quinta-feira, 1 de dezembro de 2011

A importante obra de J. Rodman Williams



Por Gutierres Fernandes Siqueira

Não poderia deixar de recomendar a obra clássica de J. Rodman Williams (1918- 2008) lançada recentemente pela Editora Vida. O livro Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal veio complementar as poucas obras teológicas sob a perspectiva pentecostal disponíveis em português. O presbiteriano renovado J. Rodman Williams foi professor de teologia carismática na Regent University e é considerado um dos principais nomes da teologia pentecostal ao lado dos norte-americanos Stanley Horton, William Menzies (que morreu recentemente), o canadense Roger Stronstad e os britânicos Myer Pearlman e Donald Gee.

Williams aderiu ao pentecostalismo na década de 1960 quando já era um respeitado teólogo entre os presbiterianos americanos. É bom lembrar que foi justamente nesta época que o pentecostalismo conseguiu um grande espaço em denominações protestantes tradicionais (presbiterianos, batistas, luteranos, metodistas e anglicanos) e na Igreja Católica Romana. No Brasil, o fenômeno ocorreu paralelamente, principalmente pelo pastor batista Enéas Tognini.

A soteriologia da obra é de tendências arminianas, mesmo que Williams fosse um presbiteriano. Já a escatologia foge do pré-tribulacionismo dispensacionalista tão comum entre os teólogos assembleianos. A obra é erudita, mas em linguagem bem acessível. Para Williams, os teólogos precisavam apreender a ser comunicar. Portanto, é um belo complemento, principalmente para você que já tem o homônimo Teologia Sistemática: Uma perspectiva pentecostal  (CPAD) editada pela Stanley Horton.


PS: É uma pena que a obra The Charismatic Theology of St. Luke de Roger Stronstad, talvez a mais importante para a teologia pentecostal contemporânea, ainda não tenha uma tradução para o português.

10 comentários:

Clóvis Gonçalves disse...

Gutierres,

É uma excelente notícia! Vou economizar uns caraminguás para adquirir essa obra, se Deus quiser.

Já gosto da TS do Stanley Horton, embora a ache superficial em alguns pontos vai ser realmente um bom complemento. Pelo que vi no Google Books, a inclinação arminiana da obra não a compromete no geral.

Em Cristo,

Clóvis

Cícero Leandro Júnior disse...

Caro Gutierres,

Me interessei muito por esta obra. Vi no blog do pr. Judson Canto que ela rompe com o clássico modelo pentecostal-asembleiano do dispensacionalismo. Será que falta uniformidade à teologia pentecostal? Pergunto de forma sincera, pois pelo pouco que tenho estudado, percebo que há discrepâncias entre as opiniões sobre este tema.

Edinei Siqueira disse...

Que tal solicitarmos à CPAD a publicação desta obra "The Charismatic Theology of St. Luke de Roger Stronstad!"

Pb. Edinei, Th.B

Matias H disse...

já adquiri e está fazendo companhia no minha estante aos Srs Berkhof, Geisler e Grudem.
e se na sua escatologia foge do modelo dispensacioanlista, melhor ainda! aliás quem acha que todo pentecotal/carismático é pentecostal, verificará que os editores da Biblia de Estudo Plenitude estão mais para reformados do que dispenscionalistas nos seus comentários de Apocalipse, inclusive destacando a diferença deles para a posição dispensacionalista. E quanto ao livro "The charismatic theology of St Luke"... gostaria de ve-lo publicado, pois cada vez que sinto que estou muito "calvinista" leio e releio os escritos de Lucas ;)
Abs
Matias

Matias H disse...

já adquiri e está fazendo companhia no minha estante aos Srs Berkhof, Geisler e Grudem.
e se na sua escatologia foge do modelo dispensacioanlista, melhor ainda! aliás quem acha que todo pentecotal/carismático é pentecostal, verificará que os editores da Biblia de Estudo Plenitude estão mais para reformados do que dispenscionalistas nos seus comentários de Apocalipse, inclusive destacando a diferença deles para a posição dispensacionalista. E quanto ao livro "The charismatic theology of St Luke"... gostaria de ve-lo publicado, pois cada vez que sinto que estou muito "calvinista" leio e releio os escritos de Lucas ;)
Abs
Matias

Judson Canto disse...

Caro Gutierres,

Estou vendo que essa obra vai dar mesmo o que falar. Só espero todos se mantenham nos limites da discussão saudável e que o debate não resulte em postagens e comentários carregados de ressentimentos, como vimos em outros episódios.
Aproveito para lhe dar os parabéns pela postura equilibrada que percebo em seus artigos.

Gutierres Siqueira disse...

Caro Cícero, a paz!

Não há um padrão e nunca houve. As divisões teológicas no pentecostalismo começaram na sua primeira década de vida. Isso é bom, pois evita um papismo doutrinário.

Robert disse...

A publicação da obra desse teólogo carismático vem apenas municiar o estudioso sério não carismático com uma crítica justa e construtiva. A primeira coisa que um crítico deve conhecer é que conhece.
Robert Pacheco, M.Div.

Pb. Anderson Fábio disse...

Faço uma pergunta para minha ajuda, estou adquirindo mais uma teologia sistematica de Strong, e gostaria de saber se alguém conhece e sabe se realmente é boa!

Anônimo disse...

Strong é um clássico da Teologia Sistemática, eu adquiri um exemplar a alguns anos e adorei, eu recomendo.