terça-feira, 20 de outubro de 2009

Quatro dos mais importantes vereadores evangélicos de São Paulo são cassados

Marta Costa (Assembleia de Deus do Belém), Carlos Apolinário (Assembleia de Deus de Madureira), Carlos Alberto Bezerra Júnior (Comunidade da Graça) e Dalton Silvado (Igreja Presbiteriana) estão entre os trezes parlamentares cassados pela justiça paulista

A Justiça Eleitoral cassou trezes vereadores da cidade de São Paulo, nessa segunda-feira. Entre eles, estão aqueles que foram votados como representantes dos evangélicos. O juiz condenou esses políticos pelo recebimento de doações ilegais, advindas da Associação Imobiliária Brasileira (AIB), na campanha de 2008. Todos vão recorrer da decisão, porém, se mantida, os vereadores ficaram três anos inelegíveis.

O que alegaram os nobres irmãos? Perseguição do diabo? Perseguição da imprensa? Ou uma conspiração mundial? Esperamos que eles encontrem boas justificativas diante da justiça para mostrar a real inocência.

Segundo a justiça, a vereadora Marta Costa recebeu 180 mil reais em doações, Carlos Bezerra recebeu 100 mil, Carlos Apolinário recebeu 200 mil e Dalton Silvano recebeu 100 mil. A vereadora e cantora Noemi Nonato, um nome conhecido no meio pentecostal, foi absolvida do caso.

No geral, depois dos “sanguessugas” e “mensaleiros” evangélicos, é só lembra o chavão de Boris Casoy: Isso é uma vergonha!

10 comentários:

sandre disse...

É uma situação totalmente constrangedora, e o pior é que as igrejas e as pessoas que eles representam, ficam totalmente sem resposta e espantadas, pela politicagem que aqueles que se acreditam ser diferentes, não o são.

triste vergonha destes politicos que se dizem representar a igreja, e o pior serão as suas desculpas.

abçs

Victor Leonardo Barbosa disse...

Olá mano, andei um e-mail pra vc. D um respondida.

Um forte abraço!

Matias Heidmann disse...

isto é o retrato de nosso mundo evangélico brasileiro. ética e fé não andam juntos. porém a fé sem ética é uma fé diabólica e leva para condenação. a consciência foi cauterizada pelo pecado a tal ponto que estes cristãos não tem vergonha em se autodenominarem "servos de Deus".
Ainda deve ser mencionado que são poucos os vereadores que fazem algo pelo bem do povo e são apenas mais um centro de custo inútil em nossa estrutura política corrupta. Se pelo menos um destes "crentes" fosse profeta de verdade... Mas todos parecem se dobrar a babilônia da influencia e da grana.
Abraço,

Adriano Wink Fernandes disse...

Paz!
Se a corrupção campeia os bastidores evangélicos e instituições para-eclesiásticas quanto mais os poderes fora desses!
Estamos vivendo tempos difíceis. Falta verdadeiras personalidades impregnadas do temor a Deus como José, Samuel, Daniel, Hananias, Misael, Azarias (e olha que estes quatros estavam cativos em terra estranha!), Neemias, a grande juíza Débora... são tantos os nomes bílbicos.

Que Deus tenha misericórdia!
Adriano

Cristiano Silva disse...

Pessoas como estas que contribuem para que o nome de Deus seja difamado. É motivo de tristeza ver o retrato político brasileiro, e mais triste ainda quando os escândalos vem dos irmãos.

Seu blog é muito bom, está de parabéns! Não sou pentencostal, mas aprecio muito mesmo assim. Que Deus continue te abençoando.

Gutierres Siqueira disse...

É meu povo, a situação está feia...

Para quem não sabe, Carlos Alberto Bezerra Junior é filho do fundador da Comunidade da Graça. Marta Costa é filha do Pr. José Wellignton, presidente do Ministério Belém e da CGADB.


Segundo levantamento de 2008, Marta Costa tinha um índice de relevância na atuação política de apenas 10 %. Ou seja, pouquíssimo trabalho. As propostas de Marta Costa foram (até 2008):

- 1 proposta de batismo de logradouro (1 aprovada)
- 1 proposta de cidade irmã
- 2 propostas de datas comemorativas (2 aprovadas)
- 3 propostas de homenagens (3 aprovadas)

Ou seja, uma atuação vergonhosa.

Pior do que a atuação de Marta Costa, temos a do evangelista Carlos Apolinário, sendo apenas de 3,6%, com os seguintes projetos:

- 2 propostas de batismo de logradouros
- 1 proposta de data comemorativa
- 4 propostas de homenagens (4 aprovadas)

O índice de relevância de Carlos Alberto Bezerra Junior foi de 12,5%, também muito baixa.

Alex disse...

O negócio é o seguinte vote no irmão porque é irmão, não funciona!, creio que devemos votar em quem tem um um bom histórico político e boas propostas(possívéis de cumprir, legais, significativas, etc.) Creio que exista algum! só é dificil de encontrar! e veja o seguinte:
O que motiva um Crente em Jesus ingressar na política?
Quem os ensina a arte de "lutar pelos interesses da coletividade" e os seus frutos?
Devemos colhê-los (votar neles) novamente? Alguém tem as respostas?

Delculpe-me Gutierres e demais comentadores se minhas perguntas não trazerem uma reflexão relevante mais acredido os pontos que coloquei devam ser observados antes do voto.

*Gutierres Siqueira seu blog é excelente!8

Alex
Digitador, Cearense

Jefferson Holanda disse...

Isso é vergonhoso! São esses que respaldam aqueles que perseguem a Igreja e a ridiculariza.

Me envergonho disso!
Também mancham as instituições a que são ligados, AD Belém etc...

Anônimo disse...

A caçassão mostra claramente que, embora eleitos com um discurso de ética ou mudança, esses vereadores acabam por assimilar as práticas políticas reinantes nessa classe. Enquanto não se mudar os conceitos de participação política no meio evangélico isso vai perdurar por muito tempo.

Jefferson Holanda disse...

Já chego ao ponto de exagerar aconselhando: (“Evangélicos” entre aspas claro, façam o favor de não se candidatarem a nada em política e piorarem as coisas).

Porque o que temos visto é uma vergonha!!!