domingo, 2 de maio de 2010

Oração drive-thru

Edir Macedo exorcizando uma mulher em Porto, Portugal (2004/ Visão)

Você que gosta de pedir um Big Mac no drive-thru do McDonald`s certamente se beneficia das facilidades. Sem sair do carro, é possível facilmente solicitar o lanche para a atendente e depois retira no guichê logo à frente. Pois bem, que tal pedir uma oração no drive-thru? Sim, você não leu errado, pois já existe essa modalidade de “oração”.

O jornal
Folha de S. Paulo deste domingo traz algumas reportagens sobre a internacionalização da Igreja Universal do Reino de Deus (assinantes leiam aqui). O jornal informa que no Texas (EUA) a igreja do Edir Macedo lançou o “prayer drive-thru” (oração dentro do carro). "Segundo o noticiário local, a ideia surgiu porque poucas pessoas andam a pé em Houston. Os interessados entram no estacionamento do templo, preenchem uma ficha com seus problemas e, na parada seguinte, um pastor faz uma oração relacionada ao assunto e convida os ocupantes do carro a visitarem a igreja", comenta a repórter Janaina Lage, correspondente do jornal em Nova York.

Quanta criatividade, hein?! Assim a Igreja Universal se mostra cada dia mais parecida com uma empresa multinacional que vende lanches rápidos. A mercantilização da fé é cada vez mais evidente. Deus é visto como o mercador. A oração como um balcão de pedidos. Comunhão? Compromisso evangélico? Oração como devoção a Deus? Isso não existe. Aliás, já não pode ser chamada de igreja.

O pastor que não leu a Bíblia

Ainda na série de reportagens, o jornal mostra a história do pastor Antonio Tony, natural de Cabo Verde e missionário em Genebra, na Suíça. Antonio assim falou sobre sua intimidade com a Bíblia: “Nunca li a Bíblia toda. É porque, se você sabe algumas coisas, já dá para entender tudo”. Não é à toa que as doutrinas da Igreja Universal do Reino de Deus passam longe das Sagradas Escrituras. Um amigo meu, ex-membro da IURD, me disse que nunca foi incentivado a ler a Bíblia naquela dita igreja.

Serra e o congresso de missões dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH)

O “Estadão.com.br” informa que o pré-candidato do PSDB, José Serra, participou ontem do 28º Congresso de Missões dos Gideões Missionários da Última Hora, em Santa Catarina. O tucano até citou um versículo bíblico, além de elogiar a atuação dos evangélicos nos projetos sociais. Além de Serra, havia vários políticos prestigiando o evento.

Pois bem. A festa já começou. No início do ano a pré-candidata do PT, Dilma Rousseff, já tinha participado de um evento na Assembleia de Deus do Belenzinho em São Paulo (SP). Agora, Serra vai até o evento das gritarias. Em todos os lugares os pastores dão espaço para políticos efetuarem suas propagandas. Quando os pastores, principalmente os pentecostais, vão aprender que um político visitante deve ser apenas um visitante, e não um dos “pregadores” da noite?

Um comentário:

Gutierres Siqueira disse...

SAIU NO "O GLOBO" DE HOJE:

Ex-governador afirma que caravanas não são para plataforma eleitoral

Garotinho alega que cantores têm o direito de falar o que quiserem

O pré-candidato ao governo do Rio pelo PR, Anthony Garotinho, nega que a Caravana Palavra de Paz, promovida pela Rádio Melodia, tenha plataforma política para beneficiá-lo nas eleições de outubro.
- Esse evento existe há vários anos. Os cantores podem falar o que quiser. Eu não
pedi voto a ninguém. Nós apenas louvamos contra a prática do homossexualismo e
não contra os homossexuais. É uma prática condenada pelas igrejas católicas e evangélicas. Em relação aos políticos, digo que todos os partidos são convidados,sem discriminação.

O ex-governador diz estar sendo perseguido: - A Palavra de Paz é uma empresa. Não há dinheiro público envolvido. Esta semana, o Lindberg (Farias, pré-candidato ao Senado pelo PT) estava no palanque
do Cabral. O que ele estava fazendo lá? Estou sendo perseguido.
Mas, durante as caravanas, o pré-candidato do PR lista aos fiéis as supostas obras realizadas em sua administração:- Vocês sabem o que eu fiz por Jardim Esperança? Era o bairro mais pobre de Cabo
Frio. Eu asfaltei, levei água e tratamento de esgoto.

Kleber Lucas: chaves do Rio estão com Garotinho

Em outro trecho dos shows, a cantora gospel Beatriz enaltece Garotinho: - Deus disse que você (Garotinho) vai ser o governador e eu creio nisso. O nosso Deus vai reinar no Rio. O músico Kleber Lucas diz que "as chaves do Rio" estão com o ex-governador:
- As chaves do Rio estão com Garotinho. Vocês têm a chave da vitória. Está chegando a hora de ele voltar.

Gabeira preferiu não responder aos ataques de Garotinho. O deputado, no entanto,confirmou ser a favor da união civil entre homossexuais:
- Não é mentira. Eu defendo. Houve até um avanço na legislação brasileira. A Justiça entendeu que casais (com o mesmo sexo) podem adotar crianças.

O governador Sérgio Cabral não quis comentar o caso. A direção da Rádio Melodia não retornou as ligações.
Garotinho tem dois programas diários nas rádios Melodia e Manchete. Os programas são retransmitidos para 60 rádios no estado. Neles, o pré-candidato
distribui dinheiro para os ouvintes que acertarem perguntas relacionadas à Bíblia. Os valores chegam a R$500 por participante.

O ex-governador atua ainda em cultos da Assembleia de Deus, que já teve a presença da mulher, a prefeita de Campos, Rosinha Garotinho (PMDB), e do pastor Manoel Ferreira, pré-candidato ao Senado pelo PR. (Cássio Bruno)