domingo, 2 de março de 2014

Pastor itinerante? Isso não existe!


Por Gutierres Fernandes Siqueira

Segue abaixo o Breve Dicionário das Coisas Inexistes e Populares no Meio Evangélico. Portanto, vejamos essas coisas inexistes:

Levita. A tribo de Levi era responsável pelo louvor e administração do templo- incluindo a limpeza (1 Cr 6.1631; 15.16-24; 16.1,4,37-42). Embora, é importante observar, tais funções mudaram no decorrer do tempo, pois Israel passou do tabernáculo para templo e depois para o exílio sem o grande templo. E, também, houve um período com o templo e as sinagogas. Agora, sempre a atividade levítica era ligada ao trabalho duro e penoso da administração e do culto levítico, incluindo o louvor e o sacerdócio. Portanto, o levita está intimamente ligado à tribo de Levi e nada tem com esses cantores do mundo gospel.

Ministério de Louvor. Onde está esse conceito nas Sagradas Escrituras? “E ele designou alguns para apóstolos, outros para profetas, outros para evangelistas, e outros para pastores e mestres” [Efésios 4.11]. E os cantores? Onde estão? Bom, isso não quer dizer que a igreja não precise de cantores e músicos, mas não existe um “ministério” específico para tal. Ora, por que o Novo Testamento não trabalha com a ideia de um “cantor do templo”? Isso porque o louvor é coletivo, portanto de toda a congregação. Enquanto a congregação necessita de um ou dois pastores/mestres ou um evangelista, mas todos devem exercer o espaço do louvor.







Pastor Itinerante. Ora, um missionário é de ministério itinerante. Um pastor, também, pode ter alguns momentos de itinerância. E o apóstolo Paulo é exemplo disso, logo porque ele passava alguns meses numa cidade e depois mudava para um novo campo. Agora, não existe um pastor exclusivamente itinerante. Um pastor precisa de ovelhas e quem está todo final de semana numa igreja diferente não tem ovelhas, logo porque não tem comunhão e nem espaço para aconselhamentos e vivência.

Pregador Avivalista. Ora, quem pode ser chamado de avivalista? Por acaso o avivamento é produção humana? Algum pregador é capaz de criar avivamentos? Bom, o avivamento é despertamento, logo é uma “produção” exclusivamente de Deus. O que muitos pregadores criam é aviltamento.

Pregador Ungido. Ora, o que é unção? Biblicamente é a habitação do Espírito no cristão nascido de novo (cf. 1 Jo 2.20). Logo, o pregador é ungido por ser cristão nascido de novo e não por determinado estilo de oratória, mensagem e timbre de voz.

17 comentários:

Mario Sérgio de Santana disse...

É meu caro amigo, são tantas as invenções popularizadas em nosso meio que muitos tendem a ver isso tudo como "natural". E assim o mundo evangélico vai se transformando...

PB. João Eduardo Silva disse...

Saudações em Cristo!, parabéns pela postegem, disse tudo, onde é que eu assino?.

Abraços no amor de Cristo.

sandre disse...

Apesar de não concordar com você na questão de Ministério de louvor, pois todo trabalho exercido na igreja, pode ser considerado um ministério.
Quanto ao restante, você esta certo pois são tantas invencionices que não da para distinguir muita coisa nestes tempos.

Abçs

Paulo de Tarso disse...

Vou compartilhar muito bom

Joao Cruzue disse...

Irmão Gutierres, a Paz do Senhor.

Quero parabenizar o seu trabalho, constante, inteligente e agregador de conhecimento bíblico. Um Blog com estilo único, ao longo de bons anos.

Como mora em São Paulo, como eu, quero convidá-lo para participar no desenho de um projeto para publicadores de conteúdo cristão na internet. Primeiro na forma de encontros, e depois de congressos.

Sei que é muito difícil aglutinar blogueiros evangélicos, pois, pela natureza de ofício é uma atividade individualista. Por outro lado, sei que a força desta ferramenta está na união.

União para quê? Para fortalecer nossa performance na WEB, publicação de livros, e oficina de formadores de opinião.

Não Estou sozinho neste sonho. Irmão Valmir, que também aprecia seu trabalho, também tem interesse no projeto.

E para dar início a ele, precisamos reunir em data futura pelo menos blogueiros, de preferência, os mais antigos e ativos para celebrar o início do projeto.

Em cristo,

Irmão João Cruzué/ cruzue@gmail.com







sousa disse...

ACHEI PROVEITOSO O ASSUNTO,POIS JÁ OUVIR VARIAS VEZES ALGUÉM DIZER QUE
DEUS Ñ CHAMOU PRA PASTOREAR E SIM
SER PREGADOR E PASTOR ITINERANTE.
IRMÃO,A FONTE DE PESQUISA FOI " DI-
CIONÁRIO DAS COISAS INEXISTENTE E POPULARES NO MEIO EVANGÉLICO"? OU FOI APENAS TÍTULO?
E SER FOR, DE QUAL EDITORA.

George Gonsalves disse...

Muito boa postagem. Poderíamos acrescentar: "pastor de pregação", ministério da dança". dentre outros. Só uma correção, Gutierres. No início do texto há a palavra "Inexistes", ao invés de "inexistentes". Um abraço.

Gilmar Valverde disse...

Gutierres,

Bem polêmico o segundo ponto (ministério de louvor). Como fica, então, os muitos cantores que se dedicam exclusivamente ao louvor? Por acaso seria um trabalho sem muito sentido no reino de Deus?

Acharia interessante um post tratando sobre esse ponto basicamente. Pergunto isso até porque, no próximo trimestre, as Lições Bíblicas da CPAD tratarão sobre dons espirituais e ministeriais.

Atenciosamente,

Gilmar

Anônimo disse...

Grande Gutierres, suas ponderações são muito bem vindas em tempos bicudos como esses. Tenho me acostumado também a compartilhar com você questionamentos meus sobre o papel cristão nesses tempos. Bem off topic, o que você acha de noticias como essas

http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2344398/Google-futurist-claims-uploading-entire-MINDS-computers-2045-bodies-replaced-machines-90-years.html?ITO=1490&ns_mchannel=rss&ns_campaign=1490

Seriam os planos do Kuraweil (que tem um montão de grana pra investir nisso) sinal dos tempos do fim?

Juan de Paula disse...

Oi Gutierres,

quando li o título fiquei curioso.

Sua análise é bíblica pois quem eram itinerantes no NT eram os apóstolos, pois pregavam o evangelho, faziam discípulos e plantavam/lideravam igrejas.

Até mesmo o evangelista, já vi alguém fazer a exegese afirmando que tal termo era alguém que "moldava" as pessoas com o evangelho fazendo mais um papel de discipulador.

Fato é que, mesmo que os presbíteros fossem enviados de uma igreja para outra, eles serviam a um rebanho.

Hoje pastores que são conferencistas em grande proporção como Hernandes e Renato Vargens são uma benção para o corpo de Cristo mas ambos estão conectados com uma comunidade de fé no evangelho local.

Um abraço,

Anônimo disse...

Bom dia, a paz do Senhor!
O assunto é polêmico mesmo, eu mesmo sou instrumentista na minha igreja local e considero esse ofício mais SERVIÇO (talvez relacionado à diaconia) do que um MINISTÉRIO (relacionado aos dons espirituiais). Infelizmente as congregações valorizam demais os músicos/cantores e o termo LEVITA dá até dor ....
Essa confusão no caso do "pastor itinerante" não seria pelo uso muito muito genérico do termo pastor?
Deus abençoe a todos! Marco Aurélio, o anônimo 24 de fevereiro de 2014 22:28 da postagem do pastor Diótrefes.

adao disse...

Muito bom. quando eu quero distrair procuro esses assuntos por que esses termos evangélicos são uma piada kkk;

adao disse...

Muito bom. uma coisa que procuro quando eu quero me distrair são esses assuntos, por que esses termos evangélicos são uma piada kkk;

Wartdesign disse...

Quero deixar algumas explicações a respeito; no livro de 1Reis 17:8, e Deus quem manda e para fortalecer a fé a uma mulher, pois ela precisava de uma confirmação de suas orações então Deus envia um profeta (Pastor Itinerante), já passei por esta como muitas outras, o mesmo e atalaia, quando for ler a Bíblia não olhe para a raiz mas sim a profundidade da palavra.

RAFAEL disse...

Ola a paz do senhor,,bom a palavra do senhor é clara e direta ,,mas o ser humano cria situações para seu próprio favorecimento ,,abrindo mão do verdadeiro ministério pastoral
Pelo que sei a palavra pastor é de quem pastoreia ,,,,apascenta ,,cuida,,se importa com as ovelhas,,,sendo elas sua responsabilidade

Unknown disse...

Concordo com as outras observações mas a palavra ministério sig:serviço

Pr Ewerton Clayton disse...

Concordo com as outras observações mas a palavra ministério sig:serviço