quinta-feira, 11 de fevereiro de 2010

Vamos ter senso de humor!

Cada vez são mais frequentes as críticas aos blogueiros que utilizam o humor. Não uso esse expediente, portanto não legislo em causa própria ao escrever este artigo. Tirando os textos que apontam os exageros, vejo que boa parte dos blogueiros estão simplesmente sem senso de humor. Há muita gravidade nesse estado de espírito. Pois ao criticarem esses blogs muitos mostram uma aversão pela leveza.

O “não me toque” contaminou a blogosfera. Se recebo uma crítica logo penso que as pessoas me odeiam. A paranoia de perseguição tomou de conta. Não é de hoje que observo isso. Nesses três anos que escrevo em blog já vi dezenas de debates. Todos importantes. Mas sempre havia quem levasse a discordância para o pessoal.

Neste momento, certamente alguém que leu os dois primeiros parágrafos já pensa: “Ele está falando de mim”, ou “ele escreve sobre fulano”. Não meu povo! Tais pensamentos já mostram o sentimento da defesa infantil. Quando escrevo isso lembro da minha infância, dos debates na faculdade e também da blogosfera.

É hora de encarar as críticas com humor

Quem acompanha este blog sabe que as críticas mais duras foram publicadas. Alguns criticam, criticam, criticam, mas depois também sabem reconhecer quando acham um texto bom. Não levo nada para casa, pois sei que aqui é um mundo virtual, e as letras soam sempre mais violentas do que o som de uma voz. Com exceção daqueles que xingam ou apelam pelo anonimato covarde, todos encontraram espaço para a sua opinião. Aliás, só mantenho o anonimato, pois muitos leitores não possuem perfil no Google.

É necessário bom humor, paciência e disposição para receber críticas contundentes ao se expor em uma mídia social - seja ela televisiva, radiofônica ou cibernética. Quem sempre apela para a seriedade e leva a ofensa para casa, acaba causando problemas para si, pois ou apela para o ataque ou sempre se esconde na defesa infantil. Ora, somos ou não novas criaturas? Vamos viver como velhos homens?

Quando alguém sorrir de você, sorria com ele (e não dele). - “Ah, vou parecer um idiota”. Que pareça! Talvez esse seja um dos sentidos de “dar a outra face” ao agressor. Tomara que as críticas venham; que os blogueiros satíricos se expandam e que o Reino de Deus cresça em nossas vidas. O inglês G. K. Chesterton dizia que a prova de uma boa religião é quando se pode rir dela. Parafraseando o romancista, a prova de um bom blogueiro cristão é quando se pode rir dele.

No politicamente correto, as palavras são medidas com um extremo cuidado para não atingir os adeptos do “não me toque”. Sejamos livres dessa praga.

17 comentários:

Danilo Fernandes disse...

Vou levar este para lá!

Abraços mano!

Philadelfia - Evangelismo e Louvor disse...

Belo texto!

Há algum tempo deixei de comentar no diário de um blogueiro exatamente por seu amargo temperamento. Ele sempre estava em posição defensiva. Parecia que encarava qualquer questionamento ou discórdância como uma ameça, uma afronta.

Ora, acredito que todo blogueiro tem a intenção que os internautas visitem seu espaço virtual, leiam seus textos e elogiem, opinem, sugira, discordem, critiquem - essa é a parte que cabe ao leitor. Se cabe a réplica, que esta se aplique, mas, ainda assim, deve-se ser feita com equilíbrio, respeito, senso de humor, prudência, ponderando sobre os assuntos discutidos, afinal, seja o leitor respeitoso, ético, educado ou não, é um leitor que acompanha seus textos, ou seja, te dão "ibope" (e não me venham dizer que não se importam com a sua audiência - ninguém quer escrever em vão). Tanto que o resultado de uma seleção de postagens tem sido bons livros - alguns deles transformaram-se até em best sellers.

Então, o bom senso é essencial ao blogueiro.

Daladier Lima disse...

Estva preparando uma sátira, que seria bem longa e envolveria os blogueiros mais conhecidos. Aí estourou a Dake e eu pensei: Se num assunto corriqueiro as pessoas reagem mal, imagina num texto de humor? Adiei!

Muitos blogueiros replicam aqui o ambiente vivido na igreja e na família deles: hermético, persecutório e sem graça.

Gutierres Siqueira disse...

Pessoal, lembro neste espaço uma frase de Margareth Tatcher:

"Ninguém pode fazer você se sentir mal, sem sua autorização"

Robson Aguiar disse...

Muito legal esse texto.

Acho que ser equilibrado é levar as críticas "na esportiva" como falamos aqui em meu Estado.

Depois, quem escreve ao publico, se expõe a ele. Logo, não há como evitar críticas. Afinal nem só de elogios vive o blogueiro. (risos)

carlos disse...

Gutierres Paz.Eu já fiz criticas à alguns blogs que usaram o humor em demasia,porque tem coisa que não tem graça nenhuma.Acho que um bom humor é legal,no entanto humor escrachado,que desmoraliza uma pessoa,não vale a pena.

Leonardo Gonçalves disse...

O pior de tudo é que os que mais reclamam do uso do humor e da ironia são justamente aqueles que, muito comumente, utilizam estes recursos como ferramenta literária.

A blogosfera está cinza... parda... E cooperam com isso aqueles que querem emoldurar a arte da contestação.

Abraço.

Luciano Júnior disse...

A Paz do Senhor! Parabéns por esse Blog, que é muito útil para a edificação de vidas. Visitem o meu também, e sigam ele:
http://bondososalvador.blogspot.com/
Que Deus abençoe vocês!
A Paz do Senhor!

Ciro Sanches Zibordi disse...

Olá, Gutierres!

Eu sou o editor do [Blog do Ciro] e quero interagir com você! Risos.

Como conversamos por telefone, há grandes verdades e grandes mal-entendidos na blogosfera em parte cristã. Eu estou acrescentando o "em parte" de propósito, pois constatei que nem todos da tal blogosfera podem ser considerados verdadeiramente cristão. Nesse caso, É UM DIREITO QUE ME ASSISTE (risos) chamá-la assim.

Bem, inseri um comentário "naquela" postagem, a fim de esclarecer que eu me dirigi de modo contundente a um jovem (menos jovem que você, mas ainda jovem), pseudo-intelectual, "pentecostal" (isto é, a despeito de se considerar um bom teólogo, é também apreciador de "moveres" diversos, morador da região Centro-Oeste, etc. Ele inclusive já me respondeu sob anonimato com a mesma "cortezia" de sempre...

Outrossim, estou aproveitando este espaço para me dirigir exclusivamente ao irmão sobre o mal-entendido mencionado, bem como parabenizar-lhe por esta boa postagem. Aliás, eu já havia feito menção positiva dela por telefone.

Um grande abraço.

CSZ

Gutierres Siqueira disse...

Danilo,

Parabéns pelo trabalho de humor contra as heresias.

Gutierres Siqueira disse...

Elias,

Sempre com bom senso e respeito podemos ser edificados com rico e também longos debates. Aliás, o cristianismo é debate puro em toda a sua história.

Gutierres Siqueira disse...

Daladier,

Infelizmente muita gente leva a sério qualquer coisa. O povo está muito amargo. Mas isso pode melhorar, eu creio.

Gutierres Siqueira disse...

Robson,

É "na esportiva" que muitas vezes podemos aprender um com o outro.

Gutierres Siqueira disse...

Carlos,

Realmente há os exageros. Mas daí até duvidar da salvação desses blogueiros, como alguns fizeram, já é demais.

Gutierres Siqueira disse...

Leonardo,

Também parabéns pelo trabalho no Púlpito Cristão, que usa o humor para combater heresias.

Gutierres Siqueira disse...

Luciano Junior,

Obrigado pelas palavras de incentivo.

Gutierres Siqueira disse...

Pr. Ciro,

Parabens pelo trabalho que une humor com apologética. O senhor é um dos pioneiros e tem feito um bom trabalho.