quinta-feira, 21 de agosto de 2014

Marina e a "profecia"

Por Gutierres Fernandes Siqueira

Corre na internet uma "profecia" onde um pastor norte-americano diz que o Senhor levantaria uma "mulher segundo o coração de Deus" para levar o Brasil à prosperidade e à paz. Essa pregação, segundo a descrição do vídeo, teria ocorrido numa igreja brasileira nos Estados Unidos no ano de 2011. 

Bom, muitos evangélicos eufóricos viram em Marina Silva o cumprimento dessa "palavra profética" com toda as aspas possíveis.

Eu creio em profecias, mas eu não creio em ungidos políticos ou políticos ungidos. A democracia demanda a ausência de utopias e sacerdotes de ideologias, mesmo as ideologias religiosas. Não podemos aceitar uma teonomia e nem uma teocracia e muito menos um messianismo político. O Brasil não precisa de um Davi. O rei Davi era para a Antiga Aliança. O Brasil precisa de gente competente...

Bom, por que tudo isso é uma grande bobagem?

a) É muito comum em igrejas neopentecostais as ditas "palavras proféticas" sobre "um novo tempo no Brasil". Quem acompanhou a candidatura de Anthony Garotinho à presidência em 2002 viu uma série desses espetáculos. A diferença é que não existia viral de internet na época. Eu era um adolescente recém-convertido e muito ouvi em 2002 que Deus nos daria "um novo país" com o "primeiro presidente evangélico". Bom, além da bobagem mística em si, houve até mesmo um erro histórico, pois o Brasil já teve dois presidentes protestantes, respectivamente o presbiteriano Café Filho e o autoritário luterano Ernesto Geisel. A própria Marina Silva foi objeto de profecia de que seria presidente ainda em 2010, segundo mais uma trapalhada da “apóstola” Valnice Milhomens.

b) O Brasil não é Israel da Antiga Aliança. É até possível que um presidente seja reverente e piedoso, mas isso não é garantia de prosperidade e paz para uma nação. Havia uma relação entre o líder piedoso e o desenvolvimento do povo na Antiga Aliança, ou seja, entre Deus e Israel, mas a Antiga Aliança acabou enquanto que "a lei e os profetas duraram até João" (Lucas 16.16). Muitos evangélicos esquecem esse princípio elementar do cristianismo, ou seja, estamos em uma nova Aliança entre Cristo e o indivíduo e não entre Cristo e uma nação.

c) Marina é apenas mais uma candidata. Caso queria votar nela, vote pelas propostas e pelo projeto político. Não espiritualize a candidatura de Marina. É muito perigoso para a democracia uma candidatura espiritualizada por parte considerável da população. Na história antiga e moderna esse modelo híbrido entre política e “sujeitos ungidos”
nunca deu certo. "Dai pois a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus”, disse o próprio Jesus em Mateus 22.21. É necessário separar devidamente o Estado da Igreja.

Marina não é candidata ao ministério pastoral, mas sim à Presidência da República, portanto, trate-a como tal.

13 comentários:

Anônimo disse...

Não que eu creia nisto, mas é triste ver um povo "de Cristo" com uma visão sobre tão mecânica e tão limitadora sobre o poder dEle.
As pessoas simplesmente n creem, "seguem" Deus pura e simplesmente pela cultura, porque foram criados em lares "cristãos" etc.
Deus já levantou várias pessoas como líderes, reis, e outras grandes personalidades na história.
E por qual motivo não poderia o fazer de novo ?
Por que não pode surgir algum ungido político ? Isso é um pensamento totalmente humano. Deus faz o que Ele quer, a hora que Ele quiser.
E isso não seria nada para Ele.
Um dos grandes problemas desse evangelho de hoje, é que as pessoas querem dividir as coisas normais, e as coisas de Deus. rs
Sendo que para Deus, ou é tudo, ou é tudo.
Ele não divide, sua glória, em tudo Ele deve fazer parte, e deve ter parte em tudo.
Mas as pessoas já não conseguem mais acreditar nisso, e isso é triste, mesmo não me enquadrando nesse meio pentencotal, neo pentecostal, etc.
Eu creio em um Deus que pode mudar o mundo, somente com uma palavra.

FLÁVIO S. SILVA. disse...

COMO PODEMOS SER LEVIANOS MUITAS VEZES EM TRAÇAR COMENTÁRIOS OU EM PROPAGA-LOS SEM AO MENOS TER CERTEZA DA VERACIDADE DOS FATOS E CORREMOS O RISCO DE SERMOS FALSAS TESTEMUNHAS...SÓ DEUS CONHECE O OCULTO E O ESCONDIDO...SÓ ELE SABE AS INTENÇÕES DAS ATITUDES...OS DESÍGNIOS DOS CORAÇÕES... POR MAIS VONTADE QUE TEMOS DA VERDADE AS VEZES PODEMOS CAIR NA FALTA DE AMOR E MISERICÓRDIA E REPETIRMOS A ATITUDE DE ATIRAR AS PRIMEIRA PEDRAS E COMO SAULO COM TANTO ZELO FAZIA O MAL TÃO CONVICTO DE FAZER O BEM... PRECISAMOS DE LUZ , DISCERNIMENTO E GRAÇA .(Pr.Flávio S. Silva.)
Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.
1 Coríntios 4:5

FLÁVIO S. SILVA. disse...

COMO PODEMOS SER LEVIANOS MUITAS VEZES EM TRAÇAR COMENTÁRIOS OU EM PROPAGA-LOS SEM AO MENOS TER CERTEZA DA VERACIDADE DOS FATOS E CORREMOS O RISCO DE SERMOS FALSAS TESTEMUNHAS...SÓ DEUS CONHECE O OCULTO E O ESCONDIDO...SÓ ELE SABE AS INTENÇÕES DAS ATITUDES...OS DESÍGNIOS DOS CORAÇÕES... POR MAIS VONTADE QUE TEMOS DA VERDADE AS VEZES PODEMOS CAIR NA FALTA DE AMOR E MISERICÓRDIA E REPETIRMOS A ATITUDE DE ATIRAR AS PRIMEIRA PEDRAS E COMO SAULO COM TANTO ZELO FAZIA O MAL TÃO CONVICTO DE FAZER O BEM... PRECISAMOS DE LUZ , DISCERNIMENTO E GRAÇA .(Pr.Flávio S. Silva.)
Portanto, nada julgueis antes de tempo, até que o Senhor venha, o qual também trará à luz as coisas ocultas das trevas, e manifestará os desígnios dos corações; e então cada um receberá de Deus o louvor.
1 Coríntios 4:5

Anônimo disse...

Simples, claro e lúcido texto Gutierres. Perguntou-me por que precisamos tanto de "profetas" e "profecias" porque para mim, as escrituras me basta. Angustia-me ver tantas bobagens ditas e propagadas nas redes sociais sem nenhuma propriedade, de pessoas néscias e de má-fé.

Anônimo disse...

Política e ungido de Deus não pode andar juntos mas veja bem José era governador, Davir era rei uma instituição política poderia citar outros se quiser. Só para terminar o versículo isolado que você citou daí a César o que é de César e a Deus o que é de Deus está falando de imposto então leia mas a bíblia a para finalizar Jesus não veio acabar com o antigo testamento mss veio comprir com o novo então pare de falar amém

Rilson Joás disse...

Amém, finalmente um comentário sensato sobre o assunto.

Jean Correa disse...

Tenho plena certeza de que a solução do Brasil não está em termos um presidente evangélico - já tivemos duas vezes, como diz o texto, e deu no que deu. Mas é difícil tirar da cabeça a ideia de que seria bom um governante que exalta o Deus verdadeiro, que segue o mesmo Cristo que eu. É um paradigma difícil de quebrar, eu assumo que tenho essa dificuldade. Essa eleição será um bom exercício de bom senso.

Amauri Alves da Silva disse...

Pôxa, achei seu texto bem coerente. Já compartilhei no meu FB, porque ele consegue explicar bem para o cristão menos "pós-moderno" qual é a importância de separar os assuntos entre Igreja e Estado, porque usa, sem desmerecer, um "evangeliquês" na medida certa, sem cair no código secreto que muitas vezes uma pessoa de fora da igreja não compreenda.

Parabéns ;)

Alexandre Compans disse...

Foi comentado no texto principal, que não precisamos de um Davi no poder. Eu discordo, porque se tivéssemos um Davi no poder, com certeza ele teria o temor de Deus para orientá-lo e pedir sabedoria para guiar o povo e fazer o que fosse possível para governar da melhor maneira. Foi comentado também que tivemos 2 presidentes evangélicos, mas ser evangélico muito são, mas existem evangélicos e evangélicos. Precisamos de alguém que tenha temos de Deus e que seja humilde suficiente para se deixar orientar pelo Espirito de Deus para se tomar as melhores decisões pelo bem do país, assolado pela corrupção. Infelizmente, a Marina já está sendo atacada pelo movimento gay, sabendo que ela é evangélica, já fazem aquelas perguntas direcionadas querendo com isso fazer com que ela perca pontos nas pesquisas, e derrubar a sua credibilidade. Gostaria sim de ter no poder um personagem político temente a Deus e que se deixe ser usado pelo Senhor de uma forma justa e sábia para todos. A culpa principal disso, na verdade é da Igreja brasileira. Se nós nos uníssimos como um corpo, com nos orienta a palavra de Deus, e usássemos o poder concedido pelo Espírito Santo, muitas coisas no Brasil já teriam sido mudadas, porque o poder de Deus é a força mais forte no universo, mas isso não acontece porque somos um povo dividido, somos um corpo mutilado, somos motivo de chacota, somos lembrados pelo dinheiro, como um povo mercenário e ganancioso, que fazemos tudo por interesse, longe daquela Igreja primitiva que irradiava o amor, e o poder de Deus através das atitudes orientadas pelo poder de Deus.

Paulo Sérgio disse...

os criticos precisam conhecer a palavra de Deus com mais profundidade procurem ler a história de Ciro e o que foi profetizado 200 anos antes dele ser rei e veja também porque Deus colocou José como governador e Ester como rainha não podemos esquecermos que em Dn:4.25 está escrito: o reino dos homens pertence a Deus e Ele da a quem Ele quer.

luiz fernando disse...

Interessante; eu também não acredito que Deus colocaria nestas ocasiões um "Ungido" para levantar o Brasil.
Mesmo que desejamos uma melhoria; o que sempre vai haver é, sempre um desastre, claro que em geral.
O mundo deve se torna um caos, até que venha o ANTE-CRISTO. no caso do Brasil, é por conta de ser um País aberto a tudo e a todos. o sincretismo é muito forte, e ao menos percebermos que, a sociedade muda, tudo muda, mas, para um fim escatológico. Esperar algo sincero de um governo é inútil, pois o presidente da republica não decide nada sozinho. então Marina se ganhar, sera bem vinda, se não, bem vindo o próximo.
Profecias são profecias, interpretações são interpretações e falsos profetas são falsos profetas.

Fabio Lima disse...

Mais uma vez Marina não ganhou. De nada valeu todo o misticismo desses povo que que se diz evangélico (mas que detesta o Evangelho de Jesus), de nada adiantou "determinar, amarrar, tomar posse, decretar, exigir, ungir, declarar etc. Todas essas aberrações, mais a falsas profecias só mostram o quanto essa visão é equivocada e só envergonha a Palavra de Deus - caem nesses laços aqueles que querem o poder desse mundo. Os evangélicos atuais estão tão corruptos quanto os "mundanos", basta ver o número de divórcios, pirataria, sonegação de imposto, desvio de verbas públicas, mentiras e mentiras... Se amamos a Deus e as pessoas devemos antes cuidar das vidas que o Senhor nos confiou, mas antes o que se vê é evangélicos querendo o poder desse mundo, e o povo perecendo por falta de conhecimento.

Anônimo disse...

Argumentações e argumentações...certo é que cada um puxa para suas ideologias doutrinarias. O que existe hoje é uma guerra dentro das igrejas evangélicas pelo poder temporal.Precisamos de ação e menos argumentos, ou seja, precisamos ter vergonha na cara e levantar a bandeira do protestantismo!