sábado, 20 de fevereiro de 2016

Lawrence Olson e o Pacto de Lausanne

Lawrence Olson 
Por Gutierres Fernandes Siqueira

Você já ouviu falar no "Pacto de Lausanne"? A importância do documento, fruto do Congresso de Lausanne (Suíça) em 1974, esteve em despertar o cristianismo protestante para a missão evangelizadora que abrange aspectos sociais e culturais. Além disso, foi uma bela demonstração de unidade entre os evangélicos do mundo todo. O congresso contou com os gigantes Billy Graham e John Stott como incentivadores.

Sabe uma curiosidade? A CPAD (Casa Publicadora das Assembleias de Deus) foi quem publicou o Pacto de Lausanne no Brasil pela primeira vez. A iniciativa partiu do pastor assembleiano Lawrence Olson (1910-1993). Olson, um entusiasta da educação teológica e do uso da mídia para a proclamação do Evangelho, também cultivava um carinho especial para a ideia de uma missão abrangente. 

O pentecostalismo brasileiro, em suas expressões clássicas, sempre se viu como parte do evangelicalismo mundial. Somente as alas mais fundamentalistas do protestantismo tentam desdenhar o pentecostalismo como um parasita da fé protestante. O bispo anglicano Robinson Cavalcanti (1944-2012) costumava lembrar com gratidão a importância do gesto de Olson. Cavalcanti tinha sempre a nobreza em diferenciar o pentecostalismo do pseudopentecostalismo. 

Nenhum comentário: