sábado, 30 de junho de 2012

A expansão evangélica e alguns pontos do Censo 2010 [Parte 01]

Capa da revista Veja em julho de 2002
Por Gutierres Fernandes Siqueira


1. O crescimento da população evangélica continua com força, mas em ritmo menor. Alguns sociólogos da religião diziam que o fôlego do crescimento evangélico estaria diminuindo e, de fato, o ritmo diminuiu, mas não fortemente. A população evangélica continua crescendo com força, mas já não é a mesma força da década de 1990. Apesar disso, a estagnação anda longe desse crescimento puxado por comunidades pentecostais e neopentecostais. Em entrevista para o jornal Folha de S. Paulo, o demógrafo José Eustáquio Diniz Alves, da Escola Nacional de Ciências Estatísticas, diz que, mantida a tendência das últimas décadas, o número de evangélicos irá superar o de católicos em 20 ou 30 anos. "O maior país católico do mundo vai deixar de ser católico", afirmou Alves. Portanto, a previsão da SEPAL (Serviço para Evangelização da América Latina) que afirma que em 2020 metade dos brasileiros serão evangélicos é um tanto otimista.

2. A Assembleia de Deus puxou o crescimento dos pentecostais e isso é uma surpresa. É surpreendente que uma igreja já centenária e em amplo processo de “historização” puxe o crescimento dos evangélicos no Brasil. Na última década a denominação ampliou fortemente sua presença na mídia, no ensino teológico e na liberalização dos “tabus comunais”. Nesse processo de amadurecimento institucional se esperava um crescimento menor, mas não foi o que aconteceu. Eu, particularmente, acreditava que a Assembleia de Deus estava estagnada e, assim, errei feio na minha percepção.

3. A Igreja Universal do Reino de Deus caiu e isso é uma boa notícia. Entre 2000 e 2010, a Universal
perdeu 228 mil fiéis, ou 10% de seus adeptos. Os 2,1 milhões de frequentadores em 2000 caíram
para 1,8 milhão em 2010. Ora, por que isso é uma boa notícia? A Universal é um divisor de águas no meio evangélico. Depois do Edir Macedo toda a sociedade vê a Igreja Evangélica como um grupo de alienados que são roubados por pastores espertalhões. Não há uma instituição que tenha mais manchado o nome dos evangélicos do que Edir Macedo e sua turma da Universal. E só uma pena que parte significativa desse rebanho perdido não a deixou por ter entendido o Evangelho melhor, mas sim para seguir o milagreiro e fazendeiro Valdemiro Santiago.

8 comentários:

Mario Sérgio disse...

Interessante que o crescimento das Assembleias de Deus se dá no momento de maior fragmentação dos seus ministérios. Talvez esteja ai a resposta para essa expansão, pois a competição aumentou entre os vários ramos da centenária denominação. Olhando só os números há um aparente otimismo, mas por outro lado revela (e quem acompanha sabe disso) lutas e politicagens nada sadias. Agora com esses dados, acredito eu, que as picuinhas eclesiásticas vão se intensificar.

Um grande abraço!

Newton Carpintero, pr. e servo. disse...

Caro Gutierrez Siqueira,

A paz amado!

É o momento exato de pararmos e começarmos a evangelizar os evangélicos.

Crescer da maneira que a igreja está, será formar um conglomerado de aleijados no evangelho, devido as heresias que tomam conta do país.

O Senhor seja contigo,

O menor.

Gutierres Siqueira disse...

Mario, a paz!

"Agora com esses dados, acredito eu, que as picuinhas eclesiásticas vão se intensificar", você escreveu e eu pensei a mesma coisa quando os dados saíram.

Anderson Cruz disse...

Gutierres, paz

Sinceramente, eu não sei se me alegro ou não com este crescimento, vale lembrar que tem uma parte do número de evangélicos que na verdade só tem nome, é claro que uma minoria, espero que daqui pra frente a Igreja Evangélica Brasileira cresça biblicamente.

Fica na paz.Abraço.

Adenilton Turquete disse...

Fiquei até espantado com o real crescimento das Assembléias de Deus, ainda assim, continuo frustrado com o grande numero de sub-ministério que agregam o titulo de Assembleia de Deus sem ter qualquer vinculo com a mesma, sem falar na proliferação das divisões internas da mesma.

Visite: http://permanecerecompartilhar.blogspot.com.br/

PS: Coloquei um link deste blog no meu blog e desde já quero dizer que vou compartilhar alguns artigos interessentes deste blog.

Outra coisa, este Jardim das Pedras que o irmão Gutierres cita é este aqui próximo ao Jd. Moraes Prado? Caso seja, somos praticamente vizinhos, estou no Jd. Eliana.

Abraço

Gutierres Siqueira disse...

Adenilton Turquete, a paz!

Isso mesmo, é o Jardim das Pedras que fica ao lado do Moraes Prado.

Fique a vontade para compartilhar os textos.

Abraços

Valter Borges disse...

Em nada me surpreende o crescimento das Assembleias de Deus, pois essa denominação se reinventa e se adapata aos novos tempos, à despeito da desconfiança de alguns.
Minha pesquisa na Ciência da Religião é justamente o que há de bom no Pentecostalismo clássico.
Causa surpresa apenas aos críticos acadêmicos e alguns frustrados!
Agora, as duas melhores notícias foram: decréscimo na IURD e na igreja Romana! Isso sim é notícia!


abraços,

Ev. Valter Borges
Pesquisador da Religião
www.teologiaesociedade.com

Anônimo disse...

Adilson responde:

Resposta ao Valter Borges: Foram necessárias 50.000 seitas contra uma igreja e assim mesmo, todos somados, chegaram apenas a 1/3 da Igreja Católica. E todos divergentes e contraditórios entre si. Não existe uma Una igreja evangélica. Acorda. Cresça e apareça !!!