domingo, 11 de dezembro de 2011

O sábado (um esboço)!

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Caros leitores,

Segue abaixo o esboço que fiz para a aula deste domingo que girar em torno do tema: “sabatismo”.

01. O sábado era um sinal da aliança de Deus com Israel. Além disso, servia como lembrança desse pacto (veja: Ez 20.12 e 20). A aliança do povo escolhido para gerar o Messias, o desejado de todas as nações (Gn 12.3), era marcada por símbolos. Ou seja, para a Igreja neotestamentária esse propósito do sábado não faz mais sentido, pois a Igreja do Novo Testamento não é Israel do Antigo Testamento. Hoje, o sinal da aliança- a promessa a ser lembrada- é exercido na Ceia. A Ceia do Senhor é a lembrança da morte redentora de Cristo e o despertar sobre a Sua segunda vinda (I Co 11.26)

02. O significado de sábado em hebraico (shabbat) é: “cessar”, “desistir”. O principal mandamento no sábado era a interrupção do trabalho físico, mesmo que realizado no templo. Em uma aplicação do princípio sabático, vemos que o dia de descanso de Deus representa para nós a necessidade do descanso do trabalho semanal. A legislação sabática acontece com a lei mosaica (Êx 20.11).

03. Deus é Soberano sobre tudo. Isso significa que Ele é soberano até sobre os próprios mandamentos. Deus não é preso nem em suas regras. O sábado, que era um mandamento tão forte no Antigo Testamento, já não é regra para os dias de hoje, isso “porque o Filho do homem até do sábado é o Senhor” (Mt 12.8).

04. O mandamento não é um fim em si mesmo. Cada mandamento tem um propósito. Cada mandamento tem uma causa. Jesus foi claro quando disse: “O sábado foi feito por causa do homem, e não o homem por causa do sábado” (Mc 2.27). O princípio sabático foi feito para o homem desfrutar de descanso e cultuar ao Senhor. O princípio sabático envolvia até mesmo o descanso da terra (Êx 23. 10-11).

05. O legalismo sabatista dos fariseus fez com que condenassem Jesus por curar um homem no sábado (Mc 3. 1-6) . O “trabalho” do milagre era uma afronta a Deus, na interpretação radical e legalista desses religiosos. Diante de tamanha religiosidade fanática o Senhor Jesus pergunta: “É lícito no sábado fazer bem, ou fazer mal? Salvar a vida ou matar? Eles, porém, se calaram” (Mc 3.4). Qualquer mandamento que esteja acima da dignidade humana é fruto de uma interpretação descabida da Bíblia. Fazer o bem deve ser o fruto de qualquer mandamento. O legalismo pode até “fazer o mal” para não fugir do livrinho de regras pré-estabelecidas. O mundo do legalismo é simplista (preto ou branco) e muitas vezes cruel.

06. O domingo é celebrado como dia do Senhor desde a primitiva igreja (ex. Atos 20.7, I Co 16.2), mas não deve ser uma espécie de “sábado cristão”. Domingo é um dia de lembrar a ressurreição do Senhor (Mc 16.9), mas não com o legalismo sabatista. O apóstolo Paulo deixa bem claro que é possível ser cristão julgando “iguais todos os dias” (Rm 14. 5, cf. v. 06). Está errado aquele “hino” evangélico que dizia que “trabalhar no domingo do Senhor está roubando”. Esse tipo de música expressa que o legalismo sabatista do farisaísmo judaico virou para muitos cristãos o legalismo dominguista. Se um cristão só tem a oportunidade de descansar e celebrar ao Senhor na quarta-feira, então assim bem o fará.

07. Quando uma igreja tem cristãos convertidos do judaísmo, então essa congregação deve tolerar a “guarda do sábado” praticado pelos neófitos, pois assim os novos convertidos do judaísmo seguem desde a infância. Esse era o contexto da igreja em Roma- uma congregação de judeus e gentios (Rm 14. 1- 9). Já em uma igreja composta somente de gentios (como as nossas), a guarda do sábado ou qualquer movimento judaizante deve ser condenado, como Paulo fez com os crentes gentios da Galácia. Os gálatas eram ensinados pelos falsos mestres que a conversão a Jesus Cristo demandava a obediência aos costumes judaicos, como a guarda de dias e a circuncisão. (cf. Gl 3. 1-5 cf. 4. 8-11)

08. Ninguém deve ser julgado porque guarda dias especiais para Deus. Assim lembrou Paulo aos colossenses: “Ninguém, pois, vos julgue pelo comer, ou pelo beber, ou por causa de dias de festa, ou de lua nova, ou de sábados, que são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo” (Cl 2. 16-17). O sabatismo é um erro, assim como o dominguismo.

8 comentários:

Antonio Batalha disse...

Vim visitar seu blog, desejar de todo o coração que continue a ser uma benção, e que se deixe usar pelo Grande Mestre.E ao mesmo tempo desejar um natal feliz, também convidar você a fazer parte de meus amigos no blog, "A Verdade Que Liberta", unidos em Cristo somos uma verdadeira muralha contra qualquer calamidade, espero por sua visita. Um abraço.

Thiago disse...

Acabei de achar seu blog por "acaso", gostei desta postagem,hoje de manha após a escola dominical eu fiquei pensando sobre isso. Estudo em uma escola Adventista, e o dia sabado causa muita discussão ali. Dizem que o termo sábado significa descanso. Peço que veja se meu raciocínio esta errado. O mandamento diz: "lembra do dia do sabado". E não lembra do dia sabado, ou seja, lembra do dia do descanso, mas nao definiu um dia. o dia sabado, creio eu, so tem esse nome pois os israelitas escolheram esse dia para do sabado, pois Deus os santificou (Gn 2:3). escolheram o setimo dia para o sabado pois Deus descançou no setimo dia. A lei cumpri-se em cristo como foi dito. por isso nao morrem pessoas por trabalhar no sabado. Eu nao sei se estou certo, mas é que eu fiquei pensando nisso e agora sem intenção de procurar algo do tipo achei seu blog.

dj disse...

olá sou pr adelar valeu irmao isso é conhecimento puro é isso ai isso é interpretar o palavra, as quais muitos na tv ficam fazendo heresia pregando sabado fica na paz!

Suporte - Emanuel Araujo disse...

Meu caro Guterres, a paz do Senhor Jesus.
Só Emanuel Araujo, sou membro de uma igreja pentecostal.
Acredito que a questão do sábado seja legalista.
Mas tenho tido sérias dúvidas com relação ao assunto, mesmo depois de ler a respeito no seu blog, que por sinal é muito claro e consiso.
Mas não podemos deixar de observar o que a besta que subiu do mar, esta tentando fazer unindo forças com a besta que subiu da terra.
Se observarmos o que tem ocorrido vamos perceber que este decreto dominical que estes poderes estão querendo estabelecer, tem como objetivo a nova ordem mundial.
E se este decreto for a marca da besta como alguns estudos relatam?
Pois eles teriam a intenção de ferir um dos mandamentos que é a santificação do sábado pelo senhor! Para tanto indicariam o dia do deus sol (baal).
Então o que fazer?
A palavra de Deus diz que a nossa fé tem que ser sobre tudo inteligente.
Se estes sinais estão tão claros assim. Como proceder caso este decreto seja mesmo a nova ordem mundial?
Eu acredito que deveríamos todos correr para o sábado!
Será que poderia ajudar a esclarecer está questão do decreto dominical mundial?
Abs, espero não ter colocado muito fogo neste debate!
Fica na paz!

Pastor Silas Mariano disse...

Paz a todos
O domingo foi instituido pela Igreja Católica através de Constantino,fato que eles não negam,pois dizem terem autoridade para tal. a Reforma de Lutero nos trouxe para a biblia mas não rompeu com algumas doutrinas católicas que está no seio da Igreja Evangélica e,uma destas é que o Domingo substituiu o Sábado.Em parte alguma das Escrituras há referência ao domingo,Jesus pregou no sábado ,os Apostolos continuaram no Sábado.Ao estudar as escrituras procure o seu contexto original, o hebraico e o Aramaico,saia do grego-romano pois a Igreja a muito fugiu das suas raízes,deus não muda,a sua palavra não,o homem que tem mudado,o dia do Senhor é e sempre será o Shabat.É melhor obedecer as escrituras do que os ensinos dos homens.
"Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus ,quando amamos a Deus e praticamos os seus mandamentos.Porque este é o amor de Deus,que guardemos os seus mandamentos,ora, seus mandamentos não são penosos"IJo 5:2-3

Unknown disse...

Eu tenho a resposta. ..não sou adventista sempre fui da assembléia ..mais hoje não tenho congregação...de uma coisa eh certa se os mandamentos não fosse tão importantes Deus não teria escrevido com suas próprias mãos e não foi sonuma vez foram duas....e Jesus veio pra testemunho desses mandamentos...podemos trabalhar no sábado para o reino de Deus....meu wats pra VC : 984424582

EVERALDO ESTEVES disse...

amigo os madamento de Deus era escrito em tabuas de pedra e pedra quer dizer eterna é o carater de Deus o sabado faz parte do dez mandamento e 1 joao 3 4 pecado é transgredir a lei de Deus quando fala na lei nao tera outro deus so a min dara culto 2nao falar o nome de Deus em vao 3nao adorar imagens , mais quando chega no quarto mandamento o crente tropeça na guarda do sabado e Deus fala aquele que tropeçar em qualquer desse mandamento é cumpri-se de todos so amem AMIGO DEUS ESCOLEU O POVO DE MOISES PORQUE ERA ELES ESCOLHIDO POR DEUS VIDO JESUS QUEBRO A PAREDES QUE AVIA SOBRE ELES OS GENTIOS E POVO DE MOISES AGORA PELA GRAÇA SAMOS SALVO MAIS A LEI DE DEUS É PARA NOS TAMBEM AGORA ICRUSIVE O SABADO PORQUE ELE FALA SE ME AMA GUARDA MEUS MANDAMENTO E DEUS FALA AQUELE QUE DIZ QUE ME CONHESE E NAO GUARDA MEUS MANDAMENTO É MENTIROSO

EVERALDO ESTEVES disse...

amigo os madamento de Deus era escrito em tabuas de pedra e pedra quer dizer eterna é o carater de Deus o sabado faz parte do dez mandamento e 1 joao 3 4 pecado é transgredir a lei de Deus quando fala na lei nao tera outro deus so a min dara culto 2nao falar o nome de Deus em vao 3nao adorar imagens , mais quando chega no quarto mandamento o crente tropeça na guarda do sabado e Deus fala aquele que tropeçar em qualquer desse mandamento é cumpri-se de todos so amem AMIGO DEUS ESCOLEU O POVO DE MOISES PORQUE ERA ELES ESCOLHIDO POR DEUS VIDO JESUS QUEBRO A PAREDES QUE AVIA SOBRE ELES OS GENTIOS E POVO DE MOISES AGORA PELA GRAÇA SAMOS SALVO MAIS A LEI DE DEUS É PARA NOS TAMBEM AGORA ICRUSIVE O SABADO PORQUE ELE FALA SE ME AMA GUARDA MEUS MANDAMENTO E DEUS FALA AQUELE QUE DIZ QUE ME CONHESE E NAO GUARDA MEUS MANDAMENTO É MENTIROSO