quinta-feira, 14 de outubro de 2010

Me engana que eu gosto!

Caro leitor, leia duas notas que saíram no jornal "O Estado de S. Paulo", na edição desta quinta-feira, sobre o encontro da candidata petista Dilma Rousseff com alguns líderes evangélicos (?), como Manoel Ferreira e Marcelo Crivella. O primeiro texto é da comentarista política Dora Kramer e o segundo do jornalismo Marcelo Auler. Comento no final.

1. Sinuca

Os líderes religiosos exigem de Dilma praticamente um rompimento público com causas caras ao PT - casamento entre homossexuais e descriminalização do aborto, entre outras - quando pedem que ela divulgue uma carta aberta se comprometendo a não mexer com esses assuntos. Se for preciso, o partido aceitará calar até a eleição, mas é difícil acreditar que aceite a situação, uma vez ganha a Presidência. Inclusive porque é o presidente do PT quem chama de "medieval" o debate dos temas de caráter religioso.

2. Ministro afirma que Plano de Direitos Humanos não muda

Depois de classificar a campanha política como "momento de fundamentalismo, regressivo, medieval do processo eleitoral brasileiro", o ministro-chefe da Secretaria Especial de Direitos Humanos, Paulo Vannuchi, afastou a possibilidade de mudanças no 3º Plano Nacional de Direitos Humanos para atrair o voto evangélico para Dilma Rousseff, como sugeriu o ex-governador Anthony Garotinho (PR). "O programa já teve alterações", disse Vannuchi. "Isso não trará prejuízo para a campanha."

Comento:

Pelo jeito, só o Manoel Ferreira acredita no petismo pró-vida como ele acredita no Reverendo Moon. O ministro Paulo Vannuchi deixou bem claro que não mudará de ideia. O PT mandará que figuras históricas, como a feminista Marta Suplicy, promova uma guinada conservadora? Sei, acredito! Ah, por que Marcelo Crivella está lutando contra o aborto se o seu chefe é a favor?

Ok, quem quiser acreditar no petismo pró-vida, antiaborto e a favor "dos valores familiares" pode acreditar, mas eu ainda acho que o Papai Noel tem mais credibilidade.

10 comentários:

Cidinha disse...

Vale um "Me engana que eu gosto 2"?
então tá .

Daniel disse...

E que tal o Serra que afirmou ser a favor da união civil homossexual?

http://br.noticias.yahoo.com/s/14102010/25/politica-serra-diz-favoravel-uniao-civil.html

Depois vem dizer que "não é cristão de última hora"...

Gutierres Siqueira disse...

Daniel,

Não há nenhuma novidade nessa posição do Serra. Já escrevi sobre: http://teologiapentecostal.blogspot.com/2010/10/ainda-sobre-as-eleicoes.html

Geraldo Vieira disse...

"Me enga que eu gosto" deveria ser o titulo dessa papagaiada que os evangelicos(não todos) estão deixandoi-se levar.

A filha de um líder das Assembleia é suplente do Senador Aloisyo Nunes(PSDB). Será que o Gutierres sabe???

Serra ganhando, Aluisyo vira ministro e quem assume em seu lugar??? É óbvio né Gutierres....

Os interesses que estão por trás dessa papagaiada de manipular muitos evangelicos são outros, ingênuo Gutierres...

Eu prefiro votar nulo, pois sou evangelico há 9 anos, e não aceito ser feito massa de manobra.

Gutierres Siqueira disse...

Geraldo,

Um cara que acredita em conspirações e ainda me chama de ingênuo.

Fico imaginando toda essa mobilização contra a Dilma em parte do meio evangélico como uma conspiração do JW para que sua filha seja senadora, hahaha! Ingênuo é quem?

No caso da vitória de José Serra, será muito difícil que ele nomeie Aluísio Nunes como ministro. Simples, ele terá que ter homens fortes no Senado, já que a base aliada do atual governo terá maioria.

Mesmo que isso acontecesse, quem iria assumir é o PRIMEIRO suplente Airton Sandoval (PMDB). Marta Costa (DEM) é a segunda suplente.

E se você lesse o meu blog, antes de falar, veria que já tratei de interesses familiares de alguns líderes evangélicos.

Ricardo Leite disse...

Olha o que achei no site do Partido verde (da Marina Silva)

http://www.pv.org.br/interna_programa_cap7.shtml

7 - Reprodução Humana e Cidadania Feminina

1. Uma política de reprodução humana deve levar em conta a necessidade de estabelecer um sistema efetivo e democrático de acesso às práticas e técnicas de planejamento familiar livre e informado, que se baseie na contínua educação de homens e mulheres para a contracepção e o combate às DST's/AIDS.
Constituem elementos para essa política:

...

g) legalização da interrupção voluntária da gravidez com um esforço permanente para redução cada vez maior da sua prática através de uma campanha educativa de mulheres e homens para evitar a gravidez indesejada.
Ou seja a Marina está em um partido que é a favor da legalização do aborto, e ela era a candidata preferida dos evangélicos.

Greice Amorim disse...

Irmãos, Dilma e Serra em assuntos como Aborto, casamento entre homossexuais e outros tantos que nós cristãos somos contra, eles pensam praticamente iguais. O Sr. Serra estava com a eleição perdida e num ato de desespero viu nesses assuntos polemicos que envolvem religião uma ultima cartada de levar a eleição para o segundo turno, e como deu certo está se pagando de cristão, contra isso e aquilo. Irmãos parem de se enganar. Esses politica anticristã do aborto, casamento homossexual entre outras, ainda não foram legitimadas não pela força dos evangélicos mais pela força dos Católicos que tem se levandado e batido de frente contra isso.

Dilma ou Serra, sei lá ainda estou em dúvida, mas nós devemos orar para que Deus nos ajude.

Em Cristo

CRistiano Amorim - Criciuma - SC

João Emiliano disse...

Conheço um que gosta de ser enganado e por isso de enganar: Samuel Câmara, aliado da Dilma e líder da primeira Assembléia de Deus, no mundo, a Igreja-mãe de Belém do Pará. Samuel Câmara que é aquele que eu chamo de pastor esquizofrênico, o pastor sabonete, confuso e que adora confundir os outros. O pastor subversivo a Cristo ou o cara do sim, não e não, sim. Ele gosta de ser enganado, certamente.

Excelente post, caro mestre Gutierres, meu irmão eleito de Deus. Vale um "Me engana que eu gosto II", sim!

Soli Deo gloria!

jurandir alves disse...

Caro Gutierres,
Parece que as pessoas confundem exposicao de valores cristaos basicos com campanha politica em favor deste ou daquela. Certamente nao e fato novo, politicos descumprirem promessas de campanha ate mesmo com a mao sobre a Biblia. Metaforicamente o PT e raposa encumbida de cuidar do galinheiro Brasil. A Igreja Crista tem o papel de por sal nesta salada de progresso do ser humano, degradando a moral minima.

Daniel disse...

Não acredito devamos orar neste momento, devemos é votar! Afinal, só será eleito aquele que obtiver a maioria dos votos, não é?

Votando é que engaveta o PNDH-3, e outras investidas do PT.

Se Serra, com sua vida pública, feita vencendo eleições é ruim, imaginem Dilma, que não fora eleita nem pra síndica de prédio.


Aliás, quem é Dilma? Senão uma invenção do Lula, para substituí-lo já que o preferido dele fora chamado pela CGU de chefe de quadrilha?!

Anular o voto ou votar em branco, é jogar fora uma grande chance de mostrar que as camapanhas pelo voto direto valeram a pena.

Gostaria de ver a reação destes que dizem que votarão em branco ou nulo, se não tivessem a liberdade do de votar, ou se as eleições fossem descadamente manipuladas.


Certamente estariam protestando? Não sei. Talvez não.