quinta-feira, 11 de novembro de 2010

Pastores que matam ovelhas!

Li recentemente que mais de 50% dos pastores brasileiros, segundo uma pesquisa, NUNCA leram a Bíblia completamente. Eu, pessoalmente, já ouvi dois pastores confessarem que nunca tinham lido a Palavra de Deus de capa a capa. Ou seja, um pastor que é ministro da Palavra (ah?) não tem intimidade com ela!

Pois bem, imagine um médico que não sabe ler uma receita. Imagine um engenheiro que não sabe ler uma planta. Imagine um mecânico que não saber avaliar os defeitos de um carro. Imagine tudo isso... Sabe o resultado que pode sair no final? Morte! Um remédio errado, um prédio mal construído, um carro não ajustado... Tudo isso pode provocar mortes em graves acidentes!

Pastores sem intimidade com a Bíblia matam as ovelhas espiritualmente! Contam histórias, falam testemunhos, enganam com piadas, mas NADA de Palavra! As pessoas estão sedentas da PALAVRA. Uns falam em costumes, outros recontam mil vezes o seu testemunho, outros ainda chamam “amigos pregadores”, mas nada falam das Sagradas Escrituras!

A “santa preguiça” é a principal causa dessa tragédia!

A profecia de Amós já está se cumprindo:

“Estão chegando os dias”, declara o SENHOR, o Soberano, “em que enviarei fome a toda esta terra; não fome de comida nem sede de água, mas fome e sede de ouvir as palavras do SENHOR. (Am 8.11 NVI)

12 comentários:

Pr. Carlos Roberto disse...

Caro amigo Gutierrez Siqueira,

A paz do Senhor!

Que triste realidade constatada em seu blog.

Que o Senhor tenha misericórdia da nossa geração.
Façamos a nossa parte!

Um grande abraço!

Seu conservo,

Pr. Carlos Roberto

Edinelson Lopes disse...

Temos uma publicação chamada MEU POVO MATA POR FALTA DE CONHECIMENTO é uma história interessante, que é na realidade, fruto também deste tipo de pastores.

É fácil ficar fazendo firula e piruetas durante duas horas, com gritos e acenos que apontam para o homem e não para Deus.

Há alguns anos, as igrejas pentecostais eram as barulhetas, mas apontavam para a salvação em Cristo, hoje há barulho, muito mais barulho, mas apenas isso, no fim do barulho, fim do espetáculo.

Leia lá a publicação, é interessante e faz pensar.

Edinelson Lopes
SIGA O MESTRE

www.gloriosojesusblogger disse...

Na verdade querido, essa realidade vivenciada,não é só de pastores! O povo atualmente, não mudou, diz ser seguidor de Jesus,porém com os pés no mundo, ou seja vivemos como se estivéssemos no deserto com saudade das cebolas do egito!

Charlles Oliveira disse...

Saudações,

É a realidade de muitas igrejas aqui do interior do Nordeste.

Peço autorização para reproduzi-lo na íntegra, citando a fonte, claro!

Pb. Charlles Oliveira

ROBSON SILVA disse...

Paz, nobre amigo e companheiro. Quanto tempo... Já estou com saudades daquele banquete que participamos juntos... Lembra?

Bem, no que se refere ao vosso texto, tenho que concordar ipsis literis com o mestre Pr. Carlos Roberto: "Que triste realidade".

Indubitavelmente, esses 50% ou mais nunca ou muito foram frequentadores da EBD; não adquiriram o hábito da boa leitura; não tiveram suas vidas transformadas pela Palavra; e pior, se não todos, boa parte destes foram consagrados por pastores iguais ou piores que eles...

Cumpre-se, então, o que Jesus ensinou:

"Acautelai-vos, porém, dos falsos profetas, que vêm até vós vestidos como ovelhas, mas, interiormente, são lobos devoradores.

"Por seus frutos os conhecereis. Porventura colhem-se uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos?

"Assim, toda a árvore boa produz bons frutos, e toda a árvore má produz frutos maus.

"Não pode a árvore boa dar maus frutos; nem a árvore má dar frutos bons.

"Toda a árvore que não dá bom fruto corta-se e lança-se no fogo.

"Portanto, pelos seus frutos os conhecereis." (Mt 7:15-20)

Que o Senhor tenha misericórdia de nós.

Abraços,

Em Cristo, nosso Mestre por excelência,

Robson Silva
PPA

Em tempo: constatei que o PPA não figura nos blogs recomendados pelo amigo... É de propósito, Oh Gutierrez Siqueira, que fazes assim com os amigos? Rssss!!!

claudiopimenta disse...

tem tambem o matam com seus discrusos de va filosofia com seus aneis nos dedos como o manoel ferreira junto com o reverendo moom
o malafaya com suas palavras torpes
entre outros

Valter Borges disse...

O outro lado da moeda!
Embora, a realidade apresentada nesta postagem vigore na atualidade, onde, infelizmente, assim como existem maus profissionais em todas as áreas, também existam maus pastores, enfatizo afirmar que, essa estatística não pode ser descontextualizada.
Há de se considerar que, já foi muito pior.
No início do pentecostalismo no Brasil, por exemplo, a maioria dos pastores ou não eram alfabetizados, ou eram analfabetos funcionais, tinham dificuldades, na verdade; entretanto, eram sinceros e tementes a Deus, e, principalmente, resposáveis. E a obra crescia!!
Com o avanço do crescimento da igreja foram necessárias melhorias na educação teológica, e o desenvolvimento veio com novos seminários, instrução, etc.
Então prefiro analisar que, se 50% dos pastores nunca leram a Bíblia capa a capa, existem outros 50% dos pastores que já a leram (que alívio!).
Se analisar a estatística historicamente, portanto, temos que o copo não está "meio vazio", mas, "quase cheio".
Quero crer que daqui a 20 anos, teremos a proporção dos não-leitores da Bíblia diminuindo de 50 para 30, 20, 10%, pois a própria igreja está exigindo cada vez mais dos pastores. E isso é bom!
O povo de Deus está mais exigente, então precisamos entender que há crescimento.
Agora, seria inconcebível que igrejas que tradicionalmente são exemplos de educação teológica existirem pastores que nunca leram a Bíblia de capa a capa, e, informo que, existem teólogos que nunca a leram. Aí sim, considero um retrocesso!
É que como as igrejas pentecostais cresceram grandiosamente, a crítica a elas são maiores, mas ninguém considera seu histórico.
Portanto, deveríamos exclamar!
"Graças a Deus, 50% pastores já leram a Bíblia de capa a capa!, e incentivar esse crescimento!

ROBSON SILVA disse...

Voltei só pra corrigir uns errinhos de digitação no 3º parágrafo que podem confundir o leitor...

"Indubitavelmente, esses 50% - se não mais - nunca (ou muito pouco) foram frequentadores da EBD. Não adquiriram o hábito da boa leitura. Não tiveram suas vidas transformadas pela Palavra. E pior: boa parte destes - se não todos - foram consagrados por pastores iguais ou piores que eles..."

Abraço

Gutierres Siqueira disse...

Robson, a paz!

Valeu pelo alerta. Preciso atualizar essa lista, pois alguns blogs recomendados nem existem mais!

Abraços

Anônimo disse...

Caro Gutierrez,
A Paz do Senhor!
Esta é uma triste realidade que vivemos nestes dias. Para a grande maioria dos pastores que convivo, o interesse pessoal tem prevalecido sobre os interesses do Reino. A máquina administrativa das Igrejas garante pomposos salários, o que para eles é o suficiente; O resultado é o triste abandono das ovelhas que carentes de visita e acompanhamento pastoral, prosseguem doentes até ser alcançadas pela morte espiritual. Que Deus se compadeça destes pastores, ao aplicar-lhes seu justo Juízo.

Matias Borba disse...

Prezado Gutierres,
A Paz do Senhor!

Conheci um Evangelista por nome de José Luzia, o qual dormiu no Senhor este ano, ele era daqui de Recife, e dizia ter lido a Bíblia em toda sua carreira ministérial, umas nove ou dez vezes (ouví ele dizer isso a uns anos atrás, e sei que este número aumentou bastante). Muitos não acreditavam nisso, e muitos obreiros diziam que isso poderia ser até mesmo impossível.

O tempo foi passando e a diabetes começou a afetar gravemente sua saúde, de forma que ele perdeu sua visão. Mas, mesmo sem a visão, ele dava um ensino no culto de doutrina para a igreja, que nos deixava de boca aberta.

As citações de versículos, textos completos, passagens Bíblicas surgiam em sua mente naturalmente, ou seja,a Palavra além de estar em seu coração, estava gravada na mente, isso pelo fato da muita leitura. Em 13 anos de minha Fé em Cristo, te confesso que foi um dos poucos que de fato liam a Bíbia e tinham íntimidade com ela.

Hoje as pessoas não ligam pra o que a Bíblia diz, eles apenas falam de Deus como se ele fosse um ser passageiro, compromisso e itimidade com sua Palavra é coisa dos crentes antigos.

Parabéns pelo texto, Deus te abençoe!

alvaro disse...

realmente, que realidade triste!!!