segunda-feira, 14 de novembro de 2011

A Rede Record e esse tal “jornalismo verdade”? E o movimento do “cair no Espírito” é de fato um escândalo!

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Sou formado em jornalismo, mas nunca atuei na área. Se eu pudesse voltar no tempo eu teria entrado em uma faculdade de economia. Com uma graduação em Ciências Econômicas estaria certamente mais confortável. Agora sou obrigado a fazer outra graduação para “direcionar a carreira”. Mas a faculdade de jornalismo abriu um leque de informações importantes para a minha formação. Ela não foi inútil. E foi uma faculdade que fiz com prazer.

Por que escrevo isso? Ora, isso porque na faculdade lembro de uma garota que era estagiária na Rede Record. Não esqueço de um comentário dessa colega, pois ela disse que tinha vergonha da emissora em que trabalhava. E logo lembrei do slogan “jornalismo verdade” ostentado pela emissora. Será que esse jornalismo é tão qualificado?

Qualquer veículo de informação não é totalmente isento. A imparcialidade no jornalismo é um mito. Nenhuma revista, emissora de TV ou rádio, portal de internet, blogs e qualquer mídia age com imparcialidade. O motivo é simples: o jornalismo é feito por pessoas e pessoas são parciais. Mas o bom jornalismo, apesar de conhecer o mito da imparcialidade, deve buscar na sua parcialidade a verdade, os fatos e a fiel descrição dos acontecimentos.

O jornalismo da Rede Record está muito preso aos desejos de vingança do chefão. É claro que o “cair no Espírito” é uma falsa doutrina, mas é um fenômeno bem antigo. Então, por que somente agora a Rede Record teve interesse pelo tema? A linguagem da reportagem traz a ideia que o movimento é recente, porém essas meninices já têm mais de duas décadas. O motivo? Uma forma de combater a Ana Paula Valadão, que é adepta do “cair no Espírito” e a uma contratada da gravadora Som Livre. A apologética do Edir Macedo só tem uma motivação: dinheiro, dinheiro e dinheiro!

Escândalo!

Mas convenhamos: o Edir Macedo e o seu jornalismo não teriam imagens toscas de histeria se parte dos pentecostais e neopentecostais observassem 1 Coríntios 14. O apóstolo Paulo foi bem claro: “Portanto, as línguas são um sinal para os descrentes, e não para os que crêem; a profecia, porém, é para os que creem, e não para os descrentes. Assim, se toda a igreja se reunir e todos falarem em línguas, e entrarem alguns não instruídos ou descrentes não dirão que vocês estão loucos?” (1 Coríntios 14. 22-23). O vingativo autointitulado bispo Edir Macedo só espalha o escândalo do dia a dia.

O cair no Espírito é uma prática bizarra e sem sustentação bíblica, mas a apologética do Edir Macedo não é motivada pelo zelo do Evangelho. Edir Macedo é um exemplo que algumas vezes você pode falar a verdade pela motivação errada.

PS: Em janeiro de 2008 eu escrevi sobre o tema “cair no Espírito” e a opinião é a mesma. Perdoem-me por falhas no texto, pois ele precisa de uma revisão gramatical e de estilo. Leia aqui

PS 2: Assista a reportagem da Rede Record aqui.

12 comentários:

Micheline Gomes disse...

Excelente artigo Gutierres,

Deus te abençoe...

www.michelineblogs.blogspot.com

Mario Sérgio disse...

Quem conhece um pouco a estrutura da imprensa no Brasil e quem a domina, certamente ouve com ironia esse lema da emissora citada no texto. É aquele negócio: somos desinformados em vez de sermos informados pelo jornalismo "verdade".

Um grande abraço!

Alex Fajardo disse...

Fiz questão de assistir a reportagem completa. Eles não dizem ser um movimento novo, na matéria eles citam até Benny Hinn, dizendo que há mais de 20 anos faz isso, e dizem que o movimento de Toronto existe há pelo menos 17 anos. A matéria é boa. Lógico que no Brasil faz a citação da Ana Paula que é adepta do movimento. Sejam quais são os motivos da denúncia, se para questionar apologeticamente, se para combater a Som Livre que contrata Ana Paula, ou para obter ibope. O movimento tem que ser denunciado. Foi uma ótima reportagem. E cá entre nós Gutierres, você que também é formado em jornalismo, então sabes muito bem que não existe neste planeta jornalismo imparcial, papai noel e coelhinho da páscoa. abraços.

Gutierres Siqueira disse...

Alex,

No tom inicial da reportagem traz com se fosse algo novo e que estivesse bombando no meio evangélico. Sabemos que a "Bênção de Toronto" já foi mais forte.

Sim, a reportagem é boa. O "cair no Espírito" é uma aberração. E sim, o jornalismo imparcial não existe. E eu já tinha afirmado isso no texto.

Só escrevi o post para lembrar os motivos da "apologética" do Macedo e para mostrar como sua emissora vive dos desejos de vingança do chefe. Sim, é possível falar a verdade por falsas motivações. Esta é a questão.

Anônimo disse...

Meu irmão Gutierres,graça e paz!
O fenômeno "cair no Espírito" já se tornou lugar-comum no meio assembleiano,e isso é fato.É óbvio que nem todos concordam(mesmo os líderes)mas não conseguem controlar.
Ora, nos grandes eventos os pregadores convidados(a maioria)são adeptos do movimento,daí denotarmos dois fatos.
O primeiro é que quem convida conhece o homem(ou mulher)e seus "dons",e por isso o convida.
O segundo é que mesmo pessoalmente não concordando com tal prática,o anfitrião ao trazê-lo à igreja para pregar,atende ao desejo da maior parte dos membros da igreja.
Digo isso porque conheço um líder que me segredou:Irmão Nascimento,nosso irmãos gostam disso(principalmente nas festas)se não o atendermos o culto é frio e deixa de ser uma festa pentecostal.
E pelo que vemos no "arraial assembleiano" ele não está só,basta buscarmos os vídeos disponíveis ao nosso alcance.Ou não?
Não estou julgando os motivos de cada um que goste ou não;que caia ou não;que urre ou não;que pule em uma perna só como Saci,ou não.Estou apenas constatando um fato.
Encerro dizendo que no meio pentecostal sempre teremos os exageros não controláveis por conta do medo de ser contra tais manifestações.
Por outro lado,já é cultural entre nós.É a chamada cultura mística-religiosa,e ai daqueles que tentarem mudar:são hereges.Creio que vc receberá muitas críticas por seu comentário em questão.

Graça e paz e um beijo no coração.
Vosso N'Ele que é Tudo em Todos:JESUS!
JOSÉ NASCIMENTO RODRIGUES

vagner ribeiro disse...

Assisti toda reportagem na Rede Record tudo que eles falaram eu já sabia atraves dos blogs de voces. Mas, eu quero somente dizer que sabia que esse assunto ia bombar na segunda-feira; li em alguns blog as versões da matéria da Record, porem a sua análise sobre a matéria é simplismente perfeita, exatamente como penso, voce foi no "ponto" certo
Parabéns voce disse tudo que precisava ser dito.

Blog da Cris disse...

Parabéns pela postagem.Concordo com você,e ressalto: os fins não justificam os meios...Não há zêlo algum pelos que apontam o dedo para seja qual for doutrina. Aliás que o Evangelho de Cristo Jesus é o que menos é lembrado, cumprido e vivido.
a paz!
visite meu blog: Comunhão e Adoração

Valter Borges disse...

Não adianta: a reportagem não foi boa, não!
Não se pode generalizar e nem nivelar por baixo o movimento pentecostal.
E, pior, partindo de uma emissora que muitos evangélicos (não eu), consideravam afetivamente ao lado deles.
É lamentável o tom de jacoso e de vingança do Macedo, que faz de tudo para brilhar sozinho, mas no seu afã está cada vez mais perdido, dando tiro para tudo quanto é lado!
Não se enganem a matéria mira todos os pentecostais, e não somente aqueles mostrados, e por extensão a todos que são contrários a ele. Ele apenas está dando o tom do embate. Ora mira pentecostais, ora cantores.
Não façam eco ao mago da prosperidade.
Peço que não estejam surdos!

Só lamento muitos do protestantismos históricos comemorarem e afirmarem que Edir foi, nessa reportagem, a voz do protestantismo!
Lamentável!
Está ocorrendo uma cisão entre os Evangélicos brasileiros que podem ser irremediável.

Eles estão surdos!

carlos disse...

Tenho que admitir,já tive essa experiência de 'cair no Espirito',nomenclatura um pouco tosca a meu ver.Uma coisa que eu acho é o seguinte:existe sim muita,mas muita meninice nesse meio;muita gente criticando também sem saber o que se passa com as pessoas que têm a experiência;avaliações gerais,enfim têm muita coisa que acontece que as pessoas que criticam não sabem.Bem não estou defendendo também tais acontecimentos,porque existe péssimo testemunho

Aprendiz disse...

Edir Macedo quer recuperar sua imagem, jogando os pentecostais na lama.

Há muito o que criticar nos pentecostais, mas Macedo é pior. Um bandido travestido de pastor.

BiboTalk disse...

concordo, demos pano pra manga! Só que a reportagem de fato faz parecer que os repórteres conseguiram essas imagens em sua saída de campo, o que não procede...

uma pena tudo isso...

claudiopimenta disse...

apesar do moviemtn odo re-te-te nao ter base biblica


qual a base do macedao ?
esse vendedor de prostituiçao e falso evangelho ?