quarta-feira, 4 de novembro de 2009

Confusão e comunicação!

Há uma interessante história no livro Wittgenstein: The Man and His Philosophy, traduzido por Júlio Lemos, da Revista Dicta e Contradicta. Leia:

Um sábio chinês, em um passado longínquo, certa vez foi abordado pelos seus discípulos, que lhe perguntaram o que ele faria se lhe fosse concedido o poder de colocar em ordem os assuntos do país. Ele respondeu: “Eu certamente garantiria que a linguagem fosse empregada com correção”. Os discípulos ficaram perplexos. “Na verdade”, eles disseram, “se trata de um assunto meio banal. Por que o Sr. atribui tanta importância a isso?” E o Mestre replicou: “Se a linguagem não é empregada com correção, então o que é dito não é o que se quer dizer; se o que é dito não é o que se quer dizer, então o que deve ser feito permanece por fazer; e se permanece por fazer, a moral e a arte serão corrompidas; se a moral e a arte forem corrompidas, a justiça não funcionará; e se a justiça não funcionar, então o povo entrará num estado de confusão sem volta”.

Lendo essa pequena história, lembro da importância da linguagem. Deus usou a linguagem humana para comunicar, principalmente por meio da escrita. O desprezo por essa linguagem realmente só pode trazer confusão para o nosso meio, como os evangélicos no Brasil são um claro exemplo. Todos os nossos problemas se resumem na comunicação: Não ouvimos (Palavra) e nem falamos (oração). O nosso problema, repito, é comunicacional. Falta leitura, falta hermenêutica, falta exegese, falta espiritualidade. É o fim! É confusão!

Um comentário:

Cristiano Silva disse...

Ler o seu post me lembrou de uma passagem que li em Cartas de um diabo a seu aprendiz, de C. S. Lewis. Não tenho como pegar a referência exata de em qual página está, pois estou em viagem longe de casa, mas lembro que era uma observação que o diabo-professor fazia ao seu aluno, dizendo que o setor de linguagem do mundo diabólicos sempre ficava ocupado com a tarefa de dar outros significados para palavras já existentes.

(Se alguém se lembrar da passagem correta, e quiser compartilhar aqui, agradeço.)

God bless.