simplicidade, submissão, humildade e discernimento. É muito triste ver coisas assim.

God bless.

Anônimo disse...

Concordo. Principalmente na questão dos "louvores" letras que demonstram ódio nas pessoas e não amor. O SEU inimigo vai te aplaudir porque o anjo trouxe a sua vitória. Eles serão envergonhado e etc. Fico pensado será que não sabem que Jesus clamou que o Pai perdoasse os que não sabiam o que fazem, que Estevam fez o mesmo. Onde está o amor pelos homens? O nosso inimigo é o diabo.