domingo, 29 de abril de 2012

Podcast: Breve comentário sobre o Congresso dos Gideões Missionários da Última Hora (GMUH)

12 comentários:

Mario Sérgio disse...

Excelente comentário sobre o "Caldeirão Internacional da Última Hora". Outra coisa que gostaria de destacar, são os métodos de arrecadação de contribuições durantes os dias de festividades. É um verdadeiro escândalo. O visitante é colocado contra a parede, é bombardeado de forma inclemente com os "apelos" nada diplomáticos de alguns pastores.

Abraço!

Anderson Cruz disse...

Boa Gutierres,
Logo quando cheguei à Assembleia de Deus fui iludido pelo Gideões e pelo seus Conferencistas Internacionais, mas logo conheci este blog.
Existem pessoas sérias lá, mas em geral o GMUH só trás negatividade para o Pentecostalismo Brasileiro.

Isto é, graças a este evento muitas pessoas taxam os pentecostais e assembleianos de herege, diga-se de passagem entrei nessa onda de refutar aos pseudo-pentecostais e está sendo árduo, parabéns pela coragem.

Em Cristo,
Anderson Cruz

Moyses Godoi disse...

É lamentável que se reúna tantas pessoas para ouvir a Palavra de Deus e se desperdice essa oportunidade da forma com se faz, mas é como diz minha esposa, se fosse para ouvir realmente a Palavra, tipo um estudo Bíblico, no máximo um terço (sendo na minha opinião, super-otimista) dessas pessoas iriam comparecer.

Há alguns anos atrás quando soube que o Silas ia lá pregar, adquiri o DVD para ver sobre o que ele pregaria, e apesar de já estar mancomunado com a falsa Teologia da Prosperidade, ele pregou uma ótima mensagem,segundo ele foi uma das primeiras mensagens que ele pregara, penso a única pregada no GMUH desde que ouvi falar dele, com exposição Bíblica do princípio ao fim, desmitificando tudo o que aquele povo costuma ouvir, claro que foi visível a desaprovação, tanto que até onde sei nunca mais voltou...

Pr Ivair José Lehm disse...

A Paz do Senhor Jesus...desde que aceitei a Jesus a 20 anos atrás, ouço sobre este congresso de missões. Sou pastor da AD Madureira e de uns 7 anos para cá, tenho visto uma grande quantidade de obreiros, se darem ao luxo de ouvir pregações de todo pregador dos gideões e depois pregarem as mesmas heresias a noite nos cultos em suas igrejas.
Como bem foi colocado pelo comentarista do podcast, todo mundo que prega lá, é chamado de conferencista internacional e o que causa indgnação, é a gente estudar pra conhecer melhor a biblia, se esforçar por ensinar o evangelho puro ao rebanho de Deus e depois esta leva de pregadores "vagabundos" que não trabalham, não fazem nada de edificante para suas proprias familias, viverem cobrando fortunas para vir pregar numa igreja, pois ao meu ver, este congresso não passa de uma feira para pregadores e mercadores do evangelho. Quem prega lá, parece estar acima da verdade e acima da média dos escrito dos apóstolos de Cristo.
Concordo com o irmão, a cgadb e a conamad, deveriam tratar este congresso, com mais seriedade e alertar para o perigo das heresias inventadas e propagadas ali.
Alias, nem o Pr Cisino, nem ninguém de sua cupula estão preocupados com apologia, com defender o evangelho, o negócio ali é o....dim, dim

Pr Ivair J Lehm

Anônimo disse...

ALEXSANDRO
Excelente cmentário. O GMUH é tratado em alguns casos, como uma espécie de Meca pentecostal, onde se deve ir pelo menos uma vez na vida. Que Deus tenha misericórdia de todos nós...

jurandir alves disse...

Caro Gutierres,

Sabia reflexao. Dificil sera separar os tais GMUH e a AD. Precisa haver um rompimento e desligamento desses....humpf!!!

Anderson Claiton Koberstein disse...

Você acha que alguma convenção vai parar os gideões? Se foi Deus quem levantou, prometeu e fez. Ou vocês acham que tudo começou da maneira que está? Muitas lágrimas são derramadas para que essa obra permaneça, lembrem-se que adianta conhecer toda a escritura e deixar crianças morrerem de fome? se aperfeiçoar tanto na bíblia, e nunca por em prática? Sabe porque essa obra não pára? olhe para as milhares de pessoas que dependem das ofertas para sobreviverem. E devemos ressaltar, o Diabo não está lutando contra quem está parado, ele luta contra quem avança, os Gideões avançam, e se depender de mim, irão avantes.

Edinei Siqueira disse...

Caro Gutierres,

Parabéns pela reflexão equilibrada sobre este evento que

Confesso que não consigo entender como uma denominação tão grande como a AD, que se orgulha de ter em seus quadros ilustres pioneiros do movimento pentecostal e renomados teólogos, não tenha a capacidade de conter esta avalanche de modismos e meninices que tem livre curso em nossos cultos. Fico a pensar: O que adianta termos uma editora que publica obras de renomados eruditos pentecostais, tais como: Stanley Horton; Anthony Palma; William Menzies, e outros, termos um Consultor teológico da envergadura do Pr. Antonio Gilberto, uma Comissão de apologética; e um Conselho de doutrina, se na prática é tudo diferente.
Temos visto que são os próprios lideres que promovem estes movimentos que em nada acrescenta ao crescimento na graça e no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo, mas que tem gerado uma geração de crentes raquíticos, cuja fé é baseada em experiências e não na Palavra de Deus.
Muitos desses irmãos que vão a estes eventos, já saem de suas casas programados para o retetê, (pular, sapatear, fazer aviãozinho, cair no chão), mas não suportam ficar 30 minutas ouvindo um sermão expositivo.
Confesso que admiro as obras de renomados teólogos das ADs, mas tenho visto que em se tratando da apologética, os mesmos são rápidos em denunciar os erros das seitas e outras denominações, mas se omitem quando o erro é do lado de cá.

Edinei

Marco A Correia disse...

Edinei, você sintetizou perfeitamente a linha teológica da AD, ou seja, a teologia da incoerência. Há muito tempo a AD vive uma confusão doutrinária que parece não ter fim, infelizmente. Os Gideões é o ápice da anti-doutrina bíblica representativa desta teologia duvidosa e mau-intencionada.

Danilo disse...

Paz do Senhor - Estava ouvindo uma mensagem pregada no gideões e resolvi entrar na net e acessei o seu blog como de costume,ótimo blog e resolvi ouvir o seu breve comentário - fico com as palavras de paulo aos filipenses cap.1 v 11 Verdade é que também alguns pregam a Cristo por inveja e porfia, mas outros de boa mente;uns por amor, sabendo que fui posto para defesa do evangelho;mas outros , na verdade, anunciam a Cristo por contenção, não puramente,.......
Não sei se este versiculo usei-o corretamente - mas como em todo lugar a o joio e o trigo, justo e o injusto, o compromissado com a Palavra de Deus, e o compromissado com o seu bolso, os que pregam por interesse, outros com amor - não diria "100% congresso ruim" - creio no Poder da Palavra de Deus - Deus vela para sua palavra cumprir" a a palavra diz Senhor , Senhor, em teu nome expulsamos ....... - isto acontece em vários congressos neste mundo, não só no meio Assembleiano.Penso eu devemos ser moderados, equilibrados - sim há modismo,egocentrismo,louvores que não louvem a Deus,convencidos,soberbos, etc. mas creio que em muitas ali a sinceras,devotas,fé,frutos,talentos,dons,graça,convertidos,etc, pois o congresso está envolvido com pessoas- e tenho certeza há um Remanescente do Senhor ali. estou aprendendo a examinar tudo e reter o que é bom
Paz. -

Anônimo disse...

Eu assistí um dvd do congreço. Há sim, gente bem intensionada lá, porém o que eu observei é que tem muito "movimento"(sapateado, pessoas girando, marchando, pulando, fazendo aviãozinho). Isso eu não concordo. Não que eu seja contra o reteté, mas alí é demais. Aqui na AD RECIFE há uma certa rigidez com o "movimento". Tanto, que é difícil vermos reteté num culto da AD Recife. "Faça se tudo com ordem e descencia" 1Co 14:40.

Keila Gafski disse...

Concordo e apóio teu ponto de vista! Essas pessoas deviam analisar, olhem qtas milhares de pessoas são alcançadas por Jesus através deles e qtas recebem ajuda com moradias, alimentação, medicamentos, educação e etc. Isso td em vários países pelo mundo afora, bem como o Brasil, que tbm necessita. Não cuidam somente da alma mas tbm das necessidades físicas, morais e mto mais. Que Deus continue abençoando essa obra.