segunda-feira, 28 de dezembro de 2009

Por que é um erro publicar a “Bíblia de Estudo Dake”?

- Os erros de Finis Jennings Dake (1902-1987) não são meras questões secundárias, mas sim expressões de heresias perniciosas para o Corpo de Cristo. Aliás, a “Confissão Positiva” de Finis Dake é o maior mal da igreja evangélica no século XX.

- “Ah, existem muitas coisas boas nos escritos de Dake”. Podemos dizer o mesmo de Kenneth Hagin. Agora, vamos propagar Hagin? Jamais! Apesar das boas coisas, os modismos e heresias são perniciosos.

- As confusões de Dake com um assunto tão delicado como a Trindade, fez dela uma pessoa despreparada para escrever uma obra de ensino. Seus ensinos transparecem tantos enganos, que os toques de verdade acabam conduzindo para o erro. Assim como escreveu o teólogo pentecostal norte-americano Joseph Chambers:

A Bíblia de Estudo Dake é, sem dúvida, repleta de comentários questionáveis. Não é o material de leitura para jovens, novos convertidos ou ministros cristãos sem discernimento. Tem verdade apenas o suficiente para fazer o seu erro parece plausível e convincente. Ele certamente tem convencido uma série de pentecostais e neopentecostais contemporâneos. Ninguém diria que ele é singularmente responsável pela confusão teológica que estas igrejas estão cheias, mas nem ele deveria ser perdoado por sua parte. Muitas vezes, quando uma figura como Dake está morto, seu ensino se torna ainda mais poderoso e aceito. Homens e mulheres piedosos devem retornar para a simples Palavra de Deus de se desprender de figuras populares para fazer sua interpretação da verdade. A Bíblia irá interpretar a si mesmo se você: “Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. (II Timóteo 2.15).

- Uma obra fraca, cheia de erros doutrinários e de um simplismo absurdo... Ora, para que publicar tal Bíblia de Estudo quando existem tantos livros bons para serem publicados? Ora, posso indicar uma extensa lista de livros ótimos em inglês, de autores pentecostais, que ainda não foram publicados no Brasil, como The Charismatic Theology of St. Luke de Roger Stronstad. Por que perder tempo com essa péssima peça da literatura evangélica? Era melhor publicar Roger Stronstad, Gordon D. Fee, Donald Gee etc. Bons teólogos pentecostais que se adéquam e aperfeiçoam a teologia assembleiana.

- Finnis Dake era um especulador de primeira, fazendo conjecturas absurdas. Na versão original em inglês ele afirmou que Deus tem um corpo e mora no céu, que é um planeta físico: "A Bíblia declara que Deus tem um corpo, uma forma... e todas as outras coisas que constituem um ser ou uma pessoa como corpo, alma e espírito.. Heaven (em si é um planeta material com cidades, palácios, mobiliário, habitantes, condições de vida, etc.). " (Dake's Reference Bible: New Testament, 280). Ora, uma mente tão fértil como essa serve como um mestre da Palavra?

- Por último. A editora deveria tomar mais cuidado com parcerias. Ora, a CPAD com Editora Atos? A editora do pastor Gary Haynes é um exemplo de divulgadora de modismos nesse país, tais como “batalha espiritual” no estilo Neuza Itioka e a chamada “adoração extravagante”. Sugiro uma parceria com a Editora Vida Nova, pois essa ainda desfruta de credibilidade.

Algumas observações

Nesse texto não quero sugerir que exemplares da Bíblia de Estudo Dake sejam retiradas do mercado. Tudo isso não ajuda, mas alimenta ainda mais a confusão. O que quero discutir aqui nesse espaço o porquê do erro ao publicar uma obra como essa. E como lido acima, grande foi o equívoco de publicar a referida Bíblia de Estudo pela CPAD.

Ora, também não estou defendendo um Index Librorum Prohibitorum, ou seja, uma lista de livros proibidos. Creio que cada crente deve cultivar o discernimento, e ser capaz de ler qualquer coisa. Agora, o erro é uma editora dedicar tempo e dinheiro em uma obra tão desnecessária. Ninguém está proibido de ler Dake. Agora, não deveríamos recomendar Dake. A Bíblia de Estudo Dake só serve para a cabeceira da cama de Benny Hinn.

Nesse artigo não estou alimentando nenhuma “teoria da conspiração”, como se a editora publicasse uma obra herética com motivos escusos. Creio que foi um grande vacilo, mas com boas intenções. Agora, de boas intenções... A editora descuidou, e acabou publicando uma obra que não deveria. A melhor saída é parar com propagandas e não imprimir novas edições. Assim a CPAD manterá sua imagem de cuidadosa com a ortodoxia. E resgatando assim a imagem de uma editora que está a caminho de uma maior consolidação teológica. Em entrevista para o Blog Teologia Pentecostal, o Dr. Paulo Romeiro falou: “É bom lembrar que a CPAD tem publicado, nos últimos anos, excelentes obras por excelentes autores, respeitados também pelos irmãos de linha reformada. Creio que com isso, o pentecostalismo passa a contribuir para o fortalecimento do protestantismo no Brasil”. Que ela continue assim!

12 comentários:

carlos disse...

Paz do SENHOR irmão,eu diria que não só publicação espuria a CPAD deveria deixar de publicar não,mas deixar de tabelar preços altos,é dificil um leitor pobre como eu acompanhar esses preços elevados.

Robson Aguiar disse...

Fico feliz com o posicionamento do irmão. Quero convida-lo para participar do debate que está acontecendo no POINT RHEMA.
Sua contribuição será valiosa.

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro Gutierrez Siqueira,

A Paz do Senhor,

Parabéns pela sua postagem e grato pela sua participação lá no Point Rhema.

Se tiver mais alguma contribuição, no sentido de alertar principalmente os leitores leigos, será bem vinda.

Um gande abraço!

Pr. Carlos Roberto

Banda Philadelfia disse...

Ler a obra de Dake é uma coisa; agora produzir, propagar, distrubuir, recomendar, ...

Minha opinião é a seguinte:

Temos diversos blogueiros que tem se dedicado à apologética e, ainda assim, vemos cada lambança em alguns blogs... Aí eu me indago: Quem pode afirmar veementemente que a maioria dos crentes e jovens atuais estão maduros o suficiente para discernir a boa da má leitura? Até concordo que alguns estudantes assíduos da palavra e alunos de seminários teológicos estejam com o senso crítico bastante apurados (ainda assim fazem confusão em temas polêmicos), no entanto,. não percebo, nas ADs, uma preocupação visível para a apologética e observo que a minoria dos membros de uma igreja frequentam assiduamente a EBD, ocasiões onde os crentes aprendem e exercitam o seu poder de discernimento.

Como professor da EBD, classe dos Jovens, sempre procurei despertar um senso crítico nos tais em relação ao que leem e ao que ouvem. No entanto, sempre notei que predomina nas igrejas uma juventude um tanto alienada da palavra, que supervaloriza a experiência em detrimento da boa doutrina e busca uma fundamentação para aquela (em livros, enciclopédias, bíblias de estudos, Dvds). E parte desses jovens têm como referência uma série de pregadores popstars, através dos seus livros e DVDs. Às vezes, as discursõe ficavam calorosas, quando se tocava em erros, modismos, heresias desses formadores de opiniões.

Sempre defendi as publicações da CPAD, aconselhando os meus alunos:

- Pessoal, quando for comprar um livro, opte pelos publicados pela CPAD, pois esta é confessional e consulta o conselho doutrinário e apologético da CGADB, antes de lançar qualquer produto de leitura. Eles refletem o nosso credo, nossa teologia, nossa filosofia.

Agora eu fico imaginando nossa própria Editora propagando e distribuindo tal material.

Ressalto, ainda, que um livro é mais difícil de ser consumido por um crente que não tem hábito de leitura, no entanto, uma bíblia de estudo (considerando todo o marketing em cima do produto) sempre é uma novidade atraente para estes, que, muitas vezes, tem as notas do rodapé como uma verdade indiscutível.

francisco disse...

Otimas colocaçoes sobre a dake e suas baboseiras
Nao vejo problema a cpad publicar desde que coloque resalvas pelo conselho de doutrina
Seria muito importante o irmao entrar no debate com seus argumentos convicentes la no blog do pastor carlos roberto

Matias Heidmann disse...

Posso discordar da sua frase: "Aliás, a “Confissão Positiva” de Finis Dake é o maior mal da igreja evangélica no século XX."? Se este fosse o maior mal, a igreja ainda seria saudável e fiel a palavra (já que a confissão é encima da palavra, mesmo que algumas vezes mal interpretada). O maior mal da igreja evangelica é o crescente relativismo das verdades biblicas centrais. Sejam os teólogos liberais, sejam os "emergentes", sejam os neopentecostais pagãos... todos eles relativizaram o "Sola scriptura" e perdemos a nossa referencia de espiritualidade.
Quanto a Biblia Dake: é uma absurdo lançar uma biblia de ESTUDO cujos comentários foram escritos por alguem que é sectário e carece de instrução básica sobre a grandes verdades biblicas. Assim esta Biblia de estudo faz companhia a biblia do batalha espiritual do cerullo, outro ignorante (ou mal intecionado) em questões teologicas. Se a CPAD permite a si mesma descer a este nivel é lamentável: é ganancia ou ignorancia!
Para quem quer uma Biblia de Estudo boa recomendo: a biblia de estudo shedd (a mais antiga e única feita no Brasil). Esta é fiel ao texto biblico e não entra em assuntos polemicos (como fazem a Genebra e a Pentecostal).
Outra dica: NVI de Estudo.

Anônimo disse...

Não gostava do tempo em que a CPAD só publicava literatura pentescostal, isso dá uma idéia de exclusivismo, donos da verdade, e ainda existem hoje muitos obreiros que não podem ver ninguém com um panfleto dos TJs que já franzem a testa: "irmão(a), cuidado com o que vc tá lendo, cuidado". Ainda bem que a CPAD variou o cardápio. Mas parece que quando não é 8 é 80! Se antes não publicava nada dos outros, agora publica heresias?!!
Esse mundo tá de ponta-cabeça mesmo.
Será que questionar a Trindade impede de alguém ir pra o céu? Até agora não ví teológo algum explicar de maneira totalmente perfeita a pessoa e natureza de Deus e sua encarnação. Essa questão de Trindade já existia nos tempos primitivos da Igreja? Jà havia esses debates? Os irmãos primitivos perderam a salvação por causa de questões teológicas, por que não tinham conhecimento técnico de teologia?

Júnior

Leandro Araujo disse...

a CPAD conseguiu o maior vexame de publicação na literatura evangélica brasileira...

conseguiu publicar obra que é anatemizada por sua outra própria publicação... santas barbeiragens, Batman!

e ainda mandou gente embora por causa disso??!!

Será que o que foi gasto na publicação desta "bíblia de Estudo" (+1 por sinal) não daria para construir um Instituto Bíblico em algum lugar do Brasil???

ahhhh, mas instituto bíblico não dá dinheiro, né??? que coisa!

Matias Borba disse...

Gutierres amado,
Graça e Paz!

Parece que meu blog voltou a respirar, rsrs!!

Quanto ao seu texto sobre essa Bíblia, concordo e assino ele todo!

Para mim, um erro, não pode ser defendido nem pode se tentar justificá-lo, ao erro, se reconhece, arrepende-se e repara-se o tal erro, fazer apologioa ao erro é um outro erro ainda mais grave.

Se investirão muito na publicação de uma Bíblia que nada tem a ver com nossa denominação, então amado, terão que, infelizmente, repito, infelizmente, sofrer o dano, a falta d vigilânia nos traz danos, isso faz parte do curso da vida.

Deus te abençoe, feliz 2010, abraço!

Laudinei disse...

Sendo uma editora ligado a uma denominação é um absurdo publicar algo com doutrinas anti biblicas e contra a teologia defendida pela propria igreja.
A maioria do povo não tem senso critico, não sabe discernir e preferem "comprar" tudo pronto.
Portanto qualquer beneficio qie tal obra pode gerar a um estudante maduro das escrituras não é comparavel a destruição que podera gerar aos neofitos ainda mais sob a "benção" da denominação.
Eu não apenas creio que a CPAD não deveria publicar tal obra como deveria publicar algo combatendo as heresias ali contidas e ensinando a verdade biblica. ( deveria fazer isso com qulaquer obra heretica publicada no pais)


Abrações

Laudinei
exemplobereano.blogspot.com.br

Pr. Douglas Araújo disse...

Paz do Senhor. Gostaria muito de publicar uma Bíblia de estudo, mas não tenho condições ou patrocínio para tal. Que recomendações poderiam me dar?

Pr. Douglas Araújo disse...

Paz do Senhor. Gostaria muito de publicar uma Bíblia de estudo, mas não tenho condições ou patrocínio para tal. Que recomendações poderiam me dar?